Prefeito de Grajaú, Mercial Lima, estima estourar mais de R$ 230 milhões durante o ano de 2021

O prefeito de Grajaú, Mercial Lima de Arruda, anunciou que estima estourar mais de R$ 192 milhões no orçamento fiscal e ultrapassar o valor de R$ 38 milhões no orçamento da seguridade social, durante o ano de 2021.

A verba foi aprovada pela Câmara Municipal de Grajaú em Sessão Plenária do dia 30 de novembro do ano de 2020, dia após a confirmação da sua reeleição no cargo executivo. Os moradores do município, estão desconfiados diante do valor absurdo declarado pelo gestor.

O primeiro fator dessa desconfiança é que durante os quatro últimos anos do mandato de Mercial Lima, Grajaú sofreu com o desmando da gestão pública. Os problemas referentes a saúde pública não foram resolvidos e durante a pandemia do coronavírus, a gestão precisou enviar pacientes para Imperatriz por incapacidade de atendimento.

Outro fator dessa desconfiança, são as condições de rua e infraestrutura da cidade. Quem mora em Grajaú e precisa de veículos para se locomover sofre com as crateras encontradas por todos os lados. Já na educação, as escolas municipais (mesmo diante da paralisação das aulas por conta da pandemia do coronavírus) sofrem com problemas nas suas estruturas e estão em condições de ruinas.

Mesmo com uma péssima gestão, Mercial Lima conseguiu se reeleger, talvez por falta de opção. Grajaú é uma cidade que tem um grande potencial para o desenvolvimento, (a cidade que ainda é o segundo maior polo de produção soja do estado), mas infelizmente o gestor não vem contribuindo para que isso aconteça.

Thiago Diaz exonera advogada que defende igualdade de gênero

O presidente da OAB/MA, Thiago Diaz, em mais um rompante de autoritarismo de quem se acha dono da OAB, exonerou a advogada Vivian Bauer, presidente da Comissão da Mulher Advogada da seccional, por defender igualdade de gênero nas eleições de classe, que ocorre em novembro deste ano.

O motivo da retaliação de Thiago ocorreu após o colégio de presidentes de seccionais da OAB, que aprovou em dezembro proposta de paridade feminina nas eleições do órgão. A votação foi por maioria. Empatada, coube ao presidente do Conselho Federal, Felipe Santa Cruz, dar o voto de minerva que desempatou a favor da paridade já nas eleições de 2021. Thiago Diaz foi um dos presidentes que não votou a favor da paridade.

Indignada com a postura, Vivian foi uma das idealizadoras no Maranhão do movimento “Iguala OAB”, que fez um movimento em frente à sede da OAB/MA reivindicando a paridade. O Presidente foi chamado para se posicionar, mas não compareceu.

Em consequência, na última semana, sob o pretexto de uma “reforma administrativa” na OAB, o presidente defenestrou a advogada, que gravou vídeo alegando “interesses escusos” do presidente para tomar tal atitude. Será que a classe aceitará que a OAB tenha um “dono”? Com a palavra, Thiago Diaz.

MP investiga risco e falta de estrutura de caixa d’água no Centro de Itapecuru-mirim

A situação da falta de estrutura da caixa d’água situada na Avenida Gomes de Sousa, localizada no centro do município de Itapecuru Mirim, tem apresentado risco aos moradores e é motivo de uma investigação do Ministério Público Estadual.

De acordo com informações, a denúncia foi protocolada no dia 18 de junho de 2019, por meio da Notícia de Fato nº 1654-276/2019, no entanto, com fim do vencimento do prazo para a apuração, a instituição considerou a necessidade da realização de diligência, requisições de documentos e informações sobre as medidas já tomadas baseadas no laudo encaminhado pelo Corpo de Bombeiros de Itapecuru-mirim.

O MP instaurou um Procedimento Administrativo e oficializou à CAEMA para informar a situação da caixa d’água, especificando se ela está em funcionamento, ou quando vai voltar a entrar em operação, se passou por reforma, devendo apresentar laudo estrutural elaborado por seus engenheiros quanto à segurança dela.
Cabe a Prefeitura de Itapecuru-Mirim vistoriar a caixa d’água, por meio de seu corpo técnico, encaminhando a esta Promotoria de Justiça, um Laudo Técnico Estrutural.

Falta d’água suspende serviço de vacinação no Centro de Saúde Paulo Ramos

O serviço de vacinação foi suspenso durante todo o dia de hoje (14) no Centro de Saúde Paulo Ramos. De acordo com informações, o motivo teria sido a falta de água no local. O curioso é que a casa de saúde fica localizada no centro de São Luís e, até as 15h, o serviço ainda não estava normalizado.

Ainda segundo informações, a previsão de funcionamento é para esta sexta-feira (15). Entra prefeito, sai prefeito e os serviços e estruturas dos hospitais municipais continuam de péssima qualidade.

Ex-prefeito de S.J. de Ribamar, Eudes Sampaio é investigado por não cumprir Lei de Acesso à Informação

A empresa Sandi e Oliveira Advogados protocolou uma denúncia contra a Prefeitura de São José de Ribamar, referente ao ano de 2020, época em que a cidade era administrada pelo ex-prefeito Eudes Sampaio. De acordo com informações, a acusação é pelo não cumprimento da Lei de Acesso à Informação pelo município.

O Ministério Púbico Estadual instaurou um Procedimento Preparatório de Inquérito Civil por considerar a necessidade de continuação dos trabalhos de verificação quanto às irregularidades. Para a apurar o caso serão coletadas informações, depoimentos, certidões, perícias e demais diligências para posterior instauração da ação civil ou penal.

Em dois contratos, Paula Azevedo estourou quase R$ 2 milhões com Sellix Ambiental em 2020

Em dois contratos selados com a empresa Sellix Ambiental e Construções Ltda, a prefeita de Paço do Lumiar, Paula Azevedo, estourou quase R$ 2 milhões para serviços de higienização no município. O valor é considerado acima da normalidade, tendo em vista que os serviços prestados não condizem com a realidade dos contratos.

Em um dos contratos, Paula Azevedo desembolsou R$ 923.498,20 para contratação emergencial de serviço especializado de sanitização de áreas públicas, utilizando produto desinfetante à base de quaternário de amônio de Quinta Geração e biguanida, com o fim de mitigar os efeitos da COVID-19, especialmente em relação aos locais de grande tráfego de pessoas.

Em uma breve pesquisa do nosso blog pelas ruas de Paço do Lumiar, os moradores afirmaram que chegaram a ver a realização dos serviços, mas que não foram de forma continuada e que atualmente não estão sendo realizados.

O outro contrato no valor de R$ 844.899,88 foi para prestação dos serviços de sanitização de ambientes públicos internos, visando obtenção de adequada condição de salubridade e higiene, com utilização de produtos saneantes, materiais e equipamentos, a fim de usar no combate à propagação da transmissão da COVID-19.

Ao todo, o montante recebido pela Sellix foi de R$ 1.768.398,08. Os moradores do município consideram os valores dos contratos absurdos e chamam atenção dos órgãos fiscalizadores para que barrem os desmandos da gestão Paula Azevedo.

Avião para buscar 2 milhões de doses de vacina na Índia decola nesta quarta, diz Pazuello

VÍDEO: Pazuello confirma que vacinação no Brasil começa em Janeiro

VÍDEO: Pazuello confirma que vacinação no Brasil começa em JaneiroO ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, disse que o avião para buscar as duas milhões de doses da vacina contra a Covid-19 do laboratório Serum decola nesta quarta-feira (13) para a Índia (veja vídeo acima). O imunizante é desenvolvido pela AstraZeneca, em parceria com a Universidade de Oxford.

No dia 2 de janeiro, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou um pedido feito pela Fiocruz para importação das duas milhões de doses da vacina.

Segundo Pazuello, as doses devem chegar no Brasil no dia 16 de janeiro. “É o tempo de viajar, apanhar e trazer, já está com documento de importação pronto […]. Então quando nós tivermos a posição da Anvisa, temos material para distribuir e temos capacidade para vacinar no país todo”, disse.

A aérea Azul, que vai fazer o transporte das doses, informou após a declaração do ministro que o voo está programado para partir de Recife (PE) na quinta-feira (14), às 23h, com destino a Mumbai. A carga é estimada em 15 toneladas. Serão 15 horas de voo, com desembarque previsto no aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro, por volta das 15h.

A Fiocruz entregou na sexta-feira (8) o pedido de uso emergencial da vacina à Anvisa. Na terça (12), a agência disse que a reunião para definir a autorização emergencial das vacinas está prevista para domingo (17).

De acordo com o ministro, ainda em janeiro, a partir de liberação da Anvisa, o governo terá 8 milhões de doses de dois tipos de vacina contra a Covid-19 para vacinar a população. Serão 6 milhões de doses da CoronaVac, imunizante produzido pelo Butantan em parceria com o laboratório Sinovac, e essas duas milhões de doses da vacina de Oxford importadas da Índia.

 

Com piora nos indicadores da Covid-19, governo de SP antecipa reclassificação do plano de flexibilização para esta sexta

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), em coletiva de imprensa nesta quarta-feira (13). — Foto: Reprodução/TV Globo

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), em coletiva de imprensa nesta quarta-feira (13). — Foto: Reprodução/TV Globo

O governo de São Paulo antecipou para esta sexta-feira (15) a reclassificação no plano de flexibilização econômica no estado, prevista para ocorrer em 5 de fevereiro. O anúncio foi feito em coletiva de imprensa nesta quarta-feira (13), após o estado ter registrado piora nos indicadores da Covid-19.

Pela regra, as antecipações só ocorrem se há necessidade de impor medidas mais restritivas por conta do agravamento nos índices de saúde. Entretanto, o coordenador do centro de contingência da Covid-19, o médico Paulo Menezes, não deu esclarecimentos sobre o que será anunciado.

Na coletiva, o governador Doria (PSDB) disse: “Nesta sexta-feira, o governo de São Paulo anunciará uma nova reclassificação do Plano São Paulo, tomando como referência estudos que estão sendo finalizados pelo Centro de Contingência do Covid-19, que nós seguimos religiosamente desde o dia 26 de fevereiro, desde que tivemos o primeiro caso confirmado”.

Nesta quarta, estado de São Paulo registrou número total de 13.490 pacientes internados por Covid-19 em toda rede hospitalar. O valor é o maior desde o dia 2 de agosto de 2020, quando foram contabilizadas 13.775 internações no total. A média móvel de mortes segue acima de 200 há cinco dias.

total de pacientes internados tem se mantido acima de 10 mil desde o início de dezembro de 2020, o que pressiona o sistema de saúde e interfere no atendimento de outras doenças. Na capital paulista, diversos hospitais da rede pública e privada estão com taxa de ocupação acima dos 90%.

“Tínhamos uma grande preocupação com o final do ano, com os feriados e as aglomerações. Agora, nestes últimos dias, o centro de contingência acompanha diariamente a evolução dos indicadores. Nós observamos que continuamos com essa tendência e [que] seria necessário antecipar aquela reclassificação que havia sido anunciado na sexta para algumas regiões do estado”, afirmou Paulo Menezes.

Ele estava se referindo a um anúncio feito pelo governo na semana passada, quando quatro regiões do estado foram colocadas na fase laranja – no entanto, atividades antes proibidas neste estágio passaram a ser permitidas (leia mais abaixo).

“Então, nós temos hoje uma situação que ainda não está definida. Os números a cada dia contribuem para como as regiões vão estar na sexta. E é necessário que todos contribuam para que nós possamos seguir em frente nesta situação”, completou Menezes.

Balneário Camboriú tem aumento de 89% no casos ativos de Covid-19, após festas e praias lotadas

Balneário Camboriú em 2 de janeiro de 2021 — Foto: Luis Souza/ NSC TV

Balneário Camboriú em 2 de janeiro de 2021 — Foto: Luis Souza/ NSC TV

Balneário Camboriú teve aumento de 89% no casos ativos de coronavírus dias após registro de festas praias lotadas. Especialista ouvido pela NSC relaciona o crescimento dos doentes com a circulação e aglomeração de pessoas durante as festas de fim de ano no território catarinense (leia a explicação mais abaixo).

Santa Catarina registrou aumento de 24% no número de casos ativos de Covid-19 nos últimos sete dias. O crescimento é puxado, principalmente, pelas cidades do litoral catarinense que registraram a chegada de turistas, festas e praias lotadas no fim de ano.

Pedido para uso emergencial da vacina Sputnik V deve ser apresentado à Anvisa esta semana

O enfermeiro Gustavo Rodriguez aplica a vacina Sputnik V contra a Covid-19 na médica Estefania Zevrnja em hospital em Avellaneda, na Argentina, em 29 de dezembro de 2020 — Foto: Natacha Pisarenko/AP

O enfermeiro Gustavo Rodriguez aplica a vacina Sputnik V contra a Covid-19 na médica Estefania Zevrnja em hospital em Avellaneda, na Argentina, em 29 de dezembro de 2020 — Foto: Natacha Pisarenko/AP

Para conseguir a autorização, é pré-requisito estar em fase 3 de testes no Brasil. O pedido para estudos em humanos no país foi feito à Anvisa em 29 de dezembro e ainda não foi aprovado. Segundo a empresa, a vacina foi aprovada para uso emergencial em outros países, incluindo “Argentina, Bolívia, Argélia, Sérvia e Palestina”.

O RDIF e a União Química também anunciaram acordo para o envio de 10 milhões de doses da vacina ao Brasil até março, com a primeira entrega prevista para janeiro.

No domingo (8), a farmacêutica informou que começaria a produzir doses da vacina no país “ainda em janeiro”, pela Fábrica Bthek, em Brasília. A empresa prevê o fornecimento de até 8 milhões de doses por mês.