PF deflagra operação Grande Família para combater fraudes previdenciárias no Piauí e Maranhão

 

material apreendido durante a operação” Grande Família”   foto: Polícia Federal

A  Polícia Federal deflagrou nesta quarta- feira (15) a Operação “GRANDE FAMÍLIA”,visando desarticular grupo criminoso especializado no recebimento de benefícios previdenciários de segurados falecidos.

Segundo informações,cerca de 125 agentes federais dos Estados do Piauí, Ceará, Maranhão, Rio Grande do Norte, Paraíba e Pernambuco deram cumprimento a 31 mandados de busca e apreensão e 21 mandados de prisão preventiva. Os mandados expedidos pela 3ª Vara da Seção Judiciária Federal em Teresina,estão sendo cumpridos nos estados do Piauí e Maranhão.

De acordo a Polícia Federal,as investigações tiveram início em 2018, a partir de relatórios produzidos pela Coordenação Geral de Inteligência Previdenciária e Trabalhista (CGINT) da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia – órgão integrante da Força tarefa Previdenciária – que apontaram irregularidades em transferências de benefícios previdenciários do Maranhão para o Piauí.

ainda de acordo a Polícia Federal,a quadrilha era formada por estelionatários e servidores públicos, falsificava documentos em nome dos beneficiários falecidos, abria contas bancárias e, posteriormente, servidores do INSS integrantes da quadrilha transferiam os benefícios do Estado do Maranhão para Teresina.

Cerca de 640 benefícios previdenciários fraudados foram identificados no curso da investigação. A Justiça Federal determinou a imediata suspensão destes benefícios, medida que evitará um prejuízo futuro estimado em R$ 80 milhões. Também determinou a apreensão de veículos, o bloqueio das contas bancárias dos presos e a suspensão do exercício da função pública para os servidores do INSS.

Os investigados deverão responder os artigos 288,171,299,304,317 e 333 do Código Penal Brasileiro pelos crimes de associação criminosa estelionato qualificado , falsidade ideológica, uso de documento falso, corrupção passiva e corrupção ativa.

Polícia Federal prende traficantes no Maranhão

A Polícia Federal no Maranhão, por meio da Delegacia de Repressão a Drogas (DRE), deflagrou na manhã desta quarta-feira(15), em São Luís, a 2ª Fase da Operação “MD”. a operação visava desarticular um grupo criminoso especializado no tráfico de drogas que utilizava os Correios. A operação “MD” recebeu esse titulo em decorrência das iniciais da substância (metileno-dióxido) que compõe o ecstasy, uma das principais drogas traficadas pelo grupo criminoso.

Segundo a polícia,a partir dos interrogatórios da primeira fase da operação realizada em 16 de abril deste ano, e da análise de algumas mídias que os integrantes do grupo criminoso ficou constatado que o grupo era especializado na distribuição de drogas conhecidas como ecstasy e LSD, além de cocaína, skunk e maconha, em festas na capital maranhense, especialmente em eventos de música eletrônica, onde há grande concentração de jovens.

A equipe de investigação interceptou várias encomendas, contendo as substâncias entorpecentes que chegavam até os investigados, via postal,oriundas dos Estados Rio de Janeiro, Pernambuco e Mato Grosso do Sul.

A Polícia Federal deu cumprimento a cinco mandados de prisão Temporária e 04 mandados de busca e apreensão na capital maranhense.As ordens judiciais foram expedidas pela Justiça Estadual do Maranhão, com o objetivo de colher provas da materialidade do crime e subsidiar as investigações.

Os envolvidos estão sendo conduzidos à Superintendência de Polícia Federal no Maranhão, onde serão indiciados pelo no Código Penal Brasileiro nos arts. 33 e 35 da Lei nº 11.343/06,pelos crimes de tráfico de drogas e associação para tráfico,onde responderão por penas que chegam até 15 anos de reclusão.

Quadrilha que furtava mercadorias de rede de Supermercados é presa em São Luís

 

caminhão apreendido durante operação da Polícia Civil.

Uma operação desencadeada pela Policia Civil, na noite da última terça-feira (14), resultou na desarticulação de uma organização criminosa envolvida no furto de mercadorias de uma rede de Supermercados.

Segundo informações policiais,fazem parte do bando um empresário, um policial militar, um agente penitenciário e funcionários da rede de Supermercados Mateus.
Ainda segundo informações policiais,a quadrilha vinham praticando os crimes há pelo menos 06 meses.

O grupo foi preso nos bairros do Turu, Vila Esperança, Vila Industrial e João Paulo. As prisões aconteceram através das Seccionais Leste, Sul e Norte, Unidades vinculadas à Superintendência da Capital.

Na ação policial foi apreendido um caminhão contendo carregamento de arroz,leite e papel chamex. O material desviado foi localizado em um depósito clandestino, no bairro do Turu.

O caminhão apreendido e os acusados presos foram encaminhados para o Plantão Central do Cohatrac,onde os envolvidos foram autuados pelos crimes de receptação qualificada e organização criminosa.

 

Apresentação dos envolvidos

A Delegacia Geral apresentará nesta quarta-feira (15), às 15h, no auditório da Delegacia Geral os envolvidos de furtar cargas da rede de Supermercados do Estado.
A Polícia Civil trabalha desde a madrugada de quarta-feira(15), para localizar e prender um agente penitenciário e um policial militar conseguiram empreender fuga durante a operação. Outros funcionários do Grupo envolvidos no esquema poderão ser presos a qualquer momento.

Mulher é encontrada morta na Ufma, em São Luís

Na manhã desta segunda-feira (13), uma mulher foi encontrada morta dentro do campus do Bacanga, da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), em São Luís.

Segundo informações preliminares, uma funcionária do setor de limpeza da UFMA achou o corpo, próximo ao prédio da TV UFMA e do Centro de Ciências Sociais (CCSO). A identidade da mulher ainda não foi divulgada.

Ao lado do achado cadavérico havia um vestido rasgado e um short. Equipes da polícia que se dirigiram ao local informaram que sinais de agressão foram encontrados no corpo da vítima.

Ainda segundo a polícia, tudo leva a crer que o crime não aconteceu no campus da UFMA, mas o corpo teria apenas sido desovado no local.

Uma equipe do Instituto de Criminalística (Icrim) está no local para realizar perícia e encaminhar o corpo ao Instituto Médico Legal (IML). Muita gente acompanha a movimentação na área.

Com informações do Imirante.com

Por onde anda Edna?

Mazinho Leite e sua “secretária” Edna

Após ser presa e logo depois conseguir “milagrosamente” uma decisão para deixar a cadeia, Edna Andrade, apontada como amante do prefeito Mazinho, de Cândido Mendes, e responsável pelo assassinato de seu esposo, “sumiu” totalmente da mídia.

O blog, sabe de fonte segura que mesmo após toda essa confusão, Edna, continua dando as “cartas” na prefeitura de Cândido Mendes, o sonho de se tornar prefeita, não acabou.

Notinhas da Manhã

Policiais militares são presos por integrar grupo de pistoleiros em Aldeias Altas

Os policiais são apontados como como integrantes de grupos organizado que cometia homicídios e outros delitos penais na região de Caxias e Aldeias Altas.

Cinco policiais militares foram presos durante a Operação Balaiada, deflagrada pela Superintendência Estadual de Homicídios, Delegacias Regionais de Caxias e Timon, com apoio da Polícia Militar e Centro Tático Aéreo na manhã desta terça-feira (30).

Além dos PMs, dois homens também foram detidos.

A ação ocorreu em Caxias e Aldeias Altas, onde foram cumpridos mandados de prisão temporária e busca e apreensão expedidos pela Primeira Vara da Comarca de São Luís-MA.

Os policiais são apontados como como integrantes de grupos organizado que cometia homicídios e outros delitos penais na região de Caxias e Aldeias Altas.

As investigações seguem na Superintendência Estadual de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP).

Capotamento de carro deixa dois gravemente feridos na BR-135 no MA

Acidente aconteceu na manhã da sexta-feira (26) no km 62 da rodovia estadual entre os municípios de Bacabeira e Santa Rita.

O capotamento de um carro de passeio deixou duas pessoas gravemente feridas na manhã da sexta-feira (26) na BR-135 entre os municípios de Bacabeira e Santa Rita.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF) o condutor do veículo, que não teve a sua identidade revelada, saída da localidade Rancho Papoco, situada na cidade de Santa Rita, a 81 km de São Luís, quando se deparou com uma motocicleta atravessando no km 62 da rodovia estadual sem respeitar a preferencial.

De acordo com a PRF, o motorista do carro conseguiu desviar da motocicleta, mas perdeu a direção do veículo, que saiu de pista e capotou logo em seguida.

Após o acidente o condutor, e a passageira do automóvel, que também não foi identificada, ficaram gravemente feridos e foram socorridos para um hospital da capital. O veículo ficou tombado fora da via e a motocicleta não foi localizada.

Viúvo de Mariana Costa é preso por estuprar a própria sobrinha de 15 anos

A polícia prendeu nesta quinta-feira (25), em São Luís, Marcos Renato Ribeiro Serra Pinto, de 39 anos. Ele é suspeito de ter estuprado a própria sobrinha de 15 anos no último fim de semana, em uma fazenda na cidade de Itapecuru-Mirim. A defesa diz que Marcos Renato nega o crime, mas ele acabou levado ao Centro de Triagem de Pedrinhas após a prisão.

Marcos é viúvo da publicitária Mariana Costa, que foi vítima de feminicídio em 2016 pelo cunhado Lucas Porto. A denúncia foi feita pelo irmão de Marcos e pai da adolescente, na Casa da Mulher Brasileira. A investigação é conduzida pela Delegacia de Proteção a Criança e ao Adolescente (DPCA).

“Eles estavam na fazenda ao retornar de uma festa onde ele[Marcos] havia ingerido bebida alcoólica. Ao chegar na fazenda, foram assistir um filme e, após isso, ao se despedir para ir ao seu quarto, ele teria segurado a menor, imobilizado na cama e cometido o ato sexual violento”, contou a delegada Ana Zélia.

O depoimento de Marcos na delegacia estava marcado para esta quinta (25) e o advogado dele avisou que ele não se apresentaria na data marcada. Porém, Marcos acabou sendo preso no final da tarde, no bairro Araçagi, após uma decisão da juíza da 2ª Vara de Itapecuru-Mirim, Mirella Cézar Freitas.

A delegada Ana Zélia informou ainda que a adolescente está passando por todos os exames necessários para comprovar o crime.

“Aqui a gente tem o centro de perícias voltado para criança e adolescente, então ela é encaminhada para acompanhamento com psicólogo, assistente social… é feito a perícia médica, os exames físicos, coleta de material biológico e agora nós estamos no aguardo desses resultados”

A pena para o estupro contra adolescentes entre 14 e 18 anos varia de oito a doze anos de prisão.

Presos fogem do presídio de Bacabal

Na noite de quinta-feira (25), cerca de 21 preso fugiram da Unidade Prisional de Ressocialização de Piratininga de Bacabal. Eles fugiram no momento de uma queda no fornecimento de energia elétrica.

De acordo com informações preliminares do 15º BPM de Bacabal, 21 detentos escaparam do presídio. Os policiais militares foram acionados e, pelo menos, cinco presos já foram recapturados.

Morte de vereador pode ter sido encomendada, diz a polícia

A Polícia Civil investiga a possibilidade de o ex-presidente da Câmara Municipal de Maranhãozinho, vereador João Pereira Serra, o Jango (PSD), de 46 anos, ter sido vítima de um crime de encomenda executores terem roubado a quantia de R$ 8 mil e uma arma de fogo que estavam com a vítima o parlamentar que foi
executado na manhã de terça-feira, 23, na zona rural de Santa Luzia do Paruá.

Dez políticos com ou sem mandados já foram assassinados entre os anos de 2015 a 2019 no Maranhão. “Ainda não descartamos nenhuma linha de investigação sobre esse caso”, disse o delegado Jeffrey Furtado, da Superintendência de
Homicídio e Proteção a Pessoas (SHPP), designado junto com o delegado Clarismar Campos, para investigar o assassinato do vereador, com o apoio de uma equipe da Delegacia Regional de Zé Doca.

Jeffrey Furtado informou, ainda, que em companhia de outros policiais militares e civis, acompanhou ontem o trabalho dos peritos do Instituto de Criminalística (Icrim) no local onde ocorreu o crime. Várias pessoas já foram ouvidas como testemunhas, entre elas, o empregado do vereador, nome não revelado, que estava no local do crime, e que ficou ferido de estilhaços de chumbo, e familiares do parlamentar.

Ainda de acordo com Jeffrey Furtado, o corpo do político foi levado ainda na terça-feira para o Instituto Médico Legal (IML), em São Luís, para a autópsia e liberado em seguida aos familiares. “O trabalho de investigação está no começo e
aguardamos o resultado dos exames periciais é de suma importância para a elucidação desse caso”, disse o delegado.

Assassinato
O empregado do vereador João Pereira Serra, vaqueiro da fazenda, disse aos policiais que estava no carro com a vítima no momento do crime, quando surgiram dois homens do matagal, e dispararam vários tiros em direção ao parlamentar que foi
atingido e morreu no local. Eles, então, revistaram a vítima e pegaram a quantia de R$ 8 mil e a arma de fogo que estava com ela. Após a fuga dos
criminosos, o vaqueiro comunicou o caso aos familiares do político, que acionaram a polícia. Há possibilidade de os executores sejam moradores da localidade e estariam de tocaia, aguardando o vereador”, disse o delegado.
Outros casos
O vereador João Pereira Serra, o Jango (PSD) foi décimo político executado em menos de quatro anos no Maranhão. Foram oito vereadores e dois prefeitos mortos em cidades diferentes. O último prefeito morto foi de Davinópolis, Ivanildo Paiva
(PRB), de 57 anos, no dia 11 de novembro do ano passado, na zona rural dessa cidade.
O caso foi investigado pela Polícia Civil, e durante o inquérito, oito pessoas foram presas por decisão judicial. Entre os presos, o vice-prefeito de Davinópolis, José Rubem Firmo, apontado como mandante do crime.

De acordo com a polícia, a motivação desse crime teria sido promessas não cumpridas a José Rubem, como o pagamento de R$ 300 mil após a reeleição da chapa, além de a vítima não ter entregue ao vice o controle político da Secretaria de Educação do município.

Esses acordos teriam sido feitos a época da campanha quando ambos buscavam a reeleição. Outro assassinato que, segundo a polícia, teve motivação política foi a morte do vereador de Godofredo Viana, César Augusto, conhecido como César da Farmácia, em dezembro de 2016. O presidente da Câmara de Vereadores, Francisco do Nascimento, teria tentado negociar sua permanência no cargo, mas como não conseguiu influenciar o seu colega, optou por mandar matá-lo. O crime contou, também, com a participação do vereador José Gomes da Silva, que segundo a polícia, tinha ficado na suplência durante as eleições e pretendia assumir o cargo com a morte do César, e posteriormente votaria pela permanência de Francisco Nascimento na presidência da Câmara.