BOMBA! PF prepara operação para os próximos dias no Maranhão

De acordo com informações recebidas por este blog, os próximos dias serão tensos para políticos e empresários do Maranhão, tudo por conta de uma operação da Polícia Federal que está prevista para ocorrer nos próximos dias. O principal motivo seria desvios em recursos do combate ao coronavírus no estado.

É aguardar!

Na SECCOR, empresário revela que filho do prefeito de Bacabal cobrou propina de 80% para liberar pagamento de licitação

Empresário relatou ao GAECO, que Davi Brandão cobrou propina de 80% para liberar pagamento. Dinheiro seria entregue ao prefeito de Bacabal, Edivan Brandão.

Após ser vítima de extorsão, o empresário Márcio do Gesso compareceu a superintendência de combate ao crime organizado-(Seccor) para denunciar o prefeito de Bacabal, Edvan Brandão, junto com um sujeito apontado como operador, Emílio Carvalho.

De acordo com a vítima, após a execução de obras e instalação de uma Subestação de Energia no Socorrão, em Bacabal, o prefeito se recusou a fazer o pagamento. Em contra partida, orientou que Márcio do Gesso, procurasse o Sr. Emílio Carvalho para que a pendência fosse resolvida. O fato curioso é que Emilio não exerce nenhum cargo no município.

Nas tratativas do caso, Márcio do Gesso foi recebido por Emílio no escritório da sua residência no centro de Bacabal. Na ocasião, estava o Secretário de Administração e filho do prefeito, Davi Brandão, e juntos apresentaram uma proposta indecente.

De acordo com o empresário, os representantes do prefeito pagariam o fornecedor pelos serviços prestados “se” ele aceitasse a negociata de 20% para empresa e 80% que deveria ser passado e dividido entre Emílio e ao filho do prefeito, Davi.

O resultado da denúncia é uma série de investigações criminais que será realizada pela Seccor, que deverá apurar possíveis irregularidades que estão ocorrendo na prefeitura de Bacabal.

 Veja os documentos:

BOMBA! Cleomar Tema mantém contratos de quase R$ 6 milhões com alvo da PF acusado de integrar quadrilha de narcotraficantes

Ivanuto Guimarães e o prefeito de Tuntum MA

A prefeitura municipal de Tuntum, administrada pelo prefeito Cleomar Tema, resolveu fazer negócio com gente de péssima conduta criminal. A construtora Guimarães, de propriedade do empresário Ivanuto Soares Guimarães, vem faturando milhões na prefeitura comandada pelo ex-presidente da FAMEM.

Ivanuto Soares Guimarães é nada mais nada menos que um dos presos durante a Operação Amálgama, deflagrada pela Polícia Federal, em janeiro de 2008, nos estados do Piauí, Ceará e Maranhão. O empresário é acusado pelo Ministério Público Federal do Piauí, de fazer parte de duas quadrilhas de traficantes acusadas de envolvimento com tráfico internacional de drogas.

De acordo com investigação realizada pelo blog do Werbeth Saraiva, apenas em 2019, a empresa do acusado de narcotráfico, faturou R$ 2.999.345,62 (Dois Milhões novecentos e noventa e nove mil trezentos e quarenta e cinco reais e sessenta e dois centavos), na prefeitura de Tuntum, já em 2020, a empresa já faturou mais de R$ 2.4 milhões de reais e tudo com o mesmo objeto: pavimentação de povoados do município.

Somado todos os contratos, o empresário Ivanuto Soares, já movimentou mais de R$ 5,4 milhões de reais em contratos com o município de Tuntum.

Ivanuto Soares, de prisioneiro a empreiteiro.

A Polícia Federal descobriu que Ivanuto Soares Guimarães, preso com 1,5 quilos de pasta base de cocaína, não só estava envolvido no tráfico de drogas como é acusado de falsificar CPFs, inclusive para estrangeiros. Os traficantes atuavam em festas jovens, festival de rock e raves.

O agora empreiteiro de estreita ligação com prefeitos de todo Maranhão e operador direto de um dos maiores postulantes ao cargo de governador do Maranhão, se viu nas garras da Polícia Federal na ação penal que foi movida pelo procurador da República Tranvanvan da Silva Feitosa. A denúncia teve como base o inquérito policial instaurado para apurar os crimes de tráfico internacional de drogas e associação para o tráfico, com base nos artigos 33 e 35, c/c o artigo 40I e V da Lei 11.343/06.

Na época, Ivanuto Soares, foi preso na casa do sogro no município de Presidente Dutra (MA), pela PF sediada na cidade Caxias.

Segundo o delegado Ronaldo Prado, lotado naquele município, o acusado já havia sido preso em flagrante, em novembro do ano passado (2007), com cerca de 1 kg de cocaína.

“Ele foi autuado em flagrante e encaminhado ao presídio de Pedrinhas. Mas, no início de janeiro ele foi solto por determinação do Tribunal de Justiça do Maranhão”, disse o delegado, que também é piauiense tendo já passado pela CICO. Ele ressaltou ainda que Ivanuto fazia a intermediação da droga entre os estados do Piauí e Maranhão. “ele é bastante conhecido por aqui”, apontou, salientando que o acusado é de classe média alta. “Ele possui um golf do ano equipado com um som, DVD no valor de mais de R$ 3 mil”.

Doze anos se passaram e agora Ivanuto Soares é um dos maiores prestadores de “serviços” na prefeitura de Tuntum.

Continuando a matéria investigativa, o blog do WS, trará novos fatos ainda na próxima semana. A empresa que disporá dos equipamentos adequado e suficiente para a realização do objeto da licitação da prefeitura de Tuntum é de um parente de um dos membros de maior relevância do governo do Maranhão.

Baixe AQUI, alguns dos contratos firmados entre a gestão de Tema e a construtora Guimarães.

 

Covarde: Weintraub vai à PF depor sobre as ofensa ao supremo e fica calado

O ministro Abraham Weintraub prestou depoimento nesta sexta-feira à Polícia Federal no Ministério da Educação, como parte das investigações do chamado “inquérito das fake news”, aberto pelo Supremo Tribunal Federal.

Durante o interrogatório, ele se manteve em silêncio, sem responder às perguntas.

A ordem para que Weintraub prestasse depoimento partiu do ministro Alexandre de Moraes, do STF, responsável pelo inquérito, que apura a disseminação de notícias falsas e ameaças aos ministros do tribunal.

O objetivo do depoimento foi esclarecer a manifestação de Weintraub na reunião ministerial de 22 de abril, cujo conteúdo se tornou conhecido na semana passada.

“Eu, por mim, botava esses vagabundos todos na cadeia, começando no STF”, declarou o ministro .

Procuradoria da Mulher da Câmara contabiliza avanços após 1 ano de implantação

365 dias de prestação de serviço à sociedade ludovicense. Parece pouco tempo, mas a Procuradoria da Mulher da Câmara Municipal de São Luís tem desenvolvido um trabalho nobre em favor das políticas voltadas ao público feminino.

Neste sábado (30), o setor celebra o seu primeiro ano de fundação, o órgão tem como missão auxiliar as mulheres a saírem do ciclo de violência a que são submetidas no dia a dia.

Durante todo esse ano, a Procuradoria esteve sob o comando da vereadora Bárbara Soeiro (PSC). A parlamentar, na atual legislatura, é uma das três mulheres a ocupar um espaço de poder no Parlamento; além dela, na condição de eleitas pela população, destacam-se as vereadoras, Concita Pinto (PC do B) e Fátima Araújo (PCdoB).

Vale mencionar que a instalação do órgão se tornou viável na gestão do atual presidente da Câmara, o vereador Osmar Filho (PDT).

“A criação e atuação da Procuradoria somam-se neste propósito, de continuar trabalhando em favor de todas as mulheres da nossa cidade. Registro a condução excelente e de muita responsabilidade desenvolvida pela amiga e vereadora Barbára e toda a sua equipe durante esse período. Continuaremos com o objetivo de agilizar cada vez mais o trabalho em defesa da mulher vítima de violência familiar e doméstica’’, disse pedetista.

Soeiro destaca diversas ações realizadas, como a criação da Procuradoria itinerante; o fortalecimento dos laços institucionais com outras entidades e os movimentos sociais que levantam a bandeira dessa luta; ampliação da rede de proteção por meio do atendimento individualizado através do encaminhamento às instituições competentes; além da atuação por meio de palestras nas escolas municipais e demais organizações.

“Sinto-me lisonjeada em estar à frente desse órgão; é de grande importância uma Câmara como a nossa possuir esse tipo de atuação, a Casa está de parabéns quando implantou a Procuradoria com esta consciência em trabalhar a autoestima e políticas voltadas às nossas mulheres’’, celebrou a vereadora.

Sobre o órgão

Foi criado através do Projeto de Resolução Nº 13/2017, que altera e acrescenta dispositivos ao Regimento Interno da Câmara.

Entre as atribuições da Procuradoria estão a de zelar pela defesa dos direitos da mulher; receber, examinar e encaminhar aos órgãos competentes as denúncias de violência e discriminação; promover audiências públicas, pesquisas e estudos sobre violência e discriminação, bem como sobre a participação política das mulheres, no município.

Vereadores de Viana montam dossiê contra o prefeito Magrado Barros e entregam ao Ministério Público

Em Viana, seis vereadores solicitaram à Promotoria de Justiça que apurem possíveis crimes cometidos pelo prefeito Magrado Aroucha Barros. Entre as denúncias, existe a compra sem licitação de máscaras, luvas e álcool em gel, no valor de R$ 20.350,00 (vinte mil, trezentos e cinquenta reais), com indício de superfaturamento.

A Prefeitura Municipal de Viana também está sendo responsabilizada pelo não pagamento da empresa de transporte responsável por levar e trazer pacientes renais crônicos até o Centro de Nefrologia Maranhão (Cenefron), em São Luís.

Para tentar resolver o problema, os proprietários dos veículos estão aglomerando pacientes renais crônicos junto a outros passageiros, colocando em risco a saúde já debilitada dos portadores da doença.

Outras acusações dos vereadores envolvem os gastos da prefeitura com:

1 – R$ 545.256,80 (quinhentos e quarenta e cinco mil, duzentos e cinquenta e seis reais e oitenta centavos) referentes à alimentação escolar do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE).

2 – R$ 21.720,00 (vinte e um mil e setecentos e vinte reais) recebidos pela administração Magrado Barros do Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE).

3 – R$ 103.293,36 (cento e três mil, duzentos e noventa e três reais e trinta e seis centavos), do Programa Nacional de Apoio ao Transporte Escolar (PNATE).

4 -R$ 294.125,32 (duzentos e noventa e quatro mil, cento e vinte e cinco reais e trinta e dois centavos) referentes à quota estadual/municipal do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

De acordo com os vereadores, como as aulas estão suspensas, não está existindo gastos com transporte escolar e muitas escolas não receberam até o momento qualquer tipo de investimento, sem que se saiba a destinação destes recursos.

Os vereadores João Cutrim Rabelo, Lourival Serra Cutrim, José Valdemar Nascimento, Batista Luzardo Pinheiro Barros Segundo, Wybis Frank Rodrigues Ribeiro e Nadson Muniz Araujo são os autores da denúncia.

Loja de material elétrico fatura R$ 2,1 milhões para locar carros em Ribamar

A gestão do prefeito de São José de Ribamar, Eudes Sampaio, decidiu contratar as empresas J.J. da Silva & Santos, mais conhecida como Ecosolar – Comércio, Projetos e Serviços, e a Locadora Conte por cifras milionárias.

As duas empresas foram as vencedoras de um Pregão Presencial que tinha como objeto a locação de veículos.

O valor total que a Prefeitura de São José de Ribamar pretende pagar às empresas é de R$ 4,9 milhões. Desse montante, a Ecosolar vai faturar R$ 2,1 milhões e a Conte R$ 2,8 milhões.

De acordo com informações obtidas pela reportagem, a Ecosolar, que fica localizada na Avenida 13, número 28, quadra 126, no Maiobão, em Paço do Lumiar, tem como atividade principal a comercialização de materiais elétricos.

A empresa é administrada por Josimiel Jorge da Silva e Neusa Maria Santos da Silva Silva.

No documento divulgado pela gestão de Eudes Sampaio não consta detalhes para qual órgão os veículos locados serão destinados.

Prefeito de Tuntum, Cleomar Tema, celebra 3° contrato com a Construtora Guimarães e valores somam quase R$ 2 milhões e meio

Em um terceiro contrato com a mesma construtora, o prefeito de Tuntum, Cleomar Tema, vai estourar mais R$ 569.730,85 em serviços de pavimentação asfáltica.

No novo contrato com a I S Guimarães & Cia Ltda (Construtora Guimarães), a Secretaria de Infraestrutura do Município contratou a empresa por R$ 569.730,85 (quinhentos e sessenta e nove mil setecentos e trinta reais e oitenta e cinco centavos), para obras e serviços de engenharia para pavimentação asfáltica no Povoado Creoli do Bina.

O contrato entre a gestão e a construtora volta a dar sinal de irregularidades, já que, na segunda-feira (25) divulgamos uma matéria neste blog, em que a prefeitura tinha contratado a mesma construtora para a pavimentação de uma única localização, o Residencial Ana Isabel, por R$ 944.764,59 (novecentos e quarenta e quatro mil setecentos e sessenta e quatro reais e cinquenta e nove centavos).

Na quarta-feira (27), publicamos uma matéria sobre um novo contrato no valor de R$ 915.813,15 (novecentos e quinze mil oitocentos e treze reais e quinze centavos) para obras de pavimentação asfáltica nos bairros Vila Mata e Vila Bento.

Todos os contratos foram assinados por Ivanuto Soares Guimarães, proprietário da empresa. E por parte da prefeitura, assinaram: a secretária de administração, Loyanne Weslla Jadão, e o secretário de obras e urbanização, Carlos Augusto da Cunha Júnior.

O Ministério Público precisa investigar os três contratos suspeitos entre a construtora e a gestão do prefeito Tema.

Olho no lance: Prefeito de São Luís Gonzaga, Dr. Júnior, vai receber mais de R$ 1 milhão e meio para combater a pandemia

O Senado Federal e a Câmara dos Deputados anunciaram que vai ser liberado o valor de R$ 20 bilhões aos municípios para que sejam investidos no combate ao novo coronavírus.

Com isso, o prefeito de São Luís Gonzaga do Maranhão, Dr. Junior, vai receber mais de R$ 1 milhão e meio para investir na saúde pública.

O problema é que pelo histórico de como ele vem tratando o município nessa gestão, todo assunto envolvendo dinheiro público vira um caso suspeito. O prefeito já recebeu a primeira parcela de R$ 397.560,87, restando ainda mais três, que na soma total do repasse vai dar exatos: R$ R$1.590.243,49.

A verba aprovada pelo Senado e pela Câmara é de 20 bilhões. Desse valor, R$ 3 bilhões terão que ser destinados para ações de saúde e assistência social, na contratação e pagamento de servidores ligado ao Sistema Único de Saúde (SUS) e ao Sistema Único de Assistência Social (Suas).

O valor será repassado em 4 vezes ao longo dos próximos meses (maio, junho, julho e agosto).

Em meio a pandemia, prefeito do Maranhão compra 2 Hillux para transportar secretariado

Prefeito fez campanha de publicidade para apresentar veículos

No meio da maior crise sanitária da história, o prefeito de Nina Rodrigues, Rodrigues da Iara, resolveu gastar dinheiro com aquisição de carros de luxo, para segundo ele, ajudar na locomoção de membros da administração.

Rodrigues de Iara, comprou com dinheiro da educação, duas caminhonetes Hilux novas para o município, de acordo com informações colhidas no Tribunal de Contas do Estado, os veículos custaram R$ 326.000,00 (Trezentos e vinte e seis mil).

Nina Rodrigues, é um dos municípios mais pobres do Maranhão. O gestor, inclusive responde processo na justiça federal por suspeita de corrupção.