ELEIÇÕES 2020! Adaílson Machado lidera pesquisa pela prefeitura de Paulo Ramos

Líder politico Adaílson Machado

O cenário para a disputa pelo comando da Prefeitura de Paulo Ramos nas eleições de 2020 promete ser competitivo e já começa a revelar candidatos com reais possibilidades de vitória.

É o caso do líder politico Adailson Machado, que lidera em pesquisa realizada pelo palácio dos leões.

De acordo com fonte do blog bem posicionada no palácio dos leões, Adailson já aparece na frente do gestor do município. Em um dos cenários já levantados, ele aparece com quase 15% a frente do atual gestor.

Ainda de acordo com fonte do blog, o atual prefeito de Paulo Ramos é o mais rejeitado em todas as pesquisas já realizadas.

É aguardar e conferir!

Com listas de empregos e vantagens, Eudes Sampaio pressiona vereadores aliados para rejeitar Emenda Impositiva

O prefeito de São José de Ribamar, Eudes Sampaio (PTB), tem chamado alguns vereadores para convence-los a votar contra a Emenda Impositiva, dispositivo que obrigará o prefeito a executar as Indicações feitas pelos parlamentares.

No início do mês, o projeto foi aprovado em primeiro turno e foi considerado como uma derrota para Eudes Sampaio, que tem tratado as indicações dos vereadores como “papel para gaveta”.

De acordo com vereador da base do prefeito, Eudes não quer a aprovação da Emenda Positiva pois caso seja aprovado, o prefeito será obrigado a realizar obras em bairros onde não seja vantagem política para o prefeito.

“Aí está o problema, porque politicamente, o prefeito Eudes Sampaio (PTB) não quer que a emenda impositiva seja aprovada, pois assim, será obrigado a atender indicações dos vereadores independente da comunidade ou do lado político.” Revelou um vereador aliado do prefeito.

Durante votação do primeiro turno, o líder do governo, vereador Professor Cristiano chegou a receber uma ligação do próprio prefeito pedido reforço para que a emenda não fosse aprovada, perdeu feio.

Agora, o blog recebeu a denúncia de que o prefeito está conversando pessoalmente com cada vereador aliado, e mostrando o número de cargos comissionados que o parlamentar pode perder, caso vote contra a vontade do prefeito.

Na lista estão empregos de parentes com altos salários, gratificações e até imóveis alugados, que iremos revelar em matéria no dia da votação, esperada para acontecer na próxima semana.

Maramais

O apelido “carinhoso” dado a Rubens Jr

Rubens Jr

Os possíveis pré-candidatos à prefeitura de São Luís já começaram a se movimentar logo após o término das eleições de 2018.

O clima de companheirismo entre os pré-candidatos é pura encenação pois nos bastidores o clima é de guerra.

O deputado licenciado Rubens Jr que também é pré-candidato à prefeitura já teria inclusive recebido um apelido para lá de maldoso dos próprios colegas, “Rubinho 1%.”

De acordo com os pares, o motivo da alcunha dada ao comunista é que ele não consegue sair de 1% nas pesquisas internas realizadas pelo grupo.

O comunista anda bem incomodado com o apelido “carinhoso” dado pelos colegas.

Presidente da Famem receberá título de cidadania imperatrizense

Prefeito Erlanio Xavier com o vereador Alberto Sousa, autor da indicação para o título de cidadania

Prefeito Erlanio Xavier com o vereador Alberto Sousa, autor da indicação para o título de cidadania

O prefeito de Igarapé Grande, Erlanio Xavier (PDT), presidente da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (Famem), será condecorado com o título de cidadão imperatrizense, uma proposição do vereador Alberto Sousa aprovada por unanimidade na sessão ordinária desta terça-feira (17) da Câmara Municipal de Imperatriz. 

Pernambucano de Bodocó, trabalhou na infância e adolescência com a venda de cereais (arroz, farinha, feijão) para ajudar no sustento da família. Chegou a fazer entregas em caminhão no Mercadinho, principal centro atacadista e varejista de alimentos de Imperatriz. 

Em 1995, fixou residência no Maranhão, escolhendo a cidade de Grajaú, onde instalou uma padaria. Em 1997, mudou-se para São Luís e posteriormente para Igarapé Grande, tornando-se agropecuarista.

Em 2000, conheceu o ex-deputado Clodomir Paz, esposo da ex-deputada Graça Paz, seguindo o grupo político do falecido governador Jackson Lago.

Foi secretário de Agricultura, assessor especial da Prefeitura de São Luís, vice-prefeito de Igarapé Grande e depois prefeito, eleito em 2016. 

Filho de Arlindo Moura Xavier e de dona Ana Lúcia Furtado Luna Xavier. É casado atualmente com Shirlene Falcão Brito, com quem tem uma filha, Lara. Tem outros dois filhos, Mateus e Isabella. (

Deputado Pará Figueiredo pode ter mandato cassado após entendimento do TSE sobre candidaturas laranjas

Deputado Pará Figueiredo

Por 4 votos a 3, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu, na noite desta terça-feira (17), que os casos de candidaturas de fachada – conhecidas como “laranja” – devem levar à cassação de toda a chapa, e não apenas dos candidatos que se aproveitaram da prática.

As candidaturas laranja são recorrentemente utilizadas para fraudar a cota eleitoral destinada a mulheres, que é de 30%.

O entendimento desta terça-feira (17) do TSE foi relacionada à candidaturas laranjas em coligação para o cargo de vereador na cidade de Valença do Piauí (PI), mas abre precedente para o caso do laranjal do PSL. Com a decisão, a Justiça Eleitoral determinou que a presença de cinco candidatas laranjas entre as candidaturas deveria levar à cassação de toda a chapa, formada por um total de 29 candidatos, entre eleitos e não eleitos.

No Maranhão o Ministério Público Eleitoral (MPE) já pediu a cassação do mandato do deputado estadual Karlos Parabuçu Santos Figueiredo dos Anjos, o Pará Figueiredo (PSL). Ele é filho do presidente do Tribunal de Justiça do Maranhão, Joaquim Figueiredo.

Segundo o procurador-regional Eleitoral, Pedro Henrique Castelo Branco, autor da Ação de Impugnação de Mandato Eletivo (Aime), ele teria sido beneficiado eleitoralmente por meio de candidaturas femininas fictícias de seu partido, nas eleições de 2018.

No Maranhão o Ministério Público Eleitoral (MPE) já pediu a cassação do mandato do deputado estadual Karlos Parabuçu Santos Figueiredo dos Anjos, o Pará Figueiredo (PSL). Ele é filho do presidente do Tribunal de Justiça do Maranhão, Joaquim Figueiredo.

Segundo o procurador-regional Eleitoral, Pedro Henrique Castelo Branco, autor da Ação de Impugnação de Mandato Eletivo (Aime), ele teria sido beneficiado eleitoralmente por meio de candidaturas femininas fictícias de seu partido, nas eleições de 2018.

Em resposta ao editor chefe do Atual7, em ocasião anterior, Pará Figueiredo disse que confia na Justiça. E confia também no trabalho que o PSL sempre desenvolveu a frente da presidência estadual da legenda. Sobre as eleições de 2018, o partido fez exatamente o que prevê a Justiça Eleitoral: apresentou candidaturas de mulheres que representaram 30% do total de candidatos segundo Figueiredo.

 

Vereadores tem bens bloqueados e são afastados por falsificação de documentos

A pedido do Ministério Público do Maranhão, a Justiça determinou, em 13 de setembro, o afastamento liminar dos vereadores Antonio Gomes da Silva (Antonio Cesarino) e Manoel da Conceição Ferreira Filho (Sinego) dos cargos que exercem na Casa Legislativa do município de Bom Jardim. Foi decretada, ainda, a indisponibilidade dos bens de Antonio Cesarino e da ex-vereadora Ana Lídia Sousa Costa (Ana do Cesarino) até o limite de R$ 100 mil.

O requerimento foi feito em Ação Civil Pública assinada pelo promotor de justiça Fábio Santos de Oliveira. A decisão liminar foi proferida pelo juiz Bruno Barbosa Pinheiro.

De acordo com o MPMA, Antonio Cesarino e Ana do Cesarino desviaram R$ 100 mil das contas da Câmara de Vereadores no ano de 2014. Quando soube que estava sendo investigado, Antonio Cesarino, em parceria com Sinego, passou a produzir provas falsas, colhendo recibos com assinaturas de servidores que trabalharam na Casa Legislativa à época. O objetivo foi transparecer que os valores sacados teriam sido usados para pagamento dos funcionários. A prática viola a Lei nº 8429/92 (Lei de Improbidade Administrativa).

Conforme pedido da Promotoria de Justiça da Comarca de Bom Jardim, Antonio Cesarino e Sinego foram afastados para evitar que os dois parlamentares usassem as suas prerrogativas de autoridade para conseguir documentos de servidores e ex-servidores, com o objetivo de encobrir as irregularidades, atrapalhando a investigação.

Na época dos desvios, Ana do Cesarino era presidente da Câmara de Vereadores de Bom Jardim

Filho do ex-ministro Edison Lobão é solto após decisão de desembargador

Márcio Lobão, filho do ex-senador e ex-ministro Edison Lobão (MDB-MA), foi solto, na manhã deste sábado (14), após decisão do desembargador João Pedro Gebran Neto, do Tribunal Federal Regional da 4ª Região (TRF-4).

O despacho foi assinado na noite de sexta-feira (13). Márcio Lobão estava preso na carceragem da Polícia Federal, em Curitiba, no Paraná.

“Ao que parece, Marcio Lobão operacionalizava e efetuava o branqueamento das propinas destinas ao seu pai, Edison Lobão. Muito embora tudo indique que tenha realizado operação espúrias, não há elementos – neste momento – que indiquem uma participação mais intensa e com ingerência no seio de alguma organização criminosa”, escreveu o desembargador na decisão.

“Três dias após a prisão, o TRF-4 reconheceu a ilegalidade da ordem de prisão ao verificar a plena regularidade nas informações financeiras de Márcio Lobão. Nesta oportunidade, Marcio Lobão reconhece a imparcialidade do Poder Judiciário e confia que abusos serão prontamente corrigidos por questão de justiça. Sempre que procurado, permaneceu e permanecerá a disposição das autoridades para demonstrar que nunca se envolveu em ilícitos e tem o seu patrimônio declarado de forma regular e absolutamente transparente”, informou em nota a defesa.

A prisão foi substituída por medidas cautelares. Marcio Lobão está proibido de deixar o país e de ter contato com os investigados. O desembargador também determinou o pagamento de fiança de R$ 5 milhões.

“Defiro parcialmente o pedido liminar para revogar a prisão preventiva decretada em desfavor do paciente, determinando a soltura do paciente, mediante o atendimento das medidas cautelares acima especificadas”.

IMORALIDADE! Deputado Duarte Gastou mais de R$109 mil em criação e manutenção de páginas

Deputado estadual Duarte Júnior. Foto; Divulgação internet

Em apenas quatro meses, o deputado Duarte Júnior (PCdoB) já gastou R$ 109.460,00 mil em manutenção e criação de páginas institucionais.

De acordo com levantamento realizado pelo blog do Werbeth Saraiva, a prestação dos serviços foi custeada pela cota parlamentar que é destinada aos deputados para suprir gastos realizados em atividades.

O montante gasto pelo deputado Duarte Júnior é fruto dos impostos pagos pelo consumidor no qual Duarte tanto diz defender. É no mínimo imoral gastar quase toda a verba de gabinete (83%) , apenas com promoção de sua própria imagem na internet.

Veja;

Deputado Dr. Yglésio de saída do PDT

Dr Yglésio

Leia abaixo a integra da nota de esclarecimento que fez o deputado Dr. Yglésio;

Sobre as recentes notícias veiculadas em blogs, de que o presidente do PDT-MA, o senador Weverton, “veta” a minha saída do partido, venho fazer algumas considerações, após conversar com o mesmo na sede do PDT, às 11:35 do dia 09/09/2019:

1. Nunca discuti no partido a legitimidade da candidatura do vereador Osmar Filho, até por acreditar que o mesmo tem buscado condições políticas dentro da legenda para pleitear a sucessão de Edivaldo Holanda Jr.

2. Minhas declarações prévias nunca apontaram para qualquer possibilidade de disputa interna no PDT, contra quem quer que seja.

3. É legítima, não apenas para mim, mas como para qualquer filiado, a possibilidade de buscar viabilizar seu projeto de pré-candidatura a qualquer cargo que seja.

4. Não aparece, em nenhum momento do vídeo, a declaração de que Weverton “veta” minha saída do PDT. O mesmo, em nossa conversa reservada, como democrata que é, em nenhum momento colocou empecilho a uma eventual mudança de partido minha, caso eu consiga viabilidade.

5. Nunca fui homem de embarcar em projetos sem viabilidade, nem de forçar situações, muito menos de impor constrangimentos a outrem no curso de minhas relações políticas. Porém, é inegável que há no pleito que se avizinha a oportunidade aberta para aqueles que de fato querem discutir soluções para a cidade.

6. Tenho apreço ao PDT e à sua história, porém considero legítimo também colocar meu nome à disposição de São Luís e é com esse mesmo apreço, misto de admiração e respeito, como alguém que quer sempre somar e jamais atrapalhar, que considero a possibilidade de encontrar outra casa partidária.

7. Reafirmo minha pré-candidatura, pois estamos em um momento pré-eleitoral, onde a população deve ter a oportunidade de avaliar os melhores projetos, mandatos, biografias e na eleição escolher o que melhor convier para o futuro da cidade.