Ex-prefeita de Arame, Jully Hally, tem seus bens bloqueados

Ex-prefeita de Arame, Jully Meneses.

Uma decisão proferida pela juíza Selecina Locatelli atende à Ação Civil Pública por ato de improbidade administrativa ajuizada contra a ex-prefeita de Arame, Jully Hally, que pede o bloqueio dos seus bens, assim como o proprietário da PH Leilões, Pedro Hypólito Lobo.

De acordo com informações, a ação é um pedido feito pelo Ministério Público do Maranhão, em que foi determinado pela Justiça a indisponibilidade dos bens dos envolvidos na alienação irregular de uma picape Toyota Hilux, pertencente ao Fundo Municipal de Saúde de Arame. Também foi determinada a busca e apreensão do veículo, que agora tem como proprietário Raimundo José Silva, que também deverá ter seus bens bloqueados.

A ação deferida foi baseada na denúncia de um ex-vereador de Arame, relatando ilegalidade na alienação do veículo, que não foi autorizada pela Câmara Municipal. O ex-vereador também relatou o desaparecimento de uma pá carregadeira. Foram apresentadas, ainda, a nota de aquisição da picape por R$ 174 mil e a lista de proprietários do veículo, chamada de cadeia dominial.

“Não restam dúvidas quanto ao cometimento de atos de improbidade administrativa por parte de Jully Hally Alves de Menezes, ex-prefeita de Arame, que teria realizado a alienação do veículo marca Toyota, modelo Hilux sem que se observassem formalidades legais, uma vez que não foi autorizada, por lei, para tal ato administrativo”, enfatiza o promotor de justiça.

Ainda de acordo com o MPMA, Pedro Hypólito de Lobo e Raimundo José Silva contribuíram para a ilegalidade, porque foram os beneficiários diretos da alienação irregular.

Deixe uma resposta