Codó: menina de 4 anos anos é atingida por bala perdida

Após um desentendimento entre desafetos no município de Codó, uma criança de 4 anos de idade acabou sendo atingida por uma bala perdida nesta quinta-feira.

De acordo com a polícia, dois menores tomaram de assalto uma motocicleta de um homem, e partiram em busca do seu desafeto.

Durante a ação, um dos adolescente disparou cotra o alvo mais acabou atingindo a menina. A polícia tomou conhecimento do caso e capturou os menores, no momento da preensão eles portavam duas armas de fabricação caseira.

A criança foi socorrida, passa bem e já está em casa.
Os adolescentes estão a disposição da justiça.

Briga de trânsito quase acaba em tragédia, em São Luís

Na madrugada deste domingo (9), dois motoristas discutiram na Avenida Neiva Moreira, no bairro Calhau, em São Luís.

O desentendimento por pouco não terminou em tragédia. A confusão teria começado após um dos motoristas ter sido “fechado” pelo outro, quase provocando uma colisão entre os veículos. Em seguida, um dos motoristas desce do carro e agride o outro no rosto. O segundo motorista puxa uma arma da cintura e dispara três tiros, sendo um para cima e dois em direção ao condutor que o agrediu.

De acordo com um vídeo que está circulando na internet, uma mulher com um bebê no colo segura o braço do atirador para defender o primeiro motorista dos tiros (possivelmente seu marido).

Ninguém saiu ferido.

Idosa morre após carro cair em trecho do Rio Munim, em Presidente vargas

Um idosa de 77 anos, identificada como Maria do Reis Cardoso, morreu após o veículo em que ela estava cair em um trecho da travessia do Rio Munim, em Presidente Vargas.

De acordo com testemunhas, o acidente aconteceu após um outro veículo apresentar pane elétrica e descer desgovernado se chocando com o veiculo em que ela estava.

O acidente aconteceu no Povoado Salgador. No veículo em que Maria estava, haviam mais duas pessoas que foram resgatados com ajuda de moradores.

A idosa estava no banco traseiro em um dos veículos e afundou antes que ela pudesse ser salva.

Em menos de 24h, empresa equatorial é denunciada novamente

Empresa Equatorial é denunciada mais uma vez em menos de 24h. Dessa vez, os moradores do povoado Cajazeiras, Zona Rural de Codó, reclamam que em diversos trechos da comunidade fios elétricos estão perigosamente baixos, próximos ao chão.

De acordo com os moradores, eles já solicitaram providências por diversas vezes no escritório da empresa no município de Codó. Até o momento nada foi feito e os moradores não receberam nenhuma resposta satisfatória.

Ainda de acordo com os moradores, constantemente o povoado sofre com a falta de fornecimento de energia.

Acompanhe o vídeo:

 

Após perseguição, policiais militares sofrem acidente na BR-222

Em Santa Luzia, um acidente envolvendo uma viatura da PM deixou quatro policiais militares feridos na BR-222, na madrugada deste domingo (2).

De acordo com a polícia, o caso aconteceu depois que os quatro PM´s saíram em uma perseguição a bandidos que teriam roubado um carro em Santa Inês e estariam indo em direção a Santa Luzia.

Após se afrontar com um buraco na estrada, o motorista da viatura perdeu o controle do veículo e acabou capotando por diversas vezes, a viatura saiu da pista e bateu em uma árvore.

Os três policiais foram levados ao Hospital Municipal de Santa Inês e já foram liberados, apenas um permanece em observação.

O carro roubado foi encontrado na beira de uma estrada em Santa Luzia, mas os criminosos ainda não foram presos.

Prefeita de Santa Inês tem dez dias para solucionar problema de iluminação na avenida Castelo Branco

Moradores bairro do Bairro Vila Adelaide Cabral, em Santa Inês, estão passando literalmente por horas de escuridão. Isso porque para atravessar na Avenida Castelo Branco, precisam redobrar a atenção por conta da falta de iluminação pública.

Além dos cuidados necessário para não sofrer ou causar acidentes, o condutor de veículo que precisa passar no local, ainda tem que contar com a sorte para que não seja assaltado. Segundo os moradores, no período noturno os riscos de acidentes aumentam, pois o número de pedestres também é grande. Os buracos na estrada e a falta de iluminação dificultam a travessia. Além disso, eles temem que possam ser assaltados diante da escuridão.

O Ministério Público já tomou conhecimento da situação e vai realizar uma vistoria no local. A instituição também determinou que a prefeita Vianey Bringel solucione o problema no prazo de 10 dias. Caso a situação não seja resolvida, ela terá que responder ao órgão em caráter de urgência e juntar documentos que possam explicar a demora em resolver o problema.

Desordem no trânsito é motivo de reclamações dos moradores do bairro da Forquilha

Moradores do bairro da Forquilha na capital maranhense estão denunciando a desordem no trânsito daquela região. Segundo informações de pessoas que transitam no local, após as mudanças ocasionadas nas MA’s 201 e 202, as vias daquela área estão causando engarrafamentos, acidentes e confusões.

O trânsito lento e a quantidade de buracos também tem causado diversos desentendimentos e conflitos. De acordo com moradores, a falta de agente de trânsitos para controlar o fluxo de carros é outro problema que precisa ser resolvido. Eles alegam que os próprios motoristas não respeitam as leis de trânsito e quase sempre fazem passagem irregulares, o que tem gerado alguns acidentes e o aumento do número de congestionamentos.

Para tentar solucionar o caso, o Ministério Público resolveu instaurar um procedimento preparatório. Vai notificar a SMTT para que ela tome as providências cabíveis e acabe com os transtornos do local. Também foi requisitado da Associação Comunitária do Bairro Forquilha – ASCOMFOR, informações acerca da desordem.

Moradores do Jaracaty voltam a se preocupar com acidentes na Ponte Bandeira Tribuzzi

Os moradores do Jaracaty estão preocupados com o número de acidentes quem vêm acontecendo na Ponte Bandeira Tribuzzi. Não é pra menos, na madrugada do sábado (11), outro automóvel caiu no local e acabou atingindo uma residência.

Apesar de não haver vítimas fatais, das quatro pessoas que estavam na residência um casal ficou ferido, sendo que a mulher precisou se deslocar até um hospital. As duas crianças que também estavam no local nada sofreram.

De acordo com maradores do bairro, eles estão com medo por estarem sempre expostos a algum tipo de acidente e pedem que as autoridades de trânsito tomem providências para que eles não passem por momentos de risco novamente.

No sábado, alguns moradores realizaram uma manifestação com cartazes relembrando outros acidentes na ponte, como a tragédia do ano passado em que cinco pessoas foram mortas.

Os moradores reivindicam por conscientização dos próprios motoristas que trafegam pelo local.