PGJ pede afastamento do prefeito de Imperatriz, Assis Ramos

O Ministério Público Estadual encaminhou para o presidente da Câmara Municipal de Imperatriz o pedido de afastamento do prefeito Assis Ramos pela não prestação de contas de recursos públicos oriundos da saúde, dinheiro público referente a um quadrimestre do ano de 2019.

De acordo com informações, o pedido foi feito pela Procuradora Geral de Justiça do Estado do Maranhão. A população de Imperatriz até hoje (30) não recebeu informações acerca da prestação de contas dos 43 milhões de reais, destinadas à saúde do município. Essa situação virou notícia nacional na qual o ex-vereador presidente, José Carlos Soares, e o Deputado Federal Hildo Rocha, apresentaram uma denúncia do sumiço desse dinheiro.

 

Deixe uma resposta