Vereador Coronel Egídio denuncia prefeito de Bacabal, Edvan Brandão, por fraudes em contrato

Em Bacabal, o vereador Egídio Augusto Amaral Soares denunciou ao Ministério Público supostas irregularidades no Pregão Presencial nº 04/2020, realizado pela prefeitura do município, para contratação de uma empresa especializada na prestação de serviço de engenharia civil.

De acordo com informações, a empresa foi contratada para atender as necessidades de serviços de manutenção predial, corretiva, incluindo reparos, alterações físicas, recuperação e consertos das instalações, nas edificações da Secretaria Municipal de Educação.

De acordo com a denúncia, o prefeito Edvan Brandão, teria violado os princípios da publicidade e legalidade, em virtude da falta de divulgação e publicação do edital. Além disso, o vereador alega que o contrato não especifica o objeto da licitação e diz apenas que os serviços serão realizados em “escolas da zona urbana e rural do município de Bacabal”.

O Ministério Público vai apurar as denúncias do vereador que podem estar configuradas em ato de improbidade administrativa. A instituição determinou que o prefeito apresente provas de documentos a seu favor no prazo de 10 dias.

De grão em grão: prefeito de São Luís Gonzaga, Dr. Júnior, sela mais um contrato para aquisição de testes rápidos

Em um novo contrato para aquisição de teste emergencial a fim de combater o coronavírus, o prefeito de São Luís Gonzaga do Maranhão, Dr. Júnior, assinou um contrato de quase R$ 50 mil.

Dessa vez, a empresa beneficiada será a Dimensão Distribuidora de Medicamentos Eireli, localizada em Teresina/PI. O contrato foi assinado no dia 30 de julho, com vigência até dezembro.

A empresa vai faturar exatos R$ 48.000,00 (quarenta e oito mil reais). Apesar do contrato ser considerado baixo, é necessário ficar atento pela quantidade de solicitação para aquisição do mesmo material.

O objeto do contrato é a aquisição emergencial de Teste Imunocromatográfico Rápido Para Determinação Qualitativa de Anticorpos IGM e IGG para o Vírus Covid-19 em Amostra de Sangue Total, Soro ou Plasma para Ação de Combate à Pandemia do Novo Coronavírus (Covid-19) para prevenção nas ações de combate do novo coronavírus.

O Ministério Público precisa apurar por quais razões esses contratos suspeitos estão sendo feitos por partes.

Moraes envia à PGR pedido de parlamentares para abertura de inquérito sobre fala de Salles

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou que a Procuradoria Geral da República (PGR) se manifeste sobre um pedido de parlamentares para que seja aberto um inquérito a fim de investigar o ministro do Meio Ambiente Ricardo Salles.

O caso se refere à reunião ministerial do dia 22 de abril, quando o ministro alertou colegas sobre o que considerava ser uma oportunidade trazida pela pandemia da Covid-19. Para ele, o governo deveria aproveitar o momento em que o foco da sociedade e da mídia está voltado para o novo coronavírus para mudar regras que podem ser questionadas na Justiça.

Segundo Salles, seria hora de “passar a boiada” nas mudanças das regras ligadas à proteção ambiental e à área de agricultura. “Tem uma lista enorme [de regras], em todos os ministérios que têm papel regulatório aqui, para simplificar. Não precisamos de Congresso”, disse o ministro do Meio Ambiente.

Para o grupo de senadores e deputados que apresentou o pedido, a intenção do ministro de alterar importantes regras ambientais em favor de interesses privados ou particulares pode ser enquadrada como crime pelo Código Penal.

Os parlamentares pedem a abertura de inquérito e o afastamento de Salles “para que se evitem maiores danos ambientais imensuráveis, na linha do princípio da precaução em matéria ambiental”.

Investidores querem ver resultado, e governo busca reduzir desmatamento, diz Mourão

O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, afirmou nesta quinta-feira (9) que, na avaliação dele, “é óbvio” que os investidores estrangeiros querem ver resultados das políticas ambientais do Brasil. “E qual o resultado que podemos apresentar? É que haja uma efetivamente uma redução do desmatamento”, disse.

A declaração foi dada em coletiva de imprensa concedida após videoconferência entre o vice-presidente, ministros do governo federal e investidores estrangeiros para tratar da preservação do meio ambiente no Brasil.

Mourão comanda o Conselho da Amazônia. Segundo ele, o plano do governo é manter as operações de repressão aos crimes ambientais, realizar ações mais efetivas nas áreas de regularização fundiária e de pagamentos de serviços ambientais para que, “pouco a pouco”, se chegue a um “número de desmatamento que seja aceitável”.

Conforme a agenda do vice-presidente, participaram da videoconferência os ministros Walter Souza Braga Netto (Casa Civil), Tereza Cristina (Agricultura), Ricardo Sales (Meio Ambiente), Ernesto Araújo (Relações Exteriores), Fábio Faria (Comunicação), e Roberto Campos Neto (Banco Central).

Pandemia rolando e prefeito de Viana, Magrado Barros, organizando aglomeração no município

Não tá fácil combater o novo coronavírus no Maranhão. Se uma parte da população já ignora a existência do vírus, o assunto fica mais delicado quando a atitude de desrespeito contra as orientações sanitárias para prevenção da Covid-19, parte dos próprios gestores públicos.

Foi o que aconteceu no município de Viana, onde o prefeito Magrado Barros, organizou uma aglomeração, na última quarta-feira (08), dia em que a cidade completou 263 anos.

De acordo com informações, o prefeito ele resolveu jogar para o alto cupons para um sorteio de prêmios. Algumas pessoas chegaram a dizer que também havia dinheiro no meio da confusão.

A atitude do gestor precisa ser investigada, já que além do descumprimento das medidas sanitárias, o ato foi visto pela oposição como uma possível ação de campanha eleitoral ilegal. Magrado Barros, deve entrar na disputa eleitoral para tentar a reeleição do mandato.

População de São Luís Gonzaga, cobra do prefeito Dr. Júnior esclarecimento dos mais de R$ 5 milhões extras para o combate à pandemia

A população do município de São Luís Gonzaga do Maranhão, está sendo completamente ignorada pelo prefeito, Dr. Júnior. Isto porque o mandatário se recusa a prestar esclarecimentos sobre os gastos relacionados ao enfrentamento da Covid-19.

De acordo com informações, a prefeitura recebeu mais de R$ 5 milhões extras para ajudar no combate contra o novo coronavírus. Mas o que se sabe, é que recentemente o prefeito vetou um Projeto de Lei, que visava auxiliar ainda mais os profissionais de saúde que estão atuando na linha de frente durante a pandemia. O gestor vetou a proposta, argumentando que o ato seria inconstitucional.

E assim, mais uma vez, penalizou a população Gonzaguense, e principalmente os profissionais da saúde que atuam na pandemia.

O que a população do município tem visto, é cada vez mais o prefeito dando início a sua campanha eleitoral, com promessas e ameaças de obras na cidade, só agora no final do seu mandato. Mas a paciência dos moradores de São Luís Gonzaga parece ter chegado no limite.

Prefeito de Timbiras, Antônio Borba organiza aglomeração para discutir assuntos políticos em plena pandemia

Indo de encontro as normas pregadas pela própria gestão, o prefeito do município de Timbiras, Antônio Borba, promoveu uma reunião política com aliados e apoiadores. O ato considerado uma falta de respeito e desespero para conseguir votos e parcerias nas eleições de 2020, causou desconforto e foi alvo de crítica por parte da população.

De acordo com uma moradora do município que não quis se identificar, a ação é desrespeitosa com o decreto criado pelo próprio gestor, que expõe a integridade física da população, colocando em risco a vida das pessoas.

De acordo com uma imagem enviada a nossa produção, a aglomeração aconteceu na fazenda do prefeito, no Povoado Destino, o evento teria sido marcado para discussão de assuntos políticos da sua aliança partidária.

Vergonha: população de Conceição do Lago Açu ignora convite do prefeito, Alexandre Lavepel

O convite do prefeito de Conceição do Lago Açu, Alexandre Lavepel, para a entrega de uma ambulância no povoado Olho D’água, foi completamente ignorado pela população que além de não comparecer ao evento por precaução da infecção do coronavírus, não está satisfeita com a administração da atual gestão.

O povoado Olho D’água foi reduto do atual prefeito, na eleição municipal de 2016, mas o que parece é que o prefeito perdeu a credibilidade com seus eleitores. O fato foi observado pela pequena quantidade de pessoas que compareceram à entrega da ambulância, sendo que a maior parte dos cidadãos presentes no evento, são empregados da prefeita que residem na sede e não no povoado.

Apoiadores do prefeito analisaram a situação como uma verdadeira vergonha, e dizem estar preocupado com a campanha de reeleição desse ano. Vale ressaltar que o convite do prefeito se estendeu à população, mesmo diante da pandemia. Os cidadãos, no entanto, ignoraram, fato que deixou o mandatário aborrecido a ponto de chamar a população de má educada.

Presidente do ITERMA, recebe liderança de Paço do Lumiar, Bianca Mendes

Com o objetivo de trazer melhorias e parcerias para o município de Paço do Lumiar, a representante da Vila São José, Bianca Mendes, se reuniu, nesta terça-feira (07), com o presidente do Instituto de Colonização e Terras do MA – ITERMA. Na ocasião, Bianca solicitou ao presidente a viabilização do processo de regularização fundiária das famílias que residem naquela localidade.

Patacoada: Prefeito de Paulo Ramos, Deusimar Serra, interdita praça e estabelecimento de idoso fica trancado dentro de obra

O prefeito de Paulo Ramos, Deusimar Serra Silva, interditou a praça do Mercado Público para realização de uma obra pela qual o recurso já estava disponibilizado desde o ano de 2019. Além do atraso e da desorganização, o mandatário ainda atrapalhou um comerciante informal identificado como “Rosaldo Sapateiro”, quando resolveu sem logística nenhuma cercar a praça com madeirite, deixando o estabelecimento do idoso trancado do lado de dentro da obra.

Seu “Rosaldo Sapateiro” trabalha num box, na Praça do Mercado Público, no centro da cidade, e sobrevive do trabalho para manter a família, executando pequenos serviços (sapatos, bolsas, selas, etc.). O transtorno levou o idoso a desabafar em um vídeo que caiu nas redes sociais, em que ele reclama da insensibilidade do Prefeito Deusimar Serra.

Com o ato desumano, seu Rosaldo está impedido até mesmo de tirar suas ferramentas e objetos do local. Ele também se impôs a falar mal do prefeito, mas se diz muito decepcionado com a situação.

Assista o vídeo!