Prefeito de Godofredo Viana demite 150 servidores sem pagar salário atrasado

Prefeito Shirley Mota (PSDB), conhecido como ‘Sissi Viana’.

Prefeito Shirley Mota (PSDB), conhecido como ‘Sissi Viana’.
O município de Godofredo Viana, comandado por Shirley Mota (PSDB), conhecido como ‘Sissi Viana’, vem passando momentos difíceis com a administração municipal.
De acordo com informações repassadas ao Blog do Maldine Vieira, Sissi ordenou a demissão de 150 servidores contratos sem nem mesmo pagar o salário do mês dos trabalhadores.
O prefeito alegou a queda nos recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e Valorização dos Profissionais da Educação (FUNDEB), e a falta de recursos próprio da prefeitura.
No entanto, dados do portal da transparência do Governo Federal, mostram que a prefeitura já recebeu valores na ordem de R$ 11 milhões para dar manutenção ao serviço público municipal.
A população, que teve de conviver com a roubalheira desenfreada na gestão do ex-prefeito Marcelo Jorge, começa agora a querer cobrar e fiscalizar a correta aplicação dos recursos do município.
Uma das primeiras indagações feitas a Sissi Viana, é o fato de uma de suas empresas, que estava de portas fechadas até dezembro de 2016, começar a funcionar a todo vapor depois de alcançar o comando da prefeitura. Enquanto isso, passado 9 meses de gestão, nenhuma obra sequer foi entregue a população.
ABRE O OLHO PREFEITO !
Veja o valor repassado aos cofres da prefeitura:
Maldine Vieira

Josimar e Detinha cumprem agenda nas regiões do Alto Turi e Munim

O deputado estadual Josimar de Maranhãozinho e sua esposa Detinha, presidente do PR Mulher, cumpriram mais uma agenda politica pelo interior do Maranhão, nas regiões do Alto Turi e Munim.
No sábado (23), o casal esteve na cidade de Araguanã a convite do prefeito Walmir Amorim prestigiando a 19º edição do Festival do Peixe, um evento de muita tradição na região e que o parlamentar e sua esposa fazem questão de prestigiar e incentivar.
No domingo o casal acompanhado do ex-deputado Hélio Soares estiveram em Presidente Juscelino apoiando o projeto do grupo “Juntos Pelo Social” uma iniciativa do médico DR. Pedro Paulo que teve consultas médicas e jurídicas, atendimento estético em geral, brechó solidário, animação infantil entre outras ações filantrópicas.
“O social sempre deve ser apoiado, já trabalhei nessa área e sei da importância dessas ações que visam fazer o bem, aqui parabenizo o grupo pela excelente iniciativa e estamos a disposição para contribuir sempre.” Disse Detinha.
À noite Josimar e Detinha estiveram em Boa Vista do Gurupi, no aniversário do ex-prefeito Walmir Oliveira. A ex-prefeita Dilcilene Oliveira e alguns vereadores também prestigiaram o evento junto com a comunidade. O casal aproveitou a oportunidade para rever os amigos e fortalecer as bases política

PARABÉNS MP!Delegado de Loreto é afastado do cargo por uso indevido de viatura!

A pedido do Ministério Público do Maranhão, a Justiça determinou o afastamento cautelar, pelo prazo de 180 dias, de Jean Charles da Silva, do cargo de delegado de Polícia Civil de Loreto. A Justiça determinou, ainda, a indisponibilidade dos bens do requerido, no valor de R$ 3.148,62.
A medida foi adotada pela juíza Lyanne Pompeu de Sousa Brasil, que está respondendo pela comarca, e atendeu a uma Ação Civil Pública por ato de improbidade administrativa Pública apresentada pelo promotor de justiça Leonardo Novaes Bastos.
Segundo o representante do Ministério Público, foi instaurado um Inquérito Civil Público (n.º 02/2016) para apuração do uso particular de viatura oficial VW Gol, placa NHM-1324, por parte do delegado Jean Charles da Silva, no período correspondente às suas férias, de julho a setembro de 2012 e junho a agosto de 2013. O procedimento investigou, também, o uso de cartão oficial para realizar abastecimentos no referido período, o que caracterizaria enriquecimento ilícito em prejuízo ao erário.
Conforme cópias do Processo Administrativo-Disciplinar que compõem o Inquérito Civil, o requerido foi condenado à pena de suspensão por 90 dias pelo uso indevido de veículo oficial, quando da realização de viagens para fora do Estado do Maranhão, utilizando a viatura oficial, abastecida com combustível custeado pelos cofres públicos.
Ao decretar o afastamento do delegado, a juíza argumentou que a medida é necessária para “garantir a ordem pública e a conveniência da instrução criminal, bem como evitar o risco de reiteração criminosa, uma vez que as informações colhidas dos autos demonstram, de forma cabal, a periculosidade do agente”
DENÚNCIA
Pela mesma motivação, o delegado foi denunciado pelo crime de peculato. A conduta, descrita no artigo 312 do Código Penal brasileiro, é definida como o ato de “Apropriar-se o funcionário público de dinheiro, valor ou qualquer outro bem móvel, público ou particular, de que tem a posse em razão do cargo, ou desviá-lo, em proveito próprio ou alheio”. A pena prevista é de reclusão, de dois a doze anos, e multa.

TERROR DOS “PREFEITOS”Pedro Meireles é reintegrado ao cargo de delegado federal


Conhecido como o terror dos prefeitos e que tirava o sono dos empresários que praticam desvios de recursos federais, o advogado Pedro Meireles (foto ao lado) foi reintegrado ao cargo de delegado federal por determinação do desembargador federal Francisco da Cunha, do Tribunal Regional Federal da Primeira Região (TRF-1).
Meireles havia sido afastado do cargo por supostamente ter se envolvido em infrações disciplinares e teve o ato de exoneração assinado pelo então ministro da Justiça, Alexandre Moraes.
Ele recorreu da decisão e argumentou que o Processo Administrativo Disciplinar não observou o devido processo legal, além de ter ouvido e considerado depoimentos de testemunhas que foram alvos de operações da PF sob seu comando, resultando na prisão de vários deles, entre agentes públicos e privados. Algumas testemunhas aproveitaram para se vingar.
Ao decidir pelo retorno de Pedro Meireles ao cargo de delegado federal, o desembargador federal Francisco da Cunha aceitou vários argumentos da defesa.
“Com estas considerações, […] confiro o efeito suspensivo ativo ao Agravo, pelo que concedo a tutela de urgência reclamada para rever a conclusão do PAD nº 02/2014 e, diante disto, determino à União adotar as medidas que se façam necessárias ao desfazimento do ato que demitiu o Agravado”, concluiu o desembargador
Blog Luis Cardoso

Carreira de Pablo Vittar desmoronando. Após cancelar show no Maranhão, carreira do cantor está cada vez mais próximo das ruínas

Após cancelar um show em Imperatriz – MA, os empresários, organizadores e fãs do Cantor Pabllo Vittar ficaram revoltados.
Segundo informações o cachê cobrado pelo artista, quando fechou contrato no começo do ano era de 30 mil reais. Só que agora, após ter feito sucesso cantando com Fergie no palco mundo do Rock in Rio, o cachê subiu para 80 mil e o artista queria cobrar a diferença.
Ainda de acordo com fontes, Pabllo teria pedido as passagens aéreas com as tarifas mais caras e não teria embarcado, alegando problema de saúde.
A produtora da festa, Melina Ribeiro, pediu desculpas ao público e disse que devolverá o dinheiro de quem quiser.

Justiça suspende repasse de R$ 7,7 bi em recursos do Fundef a municípios do Maranhão,Araguanã perdeu mais de 20 milhões com a suspensão do recurso!

Desembargador Fábio Prieto de Souza. (Foto: Reprodução)
Uma decisão do desembargador federal Fábio Prieto, do Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF-3), pode representar o cancelamento do repasse de R$ 7,7 bilhões da União a municípios do Maranhão – R$ 471 milhões apenas para a capital, São Luís.

O magistrado suspendeu na sexta-feira, 22, todas as execuções contra a União movidas por centenas de prefeituras, em todo o país, relacionadas ao extinto Fundo de Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (Fundef) – hoje Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

Ele mandou, ainda, a Procuradoria-Geral da República instaurar investigação contra os prefeitos, para apurar eventual improbidade administrativa.

O Fundef, atualmente substituído pelo Fundeb, é composto por recursos de cada estado e, nos casos em que não alcance o valor mínimo previsto nacionalmente, complementado pela União. Em 1999, o MPF em São Paulo propôs ação civil pública ao constatar que a União estaria repassando valores inferiores ao que seria devido, e ela acabou condenada.

Após o trânsito em julgado dessa ação, centenas de Municípios passaram a requerer, individualmente, em juízos diferentes pelo país, a execução da condenação, que pode alcançar mais de R$ 90 bilhões.

Rescisória – Para evitar o rombo bilionário nas contas, a União impetrou ação rescisória na Justiça Federal para impedir o pagamento das verbas e dos honorários.

O desembargador federal Fábio Prieto, relator da ação rescisória, em decisão liminar, acolheu as teses da União no sentido de que o juiz prolator da condenação não tinha competência para o julgamento, nem o MPF poderia atuar como defensor dos municípios.

Prieto registrou que a jurisprudência é pacífica no sentido de que o juízo competente para a apreciação de ação civil pública é o do local do dano. ‘São Paulo nunca precisou receber verba de complementação da União’, escreveu. ‘Pelos critérios da Presidência da República ou da própria tese proposta na petição inicial da ação civil pública, o Ministério Público Federal nunca provou que São Paulo foi vítima de dano’, completou.

Além disso, o desembargador federal registrou que o Supremo Tribunal Federal (STF) rejeita ‘ações espetaculares’, propostas perante juízes manifestamente incompetentes.

Ressaltou que a Procuradoria-Geral da República (PGR) considera indício de falta disciplinar dos integrantes do MPF a propositura de ação civil pública perante juízes manifestamente incompetentes.

Para o desembargador federal, não cabe a juízes e integrantes do MPF a violação do regime de competências, sob pena de configuração da prática de justiça por mão própria.

O magistrado ressaltou que a ação civil pública não deveria ter sido sequer processada, porque a doutrina, o STF e a PGR rejeitam, no Estado Democrático de Direito, o “promotor de encomenda” ou “promotor de exceção”.

Para a concessão da liminar, Prieto registrou que os prefeitos, sem aparente justa causa, assinaram contratos bilionários com escritórios de advocacia, quando poderiam obter, de modo gratuito, a execução do julgado.

Números

R$ 90 bilhões é o que União deve repassar a municípios de todo o país

R$ 7,7 bilhões seriam enviados aos municípios maranhenses


R$ 471 milhões seriam enviados a São Luís
Araguanã ia receber um montante de mais de 20 milhões de reais.

Saudades verdes – José Sarney

Garcia Lorca tem um poema célebre sobre o verde, que muito repetimos na minha juventude, em que insiste no pedido de “verde que te quiero verde”.

Ando, ultimamente, com uma saudade imensa da Baixada. Não somente dos Municípios em que passei os meus primeiros anos (e aí vem Pinheiro), como os da meninice, em que vivi em São Bento, em cujos campos, que marcaram a minha vida para sempre, o horizonte não acaba nunca.

E aí surge a casa do meu avô, com os pés de figo — e os de romã, com suas frutas cuidadas pelas mãos bondosas de minha mãe, colhidas no Natal para que as vermelhas sementes pudessem ser comidas e assim trazer a felicidade dos bons anos.

O poço não era realmente o poço, mas o espelho em que tantas vezes me debruçava nas bordas para olhar meu retrato no fundo das águas.

O rincão que colhia as chuvas imensas de pingos grandes que desciam pelo telhado esparramado e sob o qual nós, meninos, tomávamos banho, sob o protesto de minha avó, receosa das gripes, tão comuns e ameaçadoras da tuberculose, que dizimava gerações.

Do grupo Mota Júnior — que depois vim a saber ter sido um antigo prefeito da cidade — recordo o rosto das minhas colegas e dos meus colegas, que a vida espalhou, mas que, na minha lembrança, estão juntos e não envelheceram.

Os sinos da igreja batiam nas aleluias e nas alegrias e dobravam na tristeza dos finados.

As festas da padroeira e de Nossa Senhora dos Remedinhos, no bairro dos Remedinhos, que tomou o nome à Mãe de Deus.

E a sala dos retratos: do meu avô, da minha avó, do meu bisavô e dos irmãos da minha avó, entre os quais Augusto Olímpio, que ela, com muito orgulho, dizia ter atravessado os mares, isto é, visitado a Europa e estudado em Portugal.

Agora é o tempo em que os campos estão secando, com a suspensão das chuvas, que este ano disseram-me ter-se prolongado bastante, de modo que as águas até hoje permanecem invisíveis, com o capim de marreca de Pinheiro, a canarana e o andrequicé, de São Bento.

Enquanto sonho a minha infância, já com a carga de muitos e muitos anos, acordo para defender-me das flechas do flecheiro-mor da República, que, graças a Deus, não tem mais bambu, embora se vanglorie de não ter utilizado os galhos de marmelo, que ele dizia que, em Minas, serviam para as surras que davam nas crianças para que doessem muito mais.

O Governador Plácido Castelo, do Ceará, me confessou, certa vez, que a caneta que possuía era uma caneta milagrosa: fazia a felicidade ou a infelicidade das pessoas, admitindo e demitindo, multando ou mandando prender, mas tinha um grande defeito: quando a tinta acabava, não servia para mais nada — e ele ficava com o arrependimento das vezes em que cometera injustiça.

O ex-procurador-geral da República, que os jornais dizem agora estar voando para as Europas, não tem mais bambu, nem tinta.

Eu, graças a Deus, nunca utilizei bambu nem tinta e não senti falta nem de um, nem da outra, quando deixei os cargos executivos que exerci.

Aqui no Maranhão, todos me dizem que, além de flechas e bambus, a perseguição corre solta, atingindo amigos e inimigos. E a verdade verdadeira é que o Estado está andando de marcha a ré.

Nova Olinda;2ª Cavalgada de São Francisco de Assis.

Outubro é o mês em que os Novaolidenses comemoram o festejo do padroeiro São Francisco de Assis. Além das festividade religiosa, parte social. Teremos á 2ª Cavalgada de São Francisco de Assis, para esse momento que reúne vaqueiros, cavaleiros e amazonas. A organização em geral convida todos. 
Vereador de Nova Olinda Jotinha Menezes 
E claro o blog mais acessado da região vai estar no evento.
 “bote a sela no seu cavalo e vamos para a cavalgada”

Bom Jardim ! Mesmo após prefeitura firmar contrato de mais de meio milhão de reais com empresa de locação de veículos, ,alunos se arriscam na MA 318 ” Indo para as escolas do município a pé”.


Em Bom Jardim alunos andam quilômetros a pé e de bicicletas arriscando a própria vida na MA 318 que tem alto índice de morte por atropelamento, todo esse sacrifício é para chegar até a escola. 
 A tempo o Blog do Werbeth Saraiva que a prefeitura celebrou um contrato de mais de meio milhão de reais com a empresa R L de Farias Ltda que não tem  ônibus nem micro ônibus registrando junto ao DETRAN MA. 
Com a falta de transporte escolar os alunos são gravemente prejudicados. 
 E alguns arriscam a própria sorte pegando carona na margem da BR 316. A empresa vencedora da licitação não tem capacidade técnica para prestar os serviços contratados. Resta ao Ministério Público apurar o que levou a referida empresa a ser contemplada no certame, esse contrato é no mínimo suspeito, pois a empresa não devia se quer ser habilitada pela CPL a participar da concorrência.
veja os flagrantes 




Grave acidente é registrado na manhã deste domingo (24), na BR-316

O acidente foi registrado por volta das 10h30 deste domingo (24), na BR-316, nas proximidades do povoado Santa Cruz. A Polícia Rodoviária de Araguanã/Nova Olinda já foi acionada para colher as informações e checar como se deu o ocorrido. Os ocupantes da caminhonete retornavam para Santa Luzia do Paruá após participarem de um evento festivo na cidade de Araguanã.

  • Blogs

  • Links Últeis

  • Contato

  • Facebook

  • Twitter