Geral

Professora vendia drogas dentro de escola, em Santa Luzia do Paruá

A prisão foi registrada na tarde desta segunda-feira (26), em Santa Luzia do Paruá. Além da prisão da professora, um comparsa também foi preso. A professora Lucimara Sousa de Pinho Oliveira (29 anos) é acusada de comercializar drogas para alunos dentro do próprio local de trabalho ou seja, uma escola pública de Santa Luzia do Paruá.

A Polícia Civil de Santa Luzia do Paruá vem fazendo um trabalho minucioso no combate ao tráfico de drogas na cidade. Maiores informações sobre o caso a qualquer momento.

A SEMED ainda não emitiu nenhuma nota oficial sobre o caso que deve ganhar novos contornos nas próximas 24 horas.

Cidade de verdade

MP investiga irregularidades na merenda escolar de Santa Luzia do Paruá

Considerando a atuação do Ministério Público para apurar os fatos referentes a algumas irregularidades denunciadas na Ouvidoria Geral do Ministério Público, entre as quais, má qualidade na prestação dos serviços de Alimentação Escolar por parte do Município de Santa Luzia do Paruá.

 O Ministério Público instaurou um inquérito civil  com o objetivo de apurar supostas irregularidades na prestação dos serviços de Alimentação Escolar por parte do Município de Santa Luzia do Paruá/MA, durante os exercícios de 2017 e 2018, devendo para tanto serem procedidas as diligências necessárias como envio de Recomendação, realização de Termo de Compromisso de Ajustamento de Conduta (TAC), ajuizamento de Ação Civil Pública, de Improbidade Administrativa ou outras medidas judiciais. 

O MP ainda solicitou que as empresas arroladas nos processos licitatórios forneçam ao órgão notas fiscais recebidas e emitidas, comprovante de recolhimento do FGTS, INSS, ISS, etc; comprovantes de pagamentos recebidos, em relação aos contratos firmados com a Prefeitura de Santa Luzia do Paruá. 

 As empresas D W COSTA MENDES e COMERCIAL GLOBAL EIRELI (DENILSON WYDS COSTA MENDES – tiveram um prazo de 10 dias para fornecer os documentos ao MP. 

Ex-prefeito de Santa Luzia do Paruá é condenado por omitir gastos com verbas da educação

O Ministério Público Federal (MPF) no Maranhão conseguiu na Justiça a condenação do ex-prefeito do município de Santa Luzia do Paruá (MA), José Nilton Marreiros Ferraz , por conta da omissão na prestação de contas relativas às verbas do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e Valorização do Magistério (Fundeb), da Assistência Farmacêutica, da Atenção Básica, Investimento e Vigilância em Saúde, e também do Serviço Único de Assistência Social, e 2012.

De acordo com o MPF, na qualidade de agente público cabe ao gestor do município administrar qualquer recurso liberado durante a sua gestão e prestar contas. A omissão atenta contra os princípios da legalidade, moralidade e da publicidade administrativa e causa prejuízo à sociedade, sobretudo pela falta de transparência na utilização dos recursos públicos.

Diante disso, a Justiça Federal determinou que José Nilton Marreiros Ferraz tenha os direitos políticos suspensos pelo prazo de cinco anos e seja proibido de contratar com o Poder Público ou receber benefícios fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, pelo prazo de três anos. Além disso, deve pagar multa civil no valor correspondente de R$ 10.000,00.

VÍDEO! Vendedor de peixe é expulso de praça por funcionários da prefeitura de Santa Luzia do Paruá

Um vídeo enviado ao blog do Werbeth Saraiva mostra fiscais da prefeitura de Santa Luzia do Paruá retirando um vendedor de peixe de um dos pontos da praça da cidade.
O vendedor que trabalha diariamente para manter o sustento da família foi obrigado a se retirar do local por ordens de funcionários do prefeito da cidade Plácido Holanda.

O município de Santa Luzia do Paruá aparece hoje como um dos mais mau administrado do Maranhão, o índice de rejeição da atual gestão é altíssimo.

Para se ter uma ideia do caos que se encontra o município, funcionários estão com salários pendentes na prefeitura ainda do primeiro ano da gestão.

A perseguição aos trabalhadores que lutam diariamente para sustentar suas famílias, deve ser visto como crime hediondo pelas autoridades.
Veja o vídeo:

Deputado Hemeterio Weba Participa de encontro em Santa Luzia do Paruá.

O deputado estadual Hemeterio Weba(PP), esteve participando de encontro político na noite deste último sábado(09), no município de Santa Luzia do Paruá na região do Alto Turí.

Na ocasião foram discutidos assuntos relacionados ao município. Esteve presente o Deputado Federal Cléber Verde(PRB), o vereador Dequinha, os Líderes políticos Wavá da Pinherense e Narcizo e várias lideranças políticas locais.

No evento o grupo apresentou os deputados que são pré-candidatos para reeleição.
“Vamos apoiar os deputados nas eleições 2018, O deputado Hemeterio Weba é da nossa região, nosso vizinho e sempre está por aqui e nunca mediu esforços para trabalhar pelo povo da região do Alto Turí” declarou o Vereador Dequinha e as lideranças políticas.

Corregedoria geral de justiça realiza visita na comarca de Santa Luzia do Paruá

Como parte do Programa de Enfrentamento à Taxa de Congestionamento Processual (PETCP), a comarca de Santa Luzia do Paruá (403 km de São Luís) recebeu, nestas terça-feira (5) e quarta-feira (6), visita estratégica da Corregedoria Geral da Justiça (CGJ-MA), com a presença do corregedor-geral da Justiça, desembargador Marcelo Carvalho Silva, dos juízes auxiliares Raimundo Bogéa e Kariny Reis e equipe de servidores. Santa Luzia do Paruá foi a décima primeira comarca a receber a visita de avaliação do corregedor, com o objetivo de identificar as principais dificuldades no funcionamento dos serviços judiciais das unidades e buscar medidas de melhoria.

A comarca de Santa Luzia do Paruá está entre aquelas com maior acervo e distribuição mensal do Estado, atuando com mais de oito mil processos no acervo ativo e média de distribuição de 230 novas ações por mês. A comarca é titularizada pelo juiz Rodrigo Costa Nina e também atende aos termos judiciários de Presidente Médici e Nova Olinda do Maranhão. Em 2017, a vara única recebeu 2766 novos casos, julgou 2682 e baixou 2131 processos.

Durante a visita, o corregedor-geral e equipe conversaram com os servidores, que levantaram a necessidade de lotação de mais servidores na unidade; construção de Salão do Júri; apoio para instalação da comarca de Olinda Nova do Maranhão, entre outros. “Ressaltamos o esforço do magistrado e equipe de servidores na organização dos trabalhos da unidade, diante do alto volume processual e distribuição”, observou.

O desembargador Marcelo Carvalho Silva entregou aos servidores o Programa de Enfrentamento à Taxa de Congestionamento Processual (PETCG) da CGJ-MA e Plano de Ações, contendo relatório com a situação identificada durante a visita e ações inicialmente propostas para otimização da gestão processual. Os documentos serão repassados ao juiz Rodrigo Nina, em gozo de férias.

Entre as ações, estão o deslocamento de equipes para realização das atividades de cumprimento de atos judiciais; práticas para melhor acompanhamento de prazos processuais e melhor fluidez no desenvolvimento do trâmite processual e observação da Recomendação N° 02/2018 da CGJ-MA, que dispõe sobre a utilização das plataformas digitais e disponibilização de servidor para prestar esse atendimento ao público.

Acorda Ministério Público! Motoniveladora doada pelo governo está sendo “desmanchada” em Santa Luzia do Paruá

Não se sabe onde vai parar os excessivos desmandos na gestão Plácido Holanda em Santa Luzia do Paruá, a “coisa” por lá anda pior do que podemos imaginar,além de atrasar salários de servidores, deixar o município um caos, o sem limite Plácido Holanda se ver “cego” ou conivente com “desmanches” que vem acontecendo em equipamentos doados pelo governo federal e estadual ao município, no começo do ano o governo do Maranhão concedeu ao município, uma “motoniveladora” essa que avaliada em mais de meio milhão de reais, está “jogada” em um pátio do município, sem os pneus que segundo denúncia dos  próprios moradores foram retirados e colocados em um maquinário do próprio prefeito, e absurdo e mais absurdo que precisa ser apurado pelo Ministério Público, que por sinal está acomodado no município, são inúmeras as denúncias de salários atrasados, negligência em atendimentos de saúde além de outras coisas imorais, não se ver uma ação que mostre que o Ministério Público local está preocupado com a situação do município, é preciso que o órgão corregedor enviei um alerta para Santa Luzia, faça “acordar quem está dormindo” e se recusando em ver a bandalheira que está a administração de Santa Luzia do Paruá.

IMORALIDADE E MAIS IMORALIDADE

Além de várias suspeitas de fraudes em licitações, até direcionamento de licitação pode existir no município.

O Ministério Público cadê ?

Veja abaixo uma denúncia que fala diretamente sobre o caso dos desmanches dos veículos doados ao município;

Empresa doadora de campanha faturou mais de R$ 4 milhões em Santa Luzia do Paruá na Gestão Eunice Damasceno

A doação de campanha eleitoral é uma nova modalidade de faturar milhões com prefeituras. E essa realidade se destacou como um milagre da multiplicação em Santa Luzia do Paruá, quando administrada por  Eunice Boueres Damasceno.

Em forma de agraciar a empresa que doou apenas R$ 10 mil reais, a prefeita contratou a Distribuidora de Medicamentos Maximus Ltda., por mais de R$ 4 milhões chamando atenção dos órgãos federais pela exorbitância das cifras.

Luiz Tarquino Pereira Cruz, proprietário da empresa agraciada, ganhou quatro contratos, sendo um de quase R$ 2 milhões, outros de R$ 483, R$ 892 e R$ 731 mil reais.

Pelo visto foi ótimo fazer negócios com a então prefeita Eunice, onde uma simples doação de R$ 10 mil se reverteu em milhões em contratos.

Um prato cheio para Polícia Federal, que quase 2 anos depois nunca se pronunciou….

 

 

Apoio do deputado Weverton Rocha garante retroescavadeira para o município de Santa Luzia do Paruá e outros municípios…

Weverton destaca parceria entre Governo do Maranhão e parlamentares

“Tenho dito, de forma repetida, que a receita para enfrentar esta crise é justamente a parceria entre o Governo do Maranhão, deputados estaduais, federais e prefeitos”, disse o deputado federal Weverton (PDT), nesta terça-feira, 16, no Palácio dos Leões, durante a entrega de 10 patrulhas agrícolas e quatro retroescavadeiras para 12 municípios maranhenses que integram os programas Agropolos e Mais Produção, desenvolvidos pela administração estadual.

Fazendo uma menção ao ano de Copa do Mundo, o parlamentar disse que o governador Flávio Dino (PCdoB), como bom técnico de um time, tem feito o enfrentamento dessa fase com muita competência. E destacou que esta é mais uma ação concreta em apoio à agricultura familiar dos municípios e, consequentemente, do estado.

A aquisição das retroescavadeiras foi possível graças às emendas dos deputados federais Weverton (PDT), André Fufuca (PP), Zé Reinaldo (PSB) e Vitor Mendes (PSD). Elas foram entregues aos municípios de Balsas, Alcântara, Santa Luzia do Paruá e Grajaú. Os municípios beneficiados com as patrulhas foram Fortuna, Vila nova dos Martírios, São João Batista, Benedito Leite, Fortaleza dos Nogueiras, Alto Parnaíba, Tasso Fragoso, Grajaú, Humberto de Campos e Santa Luzia do Paruá.

Durante a solenidade, o governador Flávio Dino falou que essa parceria tem sido fundamental na conquista de avanços para o estado: “No bom debate, em que não se falseiam dados, nós comparecemos com muita serenidade, porque temos êxitos a apresentar a partir da formatação de uma estratégia de governo que prima pelo desenvolvimento”.

  • Blogs

  • Links Últeis

  • Contato

  • Facebook

  • Twitter