URGENTE! Dino manda para AL votar reforma da Previdência do MA que aumenta contribuição dos servidores

Chegou na Assembleia Legislativa do Maranhão nesta terça-feira (19), a mensagem governamental nº 104 / 2019 em que trata da Reforma da Previdência estadual.
A carta Politica

Chegou na Assembleia Legislativa do Maranhão nesta terça-feira (19), a mensagem governamental nº 104 / 2019 em que trata da Reforma da Previdência estadual. Foi apresentado o Projeto de Lei Complementar que dispõe sobre o cumprimento, no Estado do Maranhão, do disposto na Emenda Constitucional nº 103, de 12 de novembro de 2019, à Constituição.

Segundo a proposta, a maioria dos funcionários públicos estaduais – que recebe entre R$ 2.000,01 e R$ 3.000,00 e atualmente paga alíquota de 11% -, passará a pagar 12%.

O projeto também aumenta a contribuição do Estado, mas reduz a alíquota de quem ganha até um salário mínimo, de 11% para 7,5%.

A estratégia do Governo era aprovar hoje, mas a votação deve ser adiada. Em breve mais informações.

“A política não deve ser encarada sob a lógica do inimigo e sim sob uma perspectiva pluralista”, diz Dino

Em entrevista à Revista IstoÉ desta semana, o governador Flávio Dino defendeu que o diálogo de modo livre e democrático é bom para o país. Ele exemplificou a articulação institucional dos governadores, que é uma tendência positiva do federalismo brasileiro.

Quando perguntado sobre se os estados nordestinos se unirão contra eventuais desmandos do governo Bolsonaro, Dino afirmou que “há um espírito de muita unidade na ação política e administrativa do Nordeste sobre diversos temas, sobretudo na busca de investimentos públicos e privados em favor dos nove estados da região”.

Ele destacou ainda que isso se verifica em outras regiões também. “Recentemente o consórcio Amazônia Legal teve um papel importante nessa interlocução com o governo federal em relação à gravíssima crise ambiental”, enfatizou.

Para o governador, essa é a diferenciação de pontos de vista que ajuda o Brasil. “Quanto mais discussão houver, de modo livre e democrático, melhor para o País. A política não deve ser encarada sob a lógica do inimigo e sim sob uma perspectiva pluralista”, disparou.

Blog do Jorge Vieira

No Maranhão desembargador aluga mansão por quase R$ 1 milhão ao governo do estado

Em meio à demora do conselheiro Edmar Serra Cutrim, do TCE (Tribunal de Contas do Maranhão), em apresentar um parecer sobre um processo que tramita na corte, em que é relator, sobre um dos mais famigerados casos de aluguel camarada, a gestão de Flávio Dino (PCdoB) no Palácio dos Leões fechou mais um contrato de locação de imóvel questionável.

Segundo revelou, nesta quinta-feira 29, a Folha do Maranhão, o mais novo aluguel foi fechado entre a SES (Secretaria de Estado de Saúde) e o desembargador Jamil Gedeon, do Tribunal de Justiça maranhense.

Pelos próximos 36 meses, a pasta deverá repassar mensalmente ao desembargador exatos 20,7 mil, perfazendo 745,2 mil no total, por uma mansão localizada na Alameda Mearim, 200, no bairro do Olho d’Água, em São Luís. No bairro já há um CER.

De acordo com o Portal da Transparência, ainda não houve pagamentos a Jamil Gedeon pelo aluguel, mas há R$ 156.630,00 já empenhados.

No imóvel, de acordo com o objeto do contrato, deveria estar funcionando um novo CER (Centro Especializado em Reabilitação e Tratamento) para pessoas com TEA (Transtorno de Espectro Autista).

Apesar de, segundo a Folha do Maranhão, o contrato ter sido celebrado desde maio, passados já três meses, o local está sem uso.

Imagens publicadas pela reportagem, e outras compartilhados pelo site com o ATUAL7, mostram, inclusive, que sequer há qualquer identificação que lá funciona ou que funcionará um novo CER. Nem mesmo uma placa de obras, que justificaria eventual adaptação do local para receber as pessoas com TEA, existe.

Atual7

Gestão Flávio Dino aluga por R$ 745,2 mil mansão de Jamil Gedeon

 

 

 

 

 

Em meio à demora do conselheiro Edmar Serra Cutrim, do TCE (Tribunal de Contas do Maranhão), em apresentar um parecer sobre um processo que tramita na corte, em que é relator, sobre um dos mais famigerados casos de aluguel camarada, a gestão de Flávio Dino (PCdoB) no Palácio dos Leões fechou mais um contrato de locação de imóvel questionável.

Segundo revelou, nesta quinta-feira 29, a Folha do Maranhão, o mais novo aluguel foi fechado entre a SES (Secretaria de Estado de Saúde) e o desembargador Jamil Gedeon, do Tribunal de Justiça maranhense.

Pelos próximos 36 meses, a pasta deverá repassar mensalmente ao desembargador exatos 20,7 mil, perfazendo 745,2 mil no total, por uma mansão localizada na Alameda Mearim, 200, no bairro do Olho d’Água, em São Luís. No bairro já há um CER.

De acordo com o Portal da Transparência, ainda não houve pagamentos a Jamil Gedeon pelo aluguel, mas há R$ 156.630,00 já empenhados.

No imóvel, de acordo com o objeto do contrato, deveria estar funcionando um novo CER (Centro Especializado em Reabilitação e Tratamento) para pessoas com TEA (Transtorno de Espectro Autista).

Apesar de, segundo a Folha do Maranhão, o contrato ter sido celebrado desde maio, passados já três meses, o local está sem uso.

Imagens publicadas pela reportagem, mostram, inclusive, que sequer há qualquer identificação que lá funciona ou que funcionará um novo CER. Nem mesmo uma placa de obras, que justificaria eventual adaptação do local para receber as pessoas com TEA, existe.

Do Atual 7

VERGONHA! Duarte Jr se posiciona sobre Caso Cajueiro mas não para defender as minorias

Deputado Duarte Jr é Flávio Dino

Demorou. Mas o presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias, deputado Duarte Jr (PCdoB), se pronunciou sobre o Caso Cajueiro.  Um dia depois dos moradores serem recebidos com bala de borracha na porta do Palácio dos Leões, o pré-candidato a Prefeito, Duarte, saiu em defesa do governador Flávio Dino (PCdoB).

O deputado postou uma nota do governo que tenta desmoralizar as manifestações legítimas. Titular da Comissão de Direitos Humanos, Duarte no mínimo deveria ter ficado ao lado dos manifestantes para pelo menos ouvi-los.

Mais uma bola fora de quem pretende ser prefeito de São Luís, inclusive da zona rural.

Documento comprova que WPR bancou parte da campanha de Flávio Dino

A empresa WPR, responsável pela ordem judicial de desapropriação e reintegração de posse da localidade de Cajueiro para construção de um Porto, doou R$ 272 mil reais para a campanha do governador Flávio Dino.

A informação foi confirmada pelo blog Werbeth Saraiva durante apuração na prestação de contas eleitorais de 2014. O cheque de doação foi depositado diretamente na conta do partido do governador, o PC do B.

A empresa WPR é subsidiária da WTorre, empreiteira paulista que, junto à chinesa CCCC, à Lyon Engenharia e ao Governo do Maranhão, quer construir um porto privado, o Porto São Luís, na Praia Parnauçu- uma das várias que subdividem o Cajueiro-, com a promessa de criação de 4 mil empregos diretos.

Veja abaixo o documento que comprova a doação.

 

WPR! Empresa que bancou com R$ 272 mil a campanha de Flávio Dino, expulsa moradores de comunidade

A empresa WPR Gestão de Portos e Terminais LTDA, ganhou na justiça o direito de desapropriar inúmeras pessoas que ocupavam a localidade Cajueiro (Vila Maranhão).

Para cumprir a decisão judicial a polícia do estado do Maranhão foi usada e levada ao local com aparato de guerra, crianças, mulheres grávidas, e idosos foram expulsos de suas moradias por determinação judicial que beneficiou a empresa WPR gestão de portos e terminais LTDA.

O deputado Welligtom do curso usou a tribuna da Assembleia Legislativa do Maranhão, para denunciar a empresa que doou R$ 272 mil para a campanha do governador Flávio Dino, Wellington chegou a dizer que Flávio dino pagou a dívida de campanha com o sangue da população do cajueiro, na reintegração.

Othelino acredita que novo momento politico do Brasil motivou conversa entre Sarney e Flávio Dino

Governador Flávio Dino e deputado Othelino Neto

O fato  que mais repercutiu essa semana  no Maranhão foi o encontro histórico entre dois adversários políticos. O governador Flávio Dino(PCdoB) e o ex-presidente da republica José Sarney(MDB).

“Hoje conversei com o ex-presidente José Sarney sobre quadro nacional. Apresentei a ele a minha avaliação de que a democracia brasileira corre perigo, em face dos graves fatos que estamos assistindo. Já estive com os ex-presidentes Lula e Fernando Henrique, com a mesma preocupação”,publicou o governador.

A polarização política  provoca os mesmos efeitos de  uma divisão celular. A partir dela, só mesmo a dinâmica da conjuntura vai definir os parâmetros de sobrevivência na cena política. Na nova célula, adversários ou mesmo inimigos, são obrigados a se unir ou ser engolidos pelo processo. 

O fato repercutiu hoje no plenário da Assembleia Legislativa do Maranhão. O presidente da casa, Othelino Neto(PCdoB) avaliou como positiva a conversa entre as duas lideranças no momento na busca de um novo caminho para a oposição ao governo Bolsonaro, já visando as eleições de 2022.

” O encontro entre o governador Flávio Dino e o ex-presidente Sarney é um ato de repercussão nacional. É com muita alegria de ver essa conversa. Essa quadra histórica do  Brasil, onde vivenciamos os problemas que estamos enfrentando. Com a falta de perspectiva de solução, ela requer que os políticos responsáveis, dialoguem e conversem. Espero que encontremos saídas menos traumáticas possíveis para nosso país. Essa conversa extrapola as diferenças políticas locais. Quando um e outro, com a importância política que cada um tem, se dispõe a convergir e deixar as questões paroquias de lado  e discutir as o Brasil , isso é razão de satisfação para todos nós, “enfatizou o presidente num aparte do deputado Roberto Costa(MDB).

 

Deputados aliados do governo querem saída de Portela do comando da SSP-MA

Jefferson Portela

Em meio a novas revelações de suposta espionagem determinada pelo secretário da Segurança Pública, delegado Jefferson Portela, a desembargadores do Tribunal de Justiça do Maranhão, deputados e até aliados próximos de Flávio Dino. Os parlamentares querem de qualquer forma o desligamento de Portela do comando da SSP-MA.

Um bloco de deputados da base do governador se mobilizam para pedir  antecipadamente a saída do comandante da SSP-MA. Os parlamentares não escondem de ninguém, o incômodo causado com as revelações dos delegados Bardal e Ney Anderson.

Karen Barros é exonerada do Procon, Carlos Sérgio assume

Flávio Dino e Carlos Sérgio Barros

A advogada Karen Barros não é mais a presidente do Procon-MA.

Ela foi substituída na tarde desta sexta-feira (3) pelo também advogado Carlos Sérgio.

Advogada Karen

Karen foi informada da exoneração pelo próprio governador Flávio Dino (PCdoB), durante reunião no Palácio dos Leões.

O governador convidou o advogado Carlos Sérgio Barros, que tem vasta experiência no direito público com reconhecida e respeitada atuação nas áreas dos direitos Administrativo e Eleitoral,  para assumir o comando da pasta.  

Na tarde da última sexta-feira (03), o advogado Carlos Sérgio aceitou o convite, mas pediu mais alguns dias antes de assumir a missão. Ele precisa ajustar com os sócios alguns detalhes da administração do seu concorrido escritório de advocacia, que leva seu nome, Carlos Sérgio de Carvalho Barros Advogados Associados, antes de se dedicar ao Governo do Maranhão. A mudança, portanto, deverá ocorrer nos próximos dias.

Com a escolha do novo titular, o governador opta por manter o Viva/Procon sob gestão técnica. Todos os antecessores eram advogados, inclusive a atual titular, e esse perfil foi essencial para que a escolha recaísse sobre o advogado Carlos Sérgio, que não é político, embora conviva com muitos políticos que são clientes de seu escritório.

Na sexta pela manhã o governador já tinha efetivado duas mudanças, em concorrida solenidade no Salão de Atos do Palácio dos Leões. Na presidência da Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico do Maranhão (FAPEMA) saiu o professor Alex Oliveira e tomou posse hoje o professor André Santos, do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IFMA). Já na Fundação da Criança e do Adolescente do Maranhão (FUNAC), saiu Elizangela Cardoso e assumiu Sorimar Sabóia, que já integrava a equipe do órgão.