Moradores de Carutapera simbolizam traição de Airton Marques com boneco de “Judas Iscariotes”

Revoltados com o descaso com o qual o prefeito de Carutapera, Airton Marques, vem tratando a infraestrutura do município, os moradores do bairro São Benedito fizeram um “Judas” para representar o sentimento de traição que sentem pela atual gestão.

A rua em questão está totalmente alagada, cheia me matos e, consequentemente, intrafegável.

Josimar Maranhãozinho nega que anunciará hoje (20) o seu futuro político

Em contato com o deputado Josimar Maranhãozinho, o parlamentar informou ao Blog do Werbeth Saraiva que são falsas as notícias que ele anunciaria hoje (20) o seu posicionamento sobre o seu futuro político.

Maranhãozinho afirmou que estará, sim, em reunião no final da tarde com prefeitos do Partido Liberal (PL), no entanto, o encontro é somente para ouvir os seus aliados.

PM intensifica Operação Catraca para conter assaltos a ônibus na Ilha de São Luís

A Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP) intensificou as ações diárias em combate a assaltos a ônibus na Região Metropolitana de São Luís. Segundo a corporação, todos os batalhões operacionais da Polícia Militar (PM) estão realizando “policiamento ostensivo por meio de viaturas, motocicletas, a cavalo e a pé”, com destaque para a Operação Catraca, especificamente voltada para enfrentar crimes em coletivos.

O objetivo da ação é coibir delitos, apreender armas de fogo e identificar foragidos. De acordo com o tenente-coronel da PM, Cláudio André, a Operação Catraca é uma ação de rotina, diurna, com abordagem pessoal no interior de coletivos, vans e demais veículos de passeio que fazem transporte público na Grande Ilha.

Redução

Dados da SSP apontam que as ações da Operação Catraca ajudaram a melhorar indicadores da violência no transporte coletivo da capital. Em nota à imprensa, a SSP apresenta números que revelam redução no número de assaltos a ônibus, no comparativo entre os anos 2021 e 2022.

Em abril, houve redução no número de roubo a coletivos na Grande São Luís. A redução foi de 134 para 115, uma diferença de 15%.

Além das ações nos principais corredores de segurança da capital (BRs, MAs, avenidas e ruas), policiais militares realizam incursões nos bairros, inibindo assim ações criminosas. Para dar maior celeridade no atendimento das ocorrências e consequentemente atender com maior presteza à comunidade, a PMMA conta com o videomonitoramento do Centro Integrado de Operações de Segurança (CIOPS) e do apoio do Centro Tático Aéreo (CTA).

MP investiga desabamento de ponte que liga Chapadinha a Mata Roma

O Ministério Público Estadual apura a responsabilidade do desabamento da ponte sobre o riacho Riachão, no povoado Pitombeira, que faz divisão natural entre os municípios de Chapadinha e Mata Roma.

De acordo com informações, o Ministério Público tomou conhecimento da situação após denúncias dos senhores Agostinho Rodrigues de Sousa, Daniel de Sousa Araújo e Antônio Cunha de Araújo Filho.

Embora o prefeito de Mata Roma já tenha apresentado cronograma de reforma da referida ponte, o MP requer agilidade na execução da obra.

Santa Luzia: MP investiga compra de livros por França do Macaquinho

Em mais um contrato suspeito de irregularidade, a prefeita de Santa Luzia, França do Macaquinho, está sendo acusada de cometer irregularidades nos procedimentos licitatórios das compras dos livros escolares para os alunos do 02° ao 5° ano (pré-escolar e creche), realizados pela prefeitura nos anos de 2020 e 2021.

As compras foram efetuadas com a empresa São Luís Distribuidora de Livros Ltda, que também é investigada. As irregularidades foram apontadas no contrato nº 112/2021. O Ministério Público Estadual determinou que a empresa apresente o recebimento dos valores pagos pela prefeitura.

Tiago Fernandes avalia como madura a escolha de Carlos Brandão como sucessor de Flávio Dino

Em entrevista ao programa Xeque-Mate, o secretário de estado de Saúde, Tiago Fernandes, comentou sobre o legado construído no governo Flávio Dino (PSB) e a continuidade do trabalho que vem sendo realizado pelo atual governador Carlos Brandão (PSB).

Para o secretário, o projeto do governo “Flávio Dino – Carlos Brandão” foi aceito e incorporado por outros grupos políticos e que agora se uniram com o objetivo de preservar e aperfeiçoar os avanços já alcançados no estado.

“Existe um legado que foi construído e todos esses equipamentos que incorporam na garantia dos direitos sociais da população maranhense precisam ser preservados e nós precisamos entender esse momento. Houve uma decisão de um grupo político, que entendeu esses avanços e abraçou o projeto para que o Maranhão possa continuar avançando”, disse o secretário de Saúde.

Tiago Fernandes também classificou como “madura” a decisão de Flávio Dino em escolher o governador Carlos Brandão para ser o seu sucessor. “O cenário que eu vejo hoje é de uma decisão madura. Uma decisão pautada também no grupo político, mas sobretudo nos maranhenses e na gestão pública”, completou.

Sobre o desempenho da gestão de Carlos Brandão, o secretário destacou a experiência do governador, que segundo ele, é quem tem o melhor entendimento de função administrativa para gestão pública do estado do Maranhão.

“Carlos Brandão já teve uma experiência (como vice-governador) e acompanhou esse processo. Para o grupo, ele é quem tem o melhor entendimento de função administrativa para a gestão pública do estado do Maranhão. Vamos apoiá-lo para a preservação desse legado que foi construído, mas sobretudo pra gente continuar avançando em novas ações”, finalizou.

Com contrato de R$ 2,8 milhões, poços artesianos não saem do papel, em Guimarães

No ano passado, a Prefeitura de Guimarães, chefiada pelo prefeito Osvaldo Gomes (PDT), fechou um contrato milionário de R$ 2,85 milhões para a ampliação do sistema de abastecimento do município.

Apesar de já terem sidos pagos mais de R$ 440 mil à empresa de engenharia, já no mês de janeiro desde ano, as obras sequer começaram e já estão atrasadas, segundo a vereadora Josana Martins (PT). O convênio feito com o Governo Federal para a destinação dos recursos teve início no dia 01 de junho de 2018 e terminou no dia 01 de maio de 2022.

De acordo com o contrato, a empresa vencedora da licitação, a Auxiliar Engenharia e Tecnologia Ambiental Ltda, que está sediada em Guimarães, deveria construir 12 (doze) poços artesianos em comunidades da sede e da zona rural, mas nada foi feito além da seleção dos terrenos.

A vereadora Josana Martins (PT), quem fez a denúncia em sessão plenária recente, na Câmara de Vereadores de Guimarães, classificou como irresponsável a gestão dos recursos e questionou a não realização das obras.

“Falta de compromisso, falta de responsabilidade por quem está gerenciando os recursos dessa implantação. Pessoal da Vila Margareth, da Vila São José, saindo de lá para encher água no matadouro. É gente em cima de moto, é galãozinho de água. O pessoal precisando, tem o dinheiro e por que que não faz, gente?”, questionou a vereadora.

Atualmente, o sistema de abastecimento de água no município, especialmente na sede, é administrado pela Caema. Na zona rural, a população depende de poços artesianos da prefeitura ou particulares. Em casos mais severos, as pessoas coletam água de poços artesanais ou açudes, sem qualquer tratamento.

Empresa de apoio a escritório usa suposto atestado falso para ganhar licitação de máquinas pesadas em Alto Alegre do Maranhão

Uma denúncia aponta que a empresa M. M. M. Serviços de Escritório e Apoio Administrativo Ltda teria supostamente fraudado um atestado técnico para vencer um processo licitatório milionário no município de Alto Alegre do Maranhão.

Segundo a denúncia, o contrato tem como objeto a prestação de serviços de locação de veículos pesados e máquinas para atender as necessidades do município de Alto Alegre do Maranhão.

O Blog do Werbeth Saraiva teve acesso aos documentos que indicam a possível fraude no atestado de capacidade técnica e de suposto favorecimento à empresa M. M. M. Serviços de Escritório e Apoio Administrativo Ltda, no processo licitatório, tendo em vista, que o CNPJ 06.335.057/0001-28 é o mesmo da empresa Agrícola Vale do Buriti Ltda.

O blog também observou que desde o dia 07 de outubro de 2005 não consta nenhuma alteração cadastral da empresa Agrícola Vale do Buriti Ltda. Por tanto, o que aponta que a R T Engenharia (empresa responsável por gerar o atestado técnico) forneceu à M. M. M. Serviços um atestado de capacidade técnica falso que na realidade pertence à Agrícola Vale do Buriti Ltda.

Diante da situação, o Blog do Werbeth Saraiva por diversas vezes tentou entrar em contato com a Prefeitura Municipal de Alto Alegre do Maranhão e com as empresas envolvidas na denúncia, porém não obteve resposta.

Presos suspeitos de assalto a coletivo que resultou na morte de mulher

No fim da tarde de ontem (18), a Polícia Militar conseguiu identificar e prender os suspeitos de envolvimento no assalto a ônibus ocorrido na última quarta-feira, na Estrada de Ribamar, no qual uma mulher, identificada como Regina Rodrigues França, de 39 anos, se atirou do coletivo e acabou falecendo no local. Na queda, Regina bateu com a cabeça no chão e não resistiu ao impacto.

Após o assalto, os criminosos fugiram por uma região de mata que fica na região onde ocorreu o crime. Após as buscas no local, agentes da Polícia Militar direcionaram as ações para o bairro Conjunto Recanto Verde, onde os suspeitos, identificados apenas como ‘Kevin’ e ‘Neguinho’, estariam escondidos.

No local, os policiais receberam a informação de que a arma do crime foi entregue por ‘Kevin’ a outro jovem, chamado ‘Kirlan’, de 20 anos. Na sua casa, foram encontrados um revólver calibre 38, munição e celulares que podem ter sido subtraídos no assalto.

Um outro jovem também foi levado à delegacia suspeito de participação no assalto.

Cajari: Polícia é acionada após aviso de massacre em escola municipal

Na última quarta-feira (18), um aviso de suposto massacre, previsto para ocorrer no dia 20/08, foi deixado em uma das salas da Escola Municipal Cirene Breu Serra, em Cajari, interior do Estado, e levou a Polícia Civil local a abrir investigação. O caso foi amplamente compartilhado por meio das redes sociais.

O aviso, além de apontar uma data, também pedia que ninguém fosse à escola nesse dia.

“Massacre na escola. Não venham 20/08 FDP. Vai morrer quem vier”, dizia o aviso.

Até o momento, o autor do ‘anúncio’ não foi identificado e localizado pelas autoridades policiais.

Há, ainda, informações de que outros avisos estão sendo deixados em várias outras escolas do município.