Coelho Neto: MP investiga prefeito Bruno Silva e empresário do matadouro Brasileirão

Em Coelho Neto, o empresário do matadouro Brasileirão, identificado com Francisco Fonteles de Aguiar, confirmou ao Ministério Público do Maranhão (MPMA) que cumpriu a determinação judicial a respeito de supostas irregularidades no estabelecimento.

Em setembro de 2019, Francisco teria comparecido à Promotoria de Justiça, relatando que vinha cumprindo as determinações judiciais, no entanto, destacou que o prefeito Bruno Silva, não fazia a sua parte.

Acontece que os problemas no matadouro Brasileirão continuam, mas segundo informações, Francisco teria arrendado o estabelecimento para um senhor identificado como Bacelar e o matadouro não estaria sendo fiscalizado pela Vigilância Municipal.

O Ministério Público do Maranhão (MPMA) iniciou uma nova investigação para as irregularidades no Brasileirão, o qual não atende as exigências legais, pondo em risco, não só o meio ambiente, mas também a saúde dos consumidores que adquirem os produtos oriundos do estabelecimento.

Deixe uma resposta