PF diz que prefeituras de Hilton Gonçalo e esposa usaram recurso da saúde para compra de equipamentos que nunca foram entregues

As prefeituras de Santa Rita e Bacabeira, comandadas respectivamente por Hilton Gonçalo e sua esposa, Fernanda Gonçalo, estão sendo investigadas em operação da Polícia Federal. Chamada de Falsa Esperança, a operação foi deflagrada com a finalidade de desarticular associação criminosa voltada a fraude em licitações e desvio de recursos públicos federais, que seriam usados no enfrentamento do novo coronavírus (COVID-19).

Segundo a PF, estão sendo verificados nas prefeituras indícios de superfaturamento de equipamentos de proteção individuais (EPI’s) e de simulação na compra de respiradores pulmonares, que apesar do pagamento antecipado pelas gestões de ambos os municípios nunca foram efetivamente entregues.

Segundo a PF, todas as aquisições foram realizadas com uma única empresa, sediada na cidade de Paço do Lumiar/MA, que nunca havia atuado no ramo médico hospitalar. A investigação revelou que a empresa não tinha nenhum empregado e atuava com a comercialização de acessórios para instalação de aparelhos de ar-condicionado e de energia solar. A empresa tinha um total de 69 atividades secundárias, que variavam desde a confecção de vestuário, segurança privada e até produção musical.

Deixe uma resposta