Secretaria de Saúde de Igarapé do Meio realiza a 3ª mobilização de combate ao mosquito Aedes aegypti

O Aedes Aegypti é o mosquito transmissor da Dengue, Chikungunya, Zika e Febre Amarela urbana. Um mosquito pequeno que oferece um grande perigo a saúde da população e que no período chuvoso fica mais favorável à proliferação. Com o objetivo de conscientizar a população Igarapeense da importância da prevenção das doenças causadas pelo vetor biológico, e assim combater o mosquito no município, a prefeitura de Igarapé do Meio, por meio da secretaria municipal de Saúde e a coordenação de vigilância em saúde, realizou nesta última terça-feira (12), pelo 3º ano consecutivo uma mobilização de combate ao Aedes aegypti.

A secretária municipal de Saúde, Suely Sousa, juntamente com o Coordenador de vigilância em saúde e vigilância epidemiológica do município, Altamir de Jesus Everton, secretários de governo, departamento de limpeza urbana, alunos da escola Dra. Agostinha Melo Correia Lima, Grupo Pré-militar, equipe da Secretaria de Saúde e a população em geral se mobilizaram em caminhada pelas ruas do município com um único objetivo: “Igarapé do Meio contra o Mosquito”. A concentração foi em frente a praça da prefeitura e em seguida saíram em caminhada pelas ruas da cidade, durante todo o percurso.

foram distribuído folhetos e cartazes conscientizando a população contra o mosquito Aedes aegypti. Desde o início da nova gestão que a prefeitura vem realizando ações educativas de prevenção nas residências, escolas e em outros setores da sociedade civil, e graças ao trabalho realizado pelos agentes de combate às endemias, desde o ano de 2017 que no município de Igarapé do Meio não houve nenhum caso confirmado de dengue e nem outras virose transmitidas pelo Aedes aegypti, houve registros de 21 casos suspeitos, porém todos foram negativos.
A população de Igarapé do Meio está de parabéns por ter abraçado esta causa e ter seguido todas as orientações repassadas
pelas equipes.

Casal de deputados Josimar e Detinha participam de reunião com a direção do PR nacional

Brasília- O encontro com os presidentes estaduais do PR no Brasil aconteceu ontem (08), e contou com as participações do deputado federal Josimar Maranhãozinho e sua esposa a deputada estadual Detinha.

Ainda representando a bancada Republicana maranhense se fizeram presentes o deputado federal Júnior Lourenço, os deputados estaduais Hélio Soares, Vinicius Louro e Leonardo Sá e o vereador por São Luís Aldir Júnior.

Na pauta, assuntos relacionados as novas diretrizes do partido, onde foram apresentadas sugestões de como ficará a nova sigla, que deve mudar de PR para PL.

Na ocasião, os presidentes destacaram a força que o PR tem no estado do Maranhão sob o comando do deputado federal Josimar Maranhãozinho. Nos últimos anos a sigla se consolidou no estado através de várias representações em todos os segmentos políticos.

Reforma de quadra poliesportiva deve custar R$ 245 mil reais em Presidente Médici

A prefeita de Presidente Medici, Ilvane Pinho contratou a empresa MG EMPREENDIMENTOS LTDA – ME para execução dos Serviços de Reforma e Ampliação de uma Quadra Poliesportiva no Povoado Abaixadinho no Município de Presidente Médici/MA.

O que mais espanta no contrato é o valor, serão exatos 245,000.00 (duzentos e quarenta e cinco mil reais.)

Em tempo, o Blog vai acompanhar as obras de reforma e ampliação, além de divulgar no próximo poster, as fotos da quadra após reformada. Nos últimos dias a prefeitura de Presidente Médici tem aberto os cofres para contratar empresas para prestação de diversos serviços, o blog vai divulgar na integra.

Maranhão registrou em 2018 mais de 1 mil casos de agressão contra mulher

A Secretaria de Segurança Pública do Maranhão (SSP-MA) informou que o número de inquéritos policiais abertos pela Delegacia Especial da Mulher de São Luís (DEM), no mesmo período no estado foram, 1.103 mulheres vítimas de lesão corporal, 1.868 foram vítimas de ameaça. Além de 50 casos de feminicídio.

Em comparação ao ano passado, no mesmo período o crime de agressão contra a mulher, subiu de 825 casos para 1.103, mais de três mulheres foram agredidas por dia este ano no Maranhão.

A aprovação da Lei Maria da Penha no Brasil completou 12 anos este ano, considerado passo importante no combate à violência doméstica. Ainda assim, de janeiro a novembro de 2018, ao menos 50 mulheres foram vítimas de feminicídio no estado segundo a Secretaria de Estado da Segurança Pública.

Ressalta-se que os casos de ameaças e agressões são divididos entre Violência Doméstica (quando o agressor faz parte do âmbito familiar da vítima) e Não Violência Doméstica (sem vínculos com a vítima).

Em dia Histórico, Weverton é empossado senador da república

Com um juramento à Constituição em nome dos trabalhadores e trabalhadoras do País e do Maranhão, Weverton Rocha (PDT) tomou posse como senador, nesta sexta-feira (1º). “Este é um momento de muita emoção, mas também de consciência da grande responsabilidade que me foi delegada pelo povo do Maranhão”, afirmou o senador logo após a posse.

Com um discurso voltado para a defesa do trabalhador, Weverton foi eleito com cerca de dois milhões de votos, depois de dois mandatos como deputado federal. Filiado ao PDT desde os 16 anos, ele foi líder da bancada do partido na Câmara dos Deputados em 2016 e 2017 e foi escolhido pelos colegas de bancada como líder do PDT no Senado para o biênio 2019/2020. Ele também integra o Bloco Independente de senadores, composto pelo PDT, PSB, PPS e Rede.

Uma comitiva do Maranhão participou da posse. Entre os presentes, os dois suplentes: Suely Pereira, acompanhada do ex-deputado Rubens Pereira, e Robert Bringel, acompanhado da esposa e prefeita de Santa Inês Vianey Bringel; prefeitos, lideranças políticas e o presidente da Famem, Erlânio Xavier.

Nova composição

Nessa legislatura, dois terços do Senado começam um novo mandato. Em cerimônia, presidida pelo senador Davi Alcolumbre (DEM-AP), 54 senadores eleitos em 2018 tomaram posse. Os senadores Jacque Wagner (PT-BA), o mais velho do primeiro estado a ser criado, e Irajá (PSD-TO), o mais novo do último estado a ser criado, fizeram o juramento completo, que foi repetido de forma sintética por cada um dos empossados.

Governo adotou silêncio sobre rompimento da barragem de rejeitos da mineradora Aurizona em Godofredo Viana MA

O governador Flávio Dino “correu” para as redes sociais para se solidarizar com as famílias que perderam seus entes queridos na tragédia registrada nesta semana em Minas Gerais, centenas de pessoas ainda se encontram desaparecidas e dezenas de óbitos já foram confirmados.

No final do ano passado(2018), a falta de fiscalização dos órgãos do Governo do Estado permitiu que empresas como a Mineradora Aurizona S/A atuassem no noroeste maranhense sem qualquer tipo de impedimento ou fiscalização ambiental, o que acabou resultando em uma ocorrência parecida, todavia de menor proporção e sem vítimas fatais, na época os rejeitos invadiram e destruíram manguezais chegando a deixar uma comunidade inteira isolada. Reveja AQUI.

Na época a Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Naturais – SEMA e o Ministério Público Estadual não se posicionaram sobre o caso, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Godofredo Viana emitiu nota, todavia muito desconexa, com relação a medidas que nunca foram adotadas para punir a empresa. Felizmente o ocorrido envolvendo a Mineradora AURIZONA não teve vitimas, mais os resíduos químicos que vazaram e se misturaram no meio ambiente, causou enorme estrago ambiental, que na ocasião passou despercebido aos “olhos” dos órgãos de fiscalização do estado.

Alguns dos municípios que cumprem a Lei da Transparência

Relatório apresentado pelo Tribunal de Contas do Estado do Maranhão (TCE/MA) aponta que mais de cem municípios maranhenses não cumprem as normas estabelecidas na Lei Complementar 131/09, conhecida como Lei da Transparência.

Os dados estão expostos no portal institucional do órgão, responsável pela fiscalização dos municípios. A maioria dos prefeitos tem deixado de divulgar, em tempo real, informações sobre receitas e despesas dos municípios. No relatório do TCE-MA consta ainda, que algumas destas cidades sequer têm implantado o Portal da Transparência.

Com o descumprimento destas regras, as prefeituras podem ficar impossibilitadas de receberem transferências voluntárias e ainda impedidas de firmar convênios com os governos Estadual e Federal, até que a regularização seja efetuada. Seus gestores ainda ficam sujeitos a responder por improbidade administrativa, serem julgados, podendo vir a perder o mandato.

Distante desse embaçado quadro destacamos os municípios de Zé Doca, Carutapera, Igarapé do Meio, Araguanã, Maranhãozinho, Centro do Guilherme, Santa Helena, Governador Newton Bello e Bom Jardim.

DNIT responde blogueiro sobre recuperação da BR 316…


Na semana passada o Blog A cidade de Verdade publicou sobre a situação caótica em que se encontram vários trechos da BR-316, com críticas ao DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes), em contrapartida fomos informados pelo próprio órgão que a situação se justifica devido a vários entraves que envolvem inclusive a empresa responsável pela manutenção desses trechos.

Confira na íntegra o que disse o órgão:

Prezados, boa noite.

Segundo a ética jornalística, o fato tem que ser apurado para que a notícia não seja publicada com inverdades. Há que se ouvir a outra parte envolvida, nesse caso, o DNIT.

Sobre a publicação

http://www.acidadedeverdade.com.br/2019/01/enquanto-dnit-finge-nao-ver-as-crateras.html temos a informar que:

1- Os contratos de manutenção da BR 316, no trecho citado por vossas senhorias, estavam suspensos por motivo alheio à vontade do DNIT.

2- Os referidos contratos foram suspensos pela Justiça Federal porque a empresa responsável pela manutenção desses trechos da rodovia entrou com uma ação pedindo o reequilíbrio do preço do material betuminoso (utilizado nas obras) em função dos constantes reajustes desse insumo, pela Petrobras. Por isso o DNIT Maranhão esteve impedido, por certo tempo, de realizar tais serviços, que só podiam ser realizados após o julgamento dessa ação, pela Justiça Federal.

3- Os trabalhos de manutenção serão restabelecidos ainda este mês de janeiro. Nesse trecho citado no blog serão realizados os serviços de reparo necessários, posto que agora, após julgamento da ação, o DNIT Maranhão pode dar continuidade aos trabalhos.

Esta assessoria está à disposição para esclarecimentos sempre que houver demandas envolvendo o DNIT.

Atenciosamente,

Caloteiro, Edvaldo Júnior não pagou grupos folclóricos que se apresentaram no São João

A Secretaria Municipal de Cultura, que é comanda por Marlon Botão, não efetuou o pagamento dos cachês aos grupos folclóricos de São Luís que se apresentaram no Arraial da Maria Aragão, segundo denúncias enviadas ao Blog do Neto Ferreira.

De acordo com os denunciantes, em parceria com o Governo do Estado, o Arraial da Maria Aragão funcionou durante 17 dias e teve diversas atrações culturais e nacionais.

Parte do pagamento das atrações culturais ficou por conta do Governo do Estado, que cumpriu seu papel. A outra parte que é por conta da Prefeitura de São Luís até hoje não foi cumprida.

Diversos grupos folclóricos até hoje cobram uma resposta do Secretário Marlon Botão sobre o pagamento das apresentações, que afirma que não tem previsão para pagar os cachês.

“Os grupos que até hoje não receberam o cachê das apresentações. Todos os anos os grupos folclóricos tem um grande trabalho pra levar seus shows pros arraiais e é esse o reconhecimento do Secretário Marlon Botão tem por eles”, diz a denúncia.

Blog do Neto Ferreira

Edivaldo Júnior cumpriu apenas 8 promessas em 2 anos de mandato

Edvaldo Holanda Jr


Em 2 anos do segundo mandato, o prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (PDT), cumpriu apenas 8 promessas das 37 feitas durante o período de campanha em 2016. Os dados foram divulgados pelo site G1.

Segundo o levantamento, o gestor da capital maranhense deixou de honrar 18 compromissos firmados com a população, cerca de 11 promessas foram feitas, mas não em sua totalidade. Os setores mais afetados com a má gestão de Edivaldo são a saúde, educação e cultura, e a segurança pública.

Na saúde, o prefeito cumpriu apenas 1 promessa, que foi a ampliação do Programa São Luís Saudável. Edivaldo deixou de criar o Centro de Reabilitação, de implantar novas unidades preventivas de saúde e de urgência e emergência, e de ampliar o programa Leite na Escola.

Na educação e cultura não foi diferente, o prefeito honrou apenas um compromisso em sua totalidade, das 9 promessas feitas em sua campanha. Holandinha não concluiu a construção de escolas e creches, não implantou programa de habitação no Centro Histórico, e muito menos criou o Prouni municipal. A ampliação da rede de escolas com ensino integral também nunca saiu do papel.

Outras promessas que ficaram apenas no discurso são as da segurança pública. Na época do período eleitoral, Edivaldo Júnior afirmou que ampliaria a instalação de câmeras e monitoramento em áreas estratégicas da cidade, que construiria um canil para treinamento de cães e reformaria os postos de Salva-Vidas. Mas nada foi feito até o momento.

Além destes, o prefeito de São Luís deixou de investir nas pastas do Meio Ambiente, Infraestrutura, Esporte, Economia, Direitos Humanos e Sociais e Administração.

Na Mobilidade Urbana, Holandinha cumpriu as 6 promessas feitas, sendo duas pela metade, que foram a criação do aplicativo para usuário acompanhar rota de ônibus e melhorar o bilhete único e a renovação de 40% da frota e colocar internet em todos os ônibus.

No setor de Turismo, Edivaldo tirou do papel os dois compromissos firmados, que são as implantações do centro de capacitação em culinária típica e do programa de formação e qualificação para o turismo.