Lei da Ficha Limpa: Júnior Lourenço pode ficar de fora das eleições deste ano

O Tribunal de Contas da União divulgou uma lista com nomes julgados inelegíveis por ter suas contas reprovadas. Nela, constam mais de 600 maranhenses e um deles é o deputado federal Júnior Lourenço (PL), que tenta a reeleição para o cargo.

Ocorre que o TCU reprovou as contas de Lourenço, referentes às atividades financeiras de quando era prefeito de Miranda do Norte, entre 2009 e 2016, hoje chefiado pela sua mãe, a prefeita Angélica (PL).

Dentre os processos nos quais é réu, o ex-prefeito foi condenado em um que investigava a não prestação de contas referentes ao uso de recursos da educação, no Programa Dinheiro Direto na Escola – Plano de Desenvolvimento da Escola – PDDE-PDE/2010 e Programa Nacional de Apoio ao Transporte Escolar – PNATE/2015.

Atualmente, o processo se encontra transitado em julgado e não cabe mais recurso.

O Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão, ao analisar se uma candidatura pode ser deferida ou não, leva em consideração alguns critérios, sendo um deles exatamente a lista divulgada pelo TCU. No caso de Júnior Lourenço, a expectativa é a de que não tenha a sua candidatura deferida.

Governador Nunes Freire: prefeito revolta população com entrega de cesta básica com 1kg de macaxeira e um pedaço de bolo

Indignados com a atitude do prefeito de Governador Nunes Freire, Josimar da Serraria (PSB), moradores do município denunciam a péssima qualidade e quantidade da cesta básica oferecida pelo gestor.

Segundo os moradores, ao abrirem a cesta, os moradores encontraram 1kg de mandioca, um pedaço de bolo de macaxeira e um quilo de farinha d’água.

“Olha a cesta básica que o prefeito está oferecendo para a gente… É uma falta de respeito com a população, não é possível que a Prefeitura só tenha isso para oferecer, é isso que a gente merece? Cadê os recursos que são enviados para o município?”, disse uma moradora indignada.

Os moradores pedem uma apuração dos órgãos fiscalizadores sobre a qualidade e quantidade dos alimentos oferecidos por Josimar da Serraria.

Foragido de Pedrinhas, líder de organização criminosa é preso no Piauí

Um homem identificado como José Moura de Camelo Neto, mais conhecido como “Neto Camelo”, foi preso na manhã desta quinta-feira (11) suspeito de liderar uma organização criminosa no estado do Piauí. José Moura estava escondido em um sítio na zona Rural do município de Miguel Alves, a 117 km de Teresina.

Segundo a Polícia, José Moura já foi condenado a 27 anos por roubo e estava cumprindo pena na Penitenciária de Pedrinhas, em São Luís, no Maranhão, quando fugiu em dezembro de 2021 e assumiu o comando da facção criminosa no Piauí.

“Desde dezembro ele é foragido do Sistema Prisional do Maranhão, tem uma pena muito grande para cumprir lá, com condenação de 27 anos, integrante de organizações criminosas com atuação no Maranhão e Teresina, mas o forte dele é em Teresina, principalmente na zona Sul. Desde então várias unidades de polícias estavam investigando o paradeiro dele”, informou o coordenador do Greco, delegado Tales Gomes.

O líder da facção foi localizado em um sítio que funcionava como um esconderijo, mas também era um local onde ele se reunia com outros criminosos. Com ele, foram apreendidos três armas de fogo, munições, entorpecentes e um veículo.

Anajatuba: prefeito é investigado após denúncia dos moradores dos povoados Fomento e Santana

O prefeito de Anajatuba, Hélder Aragão (MDB), foi denunciado pelos moradores dos povoados Fomento e Santana por irregularidades no sistema de abastecimento da comunidade.

O Ministério Público do Maranhão (MPMA) tomou conhecimento da situação iniciou uma investigação e fará o levantamento de informações que permitam melhor apurar as responsabilidades, alcançando todos os sujeitos e abarcando todos os fatos possíveis, para propositura de ação civil pública.

O prefeito Hélder Aragão será notificado sobre a denúncia para que esclareça, no prazo de 20 (vinte) dias quais medidas que estão sendo adotadas para fins de conclusão da obra do sistema de abastecimento dos Povoados Fomento e Santana.

Entre várias determinações, o prefeito terá que tomar providências a respeito da limpeza e desinfecção dos poços tipo cacimbão e das cinco cisternas existentes e utilizadas para abastecimento, conforme orientação da FUNASA.

São José de Ribamar: MP investiga o “Bar do Gordo”

Em São José de Ribamar, o Ministério Público do Maranhão apura uma denúncia sobre o funcionamento irregular de um estabelecimento identificado como “Bar do Gordo”.

O local fica localizado na Rua do Campo Um, Vila Dr. Julinho, em frente a quadra poliesportiva e residências do município. O Ministério Público irá investigar a denúncia sobre o funcionamento do “Bar do Gordo” e tomar as providências necessárias para que o problema seja solucionado.

Prefeito de Arari aparece na lista de candidatos ficha suja do TCU

Na lista de candidatos que o Tribunal de Contas da União divulgou na tarde de ontem (10), que tiveram suas contas reprovadas nos últimos anos, aparece o nome do atual prefeito do município de Arari, Rui Filho (PTB). Assim como outras centenas de maranhenses, ele é considerado ficha suja pela Justiça Eleitoral.

Na prática, isso significa que se ele tentasse uma candidatura para as próximas eleições, ele seria barrado pela Lei da Ficha limpa, o que também pode comprometer futuros projetos políticos do petebista.

Em 2019, Rui Filho foi condenado pela Justiça a devolver R$ 100 mil para os cofres públicos ao ter suas contas do exercício 2003-2004, quando foi prefeito de Arari, após ser acionado pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação Básica (FNDE).

Neste ano, em maio, ele entrou com recurso, mas o Tribunal de Contas da União confirmou o resultado da decisão anterior, tendo o processo transitado em julgado.

Caxias: assassino de ex-companheira é preso no Piauí

Um homem suspeito de matar a ex-companheira há 12 anos na cidade de Caxias, no Maranhão, foi preso durante os festejos do município de José de Freitas, na região Norte do Piauí.

Os policiais militares do 16º Batalhão da Polícia Militar (BPM), informaram que  o acusado possuía um mandado de prisão em aberto pelo crime de feminicídio.

“Nós recebemos a informação de que ele teria cometido um feminicídio em Caxias e ao realizarmos a abordagem nós constatamos que se tratava da mesma pessoa, apesar dele ter apresentado uma documentação falsa, mas puxamos pelo banco de dados de mandado de prisão, nós constatamos a veracidade e demos voz de prisão”, declarou o capitão Pedro.

Ainda de acordo com o policial, na época do crime a vítima foi morta após terminar o relacionamento que tinha com o suspeito. Ele não aceitava o fim do namoro e acabou tirando a vida da namorada.

“Após dizer um nome falso, ele acabou admitindo e não esboçou reação durante a prisão”, acrescentou o comandante.

O homem foi levado para Central de Flagrantes de Teresina.

Estreito: Leo Cunha e empresa A.V. Marinho são investigados por fraudes em contratos

O prefeito de Estreito, Leo Cunha (PL), é investigado em um inquérito civil que apura supostas irregularidades na contratação da empresa A. V. Marinho.

Segundo informações, o contrato seria para a prestação de serviços técnicos especializados de assessoria e consultoria contábil, firmado por meio de processo licitatório por inexigibilidade.

A empresas A. V. Marinho, inscrita no CNPJ nº 44.742.711/0001-07, tem sede na Rua Viriato Correia, 233, Setor Planalto II, Estreito – MA, de propriedade do Aislan Vilanova Marinho.

O Ministério Público do Maranhão (MPMA) considerou a necessidade de apurar as irregularidades e eventual improbidade administrativa, à vista dos argumentos apresentados pelo denunciante.

A fraude ou dispensa indevida de licitação configura ato de improbidade administrativa previsto no art. 10, VIII, da Lei nº 8.429/92– Lei de Improbidade Administrativa.

Açailândia: três suspeitos da morte de professor da Uemasul são presos

Segundo informações da PM, os suspeitos estavam em um ponto de venda e consumo
de droga na região conhecida como “casqueiro”, quando teriam avistado o professor
chegando ao local e atraído a vítima para dentro do imóvel, para roubá-lo.

Um dos suspeitos confessou à PM que o professor foi morto dentro da casa e teve o
corpo levado em uma moto, para ser “desovado” no final da rua 15 de Novembro, no bairro Laranjeiras.

Uma quarta pessoa também estaria envolvida no crime e teria sido quem assassinou a
vítima, ela já foi identificada pela polícia.

O delegado Saniel Trovão investiga o assassinato como latrocínio, roubo seguido de
morte. O celular e cartões da vítima foram encontrados próximo ao corpo.

Neylson era professor da Uemasul, em Imperatriz, e da rede municipal e Açailândia,
onde residia e morava sozinho.

Aldeias Altas: prefeito é investigado após denúncia do presidente da Associação de Pequenos Produtores Rurais

O prefeito de Aldeias Altas, Kedson (PL), está sendo investigado após uma denúncia do presidente da Associação dos Pequenos Produtores Rurais do Povoado Gostoso e Pati, Antônio Cláudio, sobre a interrupção no fornecimento de equipamentos e maquinários destinadas ao plantio para as comunidades e associações do município de Aldeias Altas.

O Ministério Público do Maranhão (MPMA) informou que é demandado que o prefeito, por meio da Secretaria Municipal e Agricultura e Abastecimento, não proceda à exclusão das comunidades Pati e Gostoso, oportunizando o recebimento de benefícios em igualdade de condições com as demais comunidades da zona rural.

A investigação tem o objetivo de apurar se estão chegando os benefícios provenientes da Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento para as comunidades locais, de modo a possibilitar o plantio e a produção e, ainda, fiscalizar, de forma continuada, a atuação da Prefeitura quanto a esta problemática.