Vereador Coronel Egídio denuncia prefeito de Bacabal, Edvan Brandão, por fraudes em contrato

Em Bacabal, o vereador Egídio Augusto Amaral Soares denunciou ao Ministério Público supostas irregularidades no Pregão Presencial nº 04/2020, realizado pela prefeitura do município, para contratação de uma empresa especializada na prestação de serviço de engenharia civil.

De acordo com informações, a empresa foi contratada para atender as necessidades de serviços de manutenção predial, corretiva, incluindo reparos, alterações físicas, recuperação e consertos das instalações, nas edificações da Secretaria Municipal de Educação.

De acordo com a denúncia, o prefeito Edvan Brandão, teria violado os princípios da publicidade e legalidade, em virtude da falta de divulgação e publicação do edital. Além disso, o vereador alega que o contrato não especifica o objeto da licitação e diz apenas que os serviços serão realizados em “escolas da zona urbana e rural do município de Bacabal”.

O Ministério Público vai apurar as denúncias do vereador que podem estar configuradas em ato de improbidade administrativa. A instituição determinou que o prefeito apresente provas de documentos a seu favor no prazo de 10 dias.

VÍDEO! População morrendo de covid-19 em Viana e o prefeito fazendo aviãozinho com dinheiro público

O prefeito de Viana, Magrado Barros, reuniu centenas de pessoas na comemoração do aniversário da cidade, em plena pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

O ápice do evento, marcado por grandes aglomerações, foi quando o prefeito jogou dinheiro para a população. A gestão de Magrado Barros em Viana é marcada por diversas ações do Ministério Público que buscam desvendar suspeitas de desvios de verba pública.

O dinheiro que entrou nos cofres do município para ser usado no combate ao covid-19, tomou doril e sumiu. A PF deve ser acionada para investigar casos de possíveis desvios dos recursos do combate ao vírus em Viana.

Confira nas imagens a seguir.

De grão em grão: prefeito de São Luís Gonzaga, Dr. Júnior, sela mais um contrato para aquisição de testes rápidos

Em um novo contrato para aquisição de teste emergencial a fim de combater o coronavírus, o prefeito de São Luís Gonzaga do Maranhão, Dr. Júnior, assinou um contrato de quase R$ 50 mil.

Dessa vez, a empresa beneficiada será a Dimensão Distribuidora de Medicamentos Eireli, localizada em Teresina/PI. O contrato foi assinado no dia 30 de julho, com vigência até dezembro.

A empresa vai faturar exatos R$ 48.000,00 (quarenta e oito mil reais). Apesar do contrato ser considerado baixo, é necessário ficar atento pela quantidade de solicitação para aquisição do mesmo material.

O objeto do contrato é a aquisição emergencial de Teste Imunocromatográfico Rápido Para Determinação Qualitativa de Anticorpos IGM e IGG para o Vírus Covid-19 em Amostra de Sangue Total, Soro ou Plasma para Ação de Combate à Pandemia do Novo Coronavírus (Covid-19) para prevenção nas ações de combate do novo coronavírus.

O Ministério Público precisa apurar por quais razões esses contratos suspeitos estão sendo feitos por partes.

Investidores querem ver resultado, e governo busca reduzir desmatamento, diz Mourão

O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, afirmou nesta quinta-feira (9) que, na avaliação dele, “é óbvio” que os investidores estrangeiros querem ver resultados das políticas ambientais do Brasil. “E qual o resultado que podemos apresentar? É que haja uma efetivamente uma redução do desmatamento”, disse.

A declaração foi dada em coletiva de imprensa concedida após videoconferência entre o vice-presidente, ministros do governo federal e investidores estrangeiros para tratar da preservação do meio ambiente no Brasil.

Mourão comanda o Conselho da Amazônia. Segundo ele, o plano do governo é manter as operações de repressão aos crimes ambientais, realizar ações mais efetivas nas áreas de regularização fundiária e de pagamentos de serviços ambientais para que, “pouco a pouco”, se chegue a um “número de desmatamento que seja aceitável”.

Conforme a agenda do vice-presidente, participaram da videoconferência os ministros Walter Souza Braga Netto (Casa Civil), Tereza Cristina (Agricultura), Ricardo Sales (Meio Ambiente), Ernesto Araújo (Relações Exteriores), Fábio Faria (Comunicação), e Roberto Campos Neto (Banco Central).

Covid-19: Distribuidora de Santa Helena vende produtos com até 200% de superfaturamento a prefeituras maranhenses

A empresa G.R.B. Nunes Eireli EPP, distribuidora de medicamentos e produtos para a saúde, está vendendo produtos com até 200% de superfaturamento a prefeituras do maranhão, entre elas a Prefeitura de Maracaçumé. Aparentemente, a distribuidora de Santa Helena tem se aproveitado do momento de pandemia para aumentar absurdamente os preços dos produtos e, assim, faturar ainda mais com os contratos realizados por meio de Dispensa de Licitação.

Assinado por Gardênia Régia Nunes, o contrato com a Prefeitura de Maracaçumé foi orçado no valor total de R$ 258.441,77. Através do contrato, foram vendidos pela empresa produtos como equipamentos de proteção individual e material de higiene destinados à proteção e prevenção ao novo coronavírus. Os materiais foram superfaturados pela empresa em até 200%.

Como já alertado neste blog, o álcool etílico 70% hospitalar de 5 litros, está sendo vendido pela empresa G.R.B. Nunes Eireli EPP por R$ 62,34, quando pode ser encontrado por até R$ 33,60. O oxímetro, que custa até R$ 100,00 reais, foi comprado pela prefeitura por R$ 312,17, assim como o termômetro digital com infravermelho, que foi adquirido por R$ 390,50, mas é encontrado no mercado por menos de R$ 200,00.

As prefeituras têm justificado a aquisição dos produtos por alto valor por conta dos preços que estão sendo praticados pelas empresas, e as empresas aproveitam a alta demanda para lucrarem ainda mais superfaturando os preços.

Pandemia rolando e prefeito de Viana, Magrado Barros, organizando aglomeração no município

Não tá fácil combater o novo coronavírus no Maranhão. Se uma parte da população já ignora a existência do vírus, o assunto fica mais delicado quando a atitude de desrespeito contra as orientações sanitárias para prevenção da Covid-19, parte dos próprios gestores públicos.

Foi o que aconteceu no município de Viana, onde o prefeito Magrado Barros, organizou uma aglomeração, na última quarta-feira (08), dia em que a cidade completou 263 anos.

De acordo com informações, o prefeito ele resolveu jogar para o alto cupons para um sorteio de prêmios. Algumas pessoas chegaram a dizer que também havia dinheiro no meio da confusão.

A atitude do gestor precisa ser investigada, já que além do descumprimento das medidas sanitárias, o ato foi visto pela oposição como uma possível ação de campanha eleitoral ilegal. Magrado Barros, deve entrar na disputa eleitoral para tentar a reeleição do mandato.

Prefeito de Seul, na Coreia do Sul, está desaparecido

A polícia da Coreia do Sul disse nesta quinta-feira (9) que estão em busca do prefeito de Seul, Park Won-soon, depois que sua filha disse que ele está desaparecido.

A agência metropolitana de polícia disse que as buscas acontecem no distrito de Sungbuk-dong, no norte da cidade –o último sinal de seu celular foi detectado de lá.

A filha do prefeito procurou a polícia às 17h17 locais (5h17 de Brasília), e que o telefone dele estava desligado.

Park deixou a residência oficial por volta de 10h40, usando um chapéu preto e uma mochila, e havia cancelado um encontro agendado para a manhã desta quinta-feira.

População de São Luís Gonzaga, cobra do prefeito Dr. Júnior esclarecimento dos mais de R$ 5 milhões extras para o combate à pandemia

A população do município de São Luís Gonzaga do Maranhão, está sendo completamente ignorada pelo prefeito, Dr. Júnior. Isto porque o mandatário se recusa a prestar esclarecimentos sobre os gastos relacionados ao enfrentamento da Covid-19.

De acordo com informações, a prefeitura recebeu mais de R$ 5 milhões extras para ajudar no combate contra o novo coronavírus. Mas o que se sabe, é que recentemente o prefeito vetou um Projeto de Lei, que visava auxiliar ainda mais os profissionais de saúde que estão atuando na linha de frente durante a pandemia. O gestor vetou a proposta, argumentando que o ato seria inconstitucional.

E assim, mais uma vez, penalizou a população Gonzaguense, e principalmente os profissionais da saúde que atuam na pandemia.

O que a população do município tem visto, é cada vez mais o prefeito dando início a sua campanha eleitoral, com promessas e ameaças de obras na cidade, só agora no final do seu mandato. Mas a paciência dos moradores de São Luís Gonzaga parece ter chegado no limite.

Prefeito de Timbiras, Antônio Borba organiza aglomeração para discutir assuntos políticos em plena pandemia

Indo de encontro as normas pregadas pela própria gestão, o prefeito do município de Timbiras, Antônio Borba, promoveu uma reunião política com aliados e apoiadores. O ato considerado uma falta de respeito e desespero para conseguir votos e parcerias nas eleições de 2020, causou desconforto e foi alvo de crítica por parte da população.

De acordo com uma moradora do município que não quis se identificar, a ação é desrespeitosa com o decreto criado pelo próprio gestor, que expõe a integridade física da população, colocando em risco a vida das pessoas.

De acordo com uma imagem enviada a nossa produção, a aglomeração aconteceu na fazenda do prefeito, no Povoado Destino, o evento teria sido marcado para discussão de assuntos políticos da sua aliança partidária.

Flávio Dino pressiona Rubens Júnior e cobra resultados

Pré-candidato do PCdoB à prefeitura da capital maranhense, Rubens Júnior aparece perdido nas pesquisas eleitorais, mesmo com o apoio direto do governador Flávio Dino. Rei das lives sobre os assuntos mais aleatórios possíveis, o deputado está desesperado para alcançar resultados, sobretudo depois da pressão que pode ter levado de Flávio Dino, que cobra uma posição mais favorável do pré-candidato dos leões.

Um fonte de dentro do Palácio dos Leões informou ao blog que o gestor estadual estaria descontente com o péssimo desempenho de Rubens Júnior e que teria pressionado o deputado a apresentar melhores resultados, considerando todo o aparato que sustenta a campanha do pré-candidato.

Rubens é protegido de Flávio Dino, e vem sendo preparado pelo governo para ser candidato ao posto de gestor municipal desde 2019, quando foi convidado pessoalmente pelo chefe do executivo estadual para ser secretário das Cidades e Desenvolvimento Urbano. Agora, Flávio Dino cobra a contrapartida de Rubens Júnior.

Pesquisas já realizadas indicam que o nome de Rubens não passa de 1% das intenções de voto, muito longe de ser um forte candidato à disputa, mesmo dispondo de todo o apoio do governador. Entre os candidatos do grupo de Flávio Dino, os que aparecem melhor posicionados são Neto Evangelista (DEM) e Duarte Júnior (PCdoB). Não está fácil para Flávio!