Fernando Furtado apronta mais uma, desta vez, em Turilândia…

O ex-suplente de deputado estadual, Fernando Furtado, que chegou assumir o cargo por alguns meses e na eleição de 2018 acabou amargando a rejeição popular, aprontou mais uma…

Desta como Secretário Geral da Federação dos Sindicatos dos Pescadores do Maranhão (FESPEMA), o ex-parlamentar coordenou a intervenção no processo eleitoral para a escolha dos novos dirigentes do SINPTUR (Sindicato dos Pescadores do Município de Turilândia).

A comissão eleitoral, responsável pela realização de todo o processo de eleição dos novos gestores do SINPTUR, foi escolhida em votação aberta em assembleia geral comandada pelo próprio Fernando Furtado. Segundo o calendário estabelecido pela comissão eleitoral o dia 18 último seria a data final para a divulgação do deferimento das chapas apresentadas. A eleição ocorreria no dia 24 de novembro.

Para surpresa de todos, no dia 18, por volta das 15 horas, duas senhoras se apresentaram perante a comissão eleitoral como representantes da FESPEMA, não apresentando qualquer documento que provasse isso, e ali exigiram a entrega das cópias de todos os documentos das duas chapas que pediram registro. Afirmaram ainda que a FESPEMA havia editado uma resolução, datada de 15 de novembro, portanto três dias antes, decretando a intervenção na comissão eleitoral, com a imediata destituição dos membros e a retirada de todos os poderes para conduzirem o processo eleitoral no SINPTUR.

A Polícia Militar foi acionada para impedir que as duas supostas interventoras saíssem de Turilândia levando consigo os documentos dos registros das duas chapas. Foram conduzidas à Delegacia de Polícia Civil da vizinha Santa Helena para que fossem identificadas. Ambas foram liberadas sem apresentarem qualquer prova de que representavam a FESPEMA.

Fernando Furtado então constituiu advogado para ambas e por contato telefônico com a autoridade policial afirmou que as duas senhoras de fato pertenceriam à FESPEMA e que a comissão eleitoral estava destituída por ter havido supostas denúncias de fraudes no processo de registro das candidaturas. Nem um documento foi apresentado que provasse essa denúncia.

Então, Fernando Furtado, que apoia incondicionalmente o atual presidente do SINPTUR, Geraldo Sergio Lima Reis, que pretende concorrer pela quarta vez consecutiva, quando o Estatuto do Sindicato de Turilândia permite apenas uma reeleição, encerrou o processo eleitoral em pleno andamento, mandou avisar que a intervenção por enquanto é só na comissão eleitoral, deixando os pescadores de Turilândia literalmente a ver navios.

É preciso lembrar que Fernando Furtado é investigado criminalmente pela Polícia Federal por comandar fraude previdência na concessão do seguro defeso na cidade de Viana, conforme divulgado amplamente na imprensa maranhense (REVEJA AQUI) e é figura conhecida no meio sindical da pesca por promover intervenções nos sindicatos e usar toda a estrutura em proveito da sua atividade política partidária.

FONTE: Domingos Costa

“Uma das vozes mais qualificadas da Casa”, diz jornalista sobre Yglésio

O jornalista Ribamar Correa destacou na conceituada coluna Repórter Tempo, a atuação do deputado Yglésio na Assembleia Legislativa. Para Corrêa, Yglésio teve participação decisiva na aprovação do PLC que adequou as alíquotas de contribuição ao fundo previdenciário dos servidores públicos do Maranhão.

“O domínio temático ficou claro ao longo da leitura do relatório, nas várias vezes em que abandonou o texto para explicar um ou outro ponto, demonstrando pleno conhecimento do assunto.”, disse o jornalista em sua coluna.

Leia a coluna completa: Com apoio maciço da Assembleia, e apesar dos estrilos da Oposição, Dino inicia mudanças na Previdência do Estado

Ribamar finaliza sua analise dizendo que “Atualmente, é opinião dominante a de que o parlamentar pedetista é uma das vozes mais qualificadas da bancada governista e da Casa. “. Leia abaixo a analise.

Yglésio Moises tem atuação destacada na bancada governista

Por Ribamar Correa

Surpreende a cada dia o desempenho deputado Yglésio Moises (ainda no PDT). Ele teve participação decisiva na aprovação do projeto de adequação da contribuição previdenciária com o relator do PLC. Seu relatório é uma peça de elevada qualidade técnica, só escrita por quem está rigorosamente por dentro do tema previdenciário.

O domínio temático ficou claro ao longo da leitura do relatório, nas várias vezes em que abandonou o texto para explicar um ou outro ponto, demonstrando pleno conhecimento do assunto.

Têm sido assim suas intervenções nas sessões, durante as quais costuma usar os recursos audiovisuais do plenário para apresentar números e informações destacadas, tornando suas intervenções diferenciadas.

Atualmente, é opinião dominante a de que o parlamentar pedetista é uma das vozes mais qualificadas da bancada governista e da Casa.

Fonte: ACARTAPOLÍTICA

PCdoB já sabe que não pode contar com voto do comunista Duarte Jr na Assembleia

Não é de hoje que Duarte Jr se abstêm de votar pautas importantes na Assembleia Legislativa do Maranhão.

Está mais do que comprovado que toda vez que o Governo precisa aprovar projetos antipopulares, o deputado arruma uma desculpa para não ficar no estado.

Em uma votação de extrema importância em que alterava alíquotas de contribuição para a Previdência do Maranhão, Duarte fez questão de ir pra bem longe e arrumou as malas para o velho continente.

A reforma maldosa pelo governo Governo Dino foi aprovada pela maioria, mas Duarte preferiu não se “queimar” e manter a pose de amigo do povo, já que ele seria obrigado a votar a favor do Governo para tentar manter uma boa relação, que já que esteve bastante estremecida.

Ué? Duarte Jr surta em rede social e, para impressionar eleitores, diz que pretende implantar modelo econômico de cidade do Japão no MA

Curtindo as férias com a namorada e secretária-adjunta de educação, Karen Barros, Duarte Jr teve mais um momento de alucinação fora do país. Dessa vez, em conversa com um prefeito de uma cidade do Japão.

Pinóquio, como já é conhecido no estado, conversou com o prefeito de Fukuoka. Ele deve ter escutado, mas não entendeu muito bem o que o prefeito Soichiro Takashima deve ter dito.

Em seguida, para impressionar seus futuros eleitores, correu para fazer uma postagem no instagram totalmente fora da realidade atual do estado.

Na tentativa de ludibriar seus seguidores fez mais uma promessa vazia, insinuando que implantaria um modelo econômico de redução de imposto e consultoria para novos empreendedores.

Duarte foi bem profissional nas mentiras, terminou o texto dizendo que vai abrir uma nova alternativa para impulsionar a economia, gerar emprego, aumentar o PIB e melhorar a qualidade de vida de todos nós. Só faltou encerrar com um “Feliz Natal!”.

Será que Pinóquio não consegue diferenciar as realidades entre as duas cidades, além de não observar o crescimento no número de impostos recorrentes no Estado?

Guerras de Facções: População de São Luís volta a se amedrontar

Na tarde de ontem, as facções criminosas da capital voltaram a declarar guerra umas contras outras, o que deixou a população da capital em pânico durante à noite.

Um vídeo que circula no WhatsApp, revela o momento em que integrantes de uma facção pedem aos moradores da Cidade Nova que permaneçam em suas residencias, pois iriam atacar a facção rival a partir da 21 horas.

Os integrantes ainda relataram que estavam acampado numa área de mata há cinco dias. Relatos dão conta que em algumas escola da capital as aulas foram suspensas, a população voltou a andar assustada nos coletivos e houve movimentação efetiva da Policia Militar nas ruas.

Em 2014 a guerra entre facções na cidade culminou na morte da menina Ana Clara Santos Sousa, de 6 anos. O fato teve repercussão nacional e até hoje deixou marcas na população de São Luís.

Por essa nem Papai Noel esperava: Caxias vai gastar quase R$ 1 milhão e meio em iluminação e decoração natalina

A prefeitura de Caxias vai gastar 1.353.308,52 para contratar uma empresa para ficar responsável pela decoração e iluminação no período natalino na cidade.

Valor aparentemente muito alto para os padrões dos enfeites das comemorações natalinas do Estado.

No contrato, a Gráfica e Editora JM LTDA deve prestar os serviços de confecção de reparos, manutenção e ornamentação visando os eventos relacionados ao projeto natal iluminado, contemplando, suporte técnico operacional, fornecimento de infraestrutura e apoio logístico.

De acordo com o contrato, se houver algum reparo no orçamentos, os valores podem aumentar ainda mais.

Ainda em clima de final de ano, o prefeito Fábio Gentil parece não sentir o peso da crise econômica que o país atravessa.

A prefeitura vai torrar ainda R$ 195.000,000 em contratações de bandas musicais para o réveillon. Dessa quantia a banda Brasas do Forró levou R$ 45.000.

O índice de desemprego e a falta de uma saúde pública de qualidade no município parece não afetar o juízo do prefeito, que segue comandando as chamadas resenhas.

 

Caso Ana Clara: Acusados de atear fogo em ônibus e homicídio são condenados à pena total de quase 170 anos de reclusão

O Tribunal do Júri da 1ª Vara Criminal de São José de Ribamar condenou, nesta quarta-feira (13), os acusados pelo assassinato da menina Ana Clara, de 6 anos de idade, crime ocorrido no dia 3 de janeiro de 2014, quando atearam fogo em um ônibus do transporte público que circulava pelo bairro Vila Sarney Filho I. O julgamento, iniciado na segunda-feira, 11, durou mais de 36 horas.

Os acusados Hilton John Alves Araújo e Jorge Henrique Amorim Santos receberam a mesma pena, cada um foi condenado a 50 anos, 6 meses e 15 dias de reclusão, mais 2 anos, um mês e 8 dias de detenção, e 233 dias-multa, pela acusação dos crimes de homicídio qualificado consumado, homicídio tentado qualificado contra três pessoas, organização criminosa, dano qualificado e constrangimento ilegal em concurso material (artigo 69 CP).

Já o réu Larravardiere Silva Rodrigues de Sousa Júnior foi condenado a 47 anos, 5 meses e 15 dias de reclusão; 2 anos, 8 meses e 27 dias de detenção; e 233 dias-multa, pelos crimes de homicídio qualificado consumado, homicídio tentado qualificado contra três pessoas, lesão corporal culposa, organização criminosa, dano qualificado e constrangimento ilegal em concurso material.

O acusado Thallyson Vitor Santos Pinto recebeu a pena de 21 anos e 9 meses de reclusão; um ano de detenção; e 27 dias-multa, pelos crimes de homicídio qualificado consumado, homicídio tentado qualificado contra três pessoas, organização criminosa, dano qualificado e constrangimento ilegal em concurso material (artigo 69 CP).

As penas de reclusão, por serem mais gravosas, deverão, segundo a sentença, ser cumpridas imediatamente, sob o regime inicial fechado para todos os quatro réus.

O advogado Adrian Wagner Cunha fez a defesa do réu Wlderley Moraes, e trabalhou a tese de absolvição do acusado, que foi acatada pelos jurados.

PERICULOSIDADE – Os réus condenados pelo Júri Popular deverão cumprir as penas, inicialmente, em regime fechado. Não foi deferido o direito de recorrerem em liberdade, em razão, segundo a sentença, de “suas reconhecidas periculosidades, componentes que são da organização criminosa intitulada Bonde dos 40”.

ACUSAÇÃO – Consta na denúncia oferecida pelo Ministério Público Estadual, que na data mencionada, os acusados reuniram-se para o intento criminoso um dia após ouvirem áudio atribuído à facção criminosa Bonde dos 40, determinando aos “parceiros em liberdade”, que promovessem uma onda de ataques aos veículos do transporte coletivo, para tumultuar a ordem pública.

Segundo a acusação, Thallyson Pinto abordou o ônibus, e cumprindo determinação de Jorge Henrique, Wlderley Moraes e Hilton Jonh, agindo com apoio de outros três adolescentes, segundo o MP, coagiram o motorista, a cobradora e os passageiros a descerem, e antes que a totalidade das pessoas conseguisse deixar o ônibus, atearam fogo no veículo, utilizando-se de dois galões com líquido inflamável.

A pequena Ana Clara, que havia embarcado no veículo com sua família uma parada antes do ataque, e ainda não havia passado pela catraca, faleceu em virtude do incêndio. Outras três pessoas sofreram lesões graves em razão das queimaduras. “Nesse contexto, tencionado a destruir o ônibus e promover uma carnificina como revela o áudio da interceptação telefônica acostada nos autos, e amplamente divulgado na imprensa nacional”, discorre a acusação.

TRIBUNAL DO JÚRI – O julgamento, no termo judiciário de São José de Ribamar, da Comarca da Ilha de São Luís, foi presidido pela magistrada Laysa Mendes, juíza auxiliar de Entrância Final designada para o ato. Participaram da sessão, pela acusação, os promotores de Justiça, Peterson Abreu; Tibério Melo e Reinaldo Campos.

Pela defesa também atuaram os defensores públicos Gustavo Pereira Silva e Arthur Magnus de Araújo, designados para o ato.

MÊS NACIONAL DO JÚRI – O corregedor-geral da Justiça, desembargador Marcelo Carvalho Silva, emitiu circular aos juízes de Direito do Estado com competência para o julgamento de crimes dolosos contra a vida, para que observem os termos da Portaria n.º 69/2017 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), recomendando a participação das unidades judicias de 1º Grau no Mês Nacional do Júri, que acontece em novembro em todo o país como esforço concentrado de julgamento desse tipo de delito. Segundo o documento, durante o mês de novembro os magistrados deverão realizar pelo menos uma sessão de júri popular em cada dia da semana, priorizando os processos que integram as metas da Estratégia Nacional de Justiça e Segurança Pública (ENASP) e os processos de réus presos.

Assessoria de Comunicação
Corregedoria Geral da Justiça do Maranhão

Justiça acata pedido do MP e prefeitura terá que construir novo cemitério, em Matões

A justiça determinou, em medida liminar, que o município de Matões promova a imediata interdição e desativação do cemitério clandestino situado na região do Morro do Pico, e a construção de um novo cemitério público no município devido a superlotação do atual Cemitério Nossa Senhora da Conceição.

Também foi determinada a adoção, em 72 horas, de medidas para a ampliação do muro do Cemitério Nossa Senhora da Conceição.

Foi verificado que no Município de Matões o Cemitério Nossa Senhora da Conceição – o único da cidade – apresenta irregularidades e não está atendendo a demanda de sepultamentos, o que obrigou a população a utilizar um cemitério clandestino, próximo a um poço de água artesiano que abastece vários bairros.

O fato gerou na população local um temor da contaminação da água que abastece os bairros de Matões.

Em caso de descumprimento das medidas solicitadas, o Ministério Público solicitou a aplicação de multa diária no valor de R$ 1 mil.

Weverton assina carta de liberação de Yglésio

Agora é oficial. O deputado Yglésio – ainda PDT – está de saída do partido. O presidente do PDT Maranhão, senador Weverton, confirmou ao jornalista Marco D’Eça que assinou a carta de anuência do Dr. Yglésio.

Pré-candidato a prefeito de São Luís, Yglésio começou um movimento para sair pacificamente do partido depois da legenda demonstrar predileção por outro nome.

– Eu já deixei assinado o documento liberando Yglésio do partido. Eu avaliei muito e vi que não tem por que ficar segurando… Tem mais é que deixá-lo à vontade – ressaltou Weverton ao jornalista Marco D’Eça. Com a liberação do PDT, as conversas do deputado com outros partidos começam a ganhar mais força.

Morre ex-prefeito de Grajaú Carlos Neto

Neste domingo (10) o ex-prefeito de Grajaú, Carlos Neto, faleceu vítima de falência múltiplas dos órgãos.

Carlos Neto foi prefeito entre 1961/1964, além, de assessor de gabinete nas quatro gestões do prefeito Mercial Arruda e da ex-prefeita Lenice Arruda.

A ex-governadora Roseana Sarney Lamentou a morte do ex-prefeito:

“Com imensa tristeza recebi a notícia do falecimento do ex-prefeito de Grajaú, Carlos Neto, na manhã desse domingo. Carlos Neto foi um correligionário histórico do nosso grupo e muito me ajudou em todas as campanhas que disputei. Rogo a Deus para que venha consolar sua família e toda a população da nossa querida Grajaú”.

A prefeitura da Grajaú decretou luto oficial de três dias.