Vereadores do município de Paulo Ramos exigem do prefeito transferência de gastos com o coronavírus

Vereadores do município de Paulo Ramos devem apertar o cerco e exigirem do prefeito, Deusimar Serra Silva, a divulgação dos gastos das compras de remédios, instrumentos e equipamentos de proteção individual para o combate a Covid-19.

De acordo com informações, o gestor teria feito uma compra de dois lotes de “cloroquina, azitromicina e zinco”, mas o segundo lote dos remédios chegou em uma quantidade remota.

A Prefeitura de Paulo Ramos recebeu R$ 312 mil do Governo Federal para combater o coronavírus, mas até agora não há informação sobre os gastos da administração.

Só para se ter uma noção, a prefeitura não divulgou nem a quantidade de kits de remédio que foram comprados para o tratamento da doença.

Na amanhã dessa sexta-feira (22), os vereadores do municipio devem apresentar um pedido na Sessão para que a secretária de saúde, Rosana Almeida, esclareça à Câmara onde está o dinheiro.

Crime: revoltada, policial militar desabafa após sofrer assédio sexual e perseguição na própria corporação

Após sofrer assédio sexual e perseguição no 3° Batalhão da Polícia Militar do Maranhão, em Imperatriz, a policial militar Tatiane Alves de Lima, desabafou em suas redes sociais sobre não ter mais condições de continuar na instituição.

A policial afirma, revoltada, que, por não ceder ao assédio sexual dos seus superiores, foi afastada de suas atividades no policiamento motorizado e, ainda por cima, presa duas vezes. Em um vídeo, Tatiane pede até mesmo para ser exonerada do cargo por não conseguir mais conviver com essa situação que é, no mínimo, vergonhosa.

VIOLÊNCIA CONTRA MULHERES

O coronel Marco Antônio Terra foi acusado, em 2017, de ter cometido agressão dentro do quartel contra uma policial militar, com quem mantinha relacionamento amoroso.

Apesar de grande parte da violência sofrida ter sido documentada por câmeras de segurança nas proximidades do quartel, o acusado nunca foi punido pelo crime.

Até hoje à vítima passa por tratamentos psicológicos e perseguições dentro da corporação, segundo informações. Existem muitos outros casos relatados por policiais femininas que, por medo de reprimidas, agredidas e prejudicadas no próprio serviço, acabam não denunciando os agressores.

De tão frequentes, os assédios sexuais e morais contra as policiais militares brasileiras já viraram até mesmo tema de uma pesquisa do Fórum Brasileiro de Segurança Pública e da Fundação Getúlio Vargas. Outros levantamentos apontam que 40% das policiais já sofreram algum tipo de assédio ou perseguição.

Maranhão aparece em 5° lugar no Ranking da Transparência em Contratação Emergenciais

De acordo com o portal do Ranking da Transparência em Contratação Emergenciais, o Maranhão aparece em 5° lugar entre os 26 estados e o Distrito Federal como uma das federações que mais informou sobre as contratações emergenciais.

O resultado é uma pontuação de 0 a 100 em que os mais transparentes são aqueles que mais se aproximam da nota máxima. O estado aparece atrás somente do Espírito Santo, 1° colocado (94,4 pontos), Distrito Federal, em 2° (88,6 pontos), Goiás em 3° (84,8 pontos) e Paraná em 4° (81.0 pontos), todos avaliados com “ótimo” desempenho.

O Maranhão aparece em 5° lugar ao lado do Ceará com 73,4 pontos, avaliado pela instituição como “bom”. São Paulo e Roraima tiveram os piores índices com 27,8 e 22,1 pontos, respectivamente.

Oposição entrega pedido impeachment de Bolsonaro à Câmara de Deputados

Partidos da oposição protocolaram na manhã de hoje (21), um pedido de impeachment do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) à Câmara dos Deputados.

Esse é o primeiro pedido de impeachment no qual partidos se juntam —outros foram entregues, mas por iniciativas individuais de parlamentares – para exigir a saída do presidente.

O documento entregue à Câmara acusa Bolsonaro de cometer crimes de responsabilidade, atentar contra a saúde pública e arriscar a vida da população pelo comportamento à frente da pandemia do coronavírus, dentre outros crimes.

PT, PCdoB, PSOL, PCB, PCO, PSTU e UP e mais de 400 entidades e movimentos sociais, como o MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto) e a Articulação dos Povos Indígenas do Brasil assinam o pedido de impedimento do presidente.

Ué?! 19 mil mortes e Flávio Dino está cedendo aos empresários?

Apesar da rápida evolução do novo coronavírus e o registro de mais de 19 mil mortes no Brasil, o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), não está resistindo à pressão dos empresários e pretende, por meio de um decreto, flexibilizar a reabertura do comércio.

O Ministério Público do Maranhão e o Ministério Público Federal precisam se manifestar sobre essa atitude, no mínimo, duvidosa por parte do governador, uma vez que o mesmo aconteceu recentemente com o prefeito de Imperatriz Assis Ramos, que terá que prestar esclarecimento à justiça por flexibilizar no município o funcionamento de alguns estabelecimentos.

Vale lembrar que nesta semana o Governador também flexibilizou o uso de cloroquina (remédio de eficácia não comprovada pela ciência para tratamento da Covid-19), para pacientes contaminados pelo vírus em estado leve da doença.

O questionamento é: Flávio Dino, Bolsonaro estava certo?

Prefeito de Lajeado Novo, Raimundinho Gomes Barros, contrata empresa de obras por mais de 1 milhão de reais

Diante de uma péssima gestão e falta de estrutura adequada em que passa da assistência à população, o município de Lajeado Novo é gerido pelo prefeito Raimundinho Gomes Barros, que agora resolveu gastar uma fortuna que, segundo ele, vai ser investida em pavimentação em bloquetes de vias urbanas.

O Diário Oficial registrou que a prefeitura de Lajeado Novo contratou a empresa IMPERCOMEX CONSULTORIA LTDA por exatos: R$ 1.032.997,26 (Um Milhão, Trinta e Dois Mil, Novecentos e Noventa e Sete Reais e Vinte e Seis Centavos).

A empresa tem sede no município de Imperatriz – MA, e está localizada no bairro Nova Imperatriz, na Rua São Paulo e pertence ao empresário Emerson Maxime Nogueira Fernandes.

Ainda de acordo com o Diário Oficial, o objeto do contrato seria os serviços de pavimentação em bloquetes de vias urbanas, no município. O contrato foi assinado pelo secretário Infraestrutura Sr. Edvan da Mota bandeira e pelo proprietário da empresa.

O Ministério Público e demais órgão de fiscalização precisam investigar esse contrato, já que a população relata que os serviços de pavimentação na cidade são de péssima qualidade e as melhorias não chegam no município.

Veja o contrato!

PREFEITURA MUNICIPAL DE LAJEADO NOVO – MA EXTRATO DO CONTRATO Nº 015.01.2020-CPL / TOMADA DE PREÇO: Nº 002/2020-CPL. CONTRATANTE: Prefeitura Municipal de Lajeado Novo – MA, CNPJ/MF 01.598.548/0001-48; CONTRATADO: IMPERCOMEX CONSULTORIA LTDA, CNPJ/ MF nº 23.246.740/0001-08; OBJETO: Contratação de empresa para pavimentação em bloquetes de vias urbanas, no município de Lajeado Novo – MA; VALOR TOTAL DO CONTRATO: R$ 1.032.997,26 (Um Milhão, Trinta e Dois Mil, Novecentos e Noventa e Sete Reais e Vinte e Seis Centavos); VIGENCIA: 31 de Dezembro de 2020; FUNDAMENTO LEGAL: Lei nº 8.666/1993; Tomada de Preço nº 002/2020 – CPL; RECURSOS ORÇAMENTÁRIOS: 1001 – Secretaria Municipal de Infra Estrutura , Obras, Meio Ambiente e Transportes / 15.451.0021.1.037 – Recuperação de Vias Públicas do Município; 4.4.90.51.00 – Obras e Instalações; SIGNATÁRIOS: Pelo CONTRATANTE: Ordenadores de Despesas: o Srº EDVAN DA MOTA BANDEIRA, brasileiro, casado, portador do RG n° 000034135594-1 SSP/MA e CPF n° 731.523.403-97, residente e domiciliado na Av. Central, nº 68 – Povoado Passagem Boa, no município de Lajeado Novo – MA e a Srª MARIA JOSÉ GOMES BARROS, brasileira, viúva, portadora do RG n° 040000262010-6 SSP/MA e CPF n° 126.152.343-15, e pelo CONTRATADO: IMPERCOMEX CONSULTORIA LTDA, inscrita no CNPJ/MF nº 23.246.740/0001-08, com sede Rua São Paulo, nº 856- Sala 02 – Bairro: Nova Imperatriz, no município de Imperatriz – Ma, representada pelo Srº Emerson Maxime Nogueira Fernandes, portador da cédula de identidade nº 000119639799-3 SSP/MA e CPF nº 009.610.243- 80; TRANSCRIÇÃO: Rosenir Oliveira Batista – Presidente da CPL; Extrato Publicado no Mural da Prefeitura Municipal Em 06/03/2020

Prefeito de Imperatriz é proibido de barrar entradas de órgãos fiscalizadores nos hospitais do município

O Ministério Público determinou que o prefeito de Imperatriz, Assis Ramos, e a secretária de saúde, Mariana Jales Sousa, determine imediatamente à Direção do Hospital Municipal de Campanha de Imperatriz e de todo e qualquer estabelecimento de saúde da cidade, que permita a entrada dos representantes da Secretaria de Estado da Saúde do Maranhão (SES) a qualquer momento, a fim de avaliar as condições dos estabelecimentos, como o fluxo de atendimento, número de leitos, equipamentos e qualquer outra questão sanitária.

O Ministério Público teve conhecimento de um agendamento de visita da Gestora Regional de Saúde em Imperatriz, Antônia Iracilda e Silva Viana, e do Médico, Dr. Rodrigo Lopes da Silva, a fim de avaliar as questões de organizações do fluxo de pacientes durante a terrível pandemia do novo coronavírus, mas foram barrados pela secretária de saúde, Mariana Jales Sousa, que foi pega de surpresa e resolveu dificultar a fiscalização.

A instituição destaca que no atual momento não se pode dar ao luxo de perder tempo com burocracias inteiramente sem sentido, diante da grave evolução dessa doença, e não pode jamais impedir a entrada de autoridades sanitárias do Estado do Maranhão em seus estabelecimentos de saúde, e vice-versa.

Caso descumpra a determinação, o prefeito e secretária responderão por suas atitudes.

Urgente: PF prende em flagrante 3 homens após saque indevido de mais de 26 mil do auxílio emergencial

A Polícia Federal no Maranhão formalizou a prisão em flagrante de três homens nesta quarta-feira (20), após o saque indevido de R$ 26.054,55 (vinte e seis mil, cinquenta e quatro reais e cinquenta e cinco centavos). O valor corresponde ao Auxílio Emergencial do Governo Federal pago por conta da pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

Os indivíduos foram conduzidos a Superintendência Regional da Polícia Federal no Maranhão por policiais militares, quando foram surpreendidos na posse de 238 (duzentos e trinta e oito) cartões do Bolsa Família, em nome de diversas pessoas. A prisão agência da Caixa Econômica Federal, localizada na Praça João Lisboa, no Centro de São Luís.

Os indivíduos devem ser indiciados pelo crime de estelionato previsto no art. 171, § 3º, do Código Penal Brasileiro.

Edilázio denuncia perseguição de Flávio Dino a manifestantes no MA

Edilázio Júnior

O deputado federal Edilázio Júnior (PSD) denunciou em sessão remota da Câmara Federal, perseguição do Governo Flávio Dino (PCdoB) a maranhenses que decidiram organizar um protesto contra a gestão comunista.
Ele falou sobre a intimação de nove pessoas na Superintendência Especial de Investigações Criminais (Seic), após os mesmos organizarem num grupo de whatsapp uma manifestação que teria como tema “Fora, Flávio Dino”.
A intimação para depoimento dos manifestantes ocorreu na segunda-feira.
“O governador do Maranhão talvez seja o que mais perseguiu na história do país. Para citar como exemplo, ontem nove pessoas foram depor só porque tiveram a audácia, em um grupo de whatsapp, de tentar organizar uma carreata em protesto ao governador Flávio Dino. As nove pessoas foram intimadas e assim tem acontecido com blogueiros, jornalistas e políticos que não rezam a cartilha comunista”, disse.
Clique e assista.

Miranda do Norte: Secretário afirma que novo decreto respalda o município para agir de forma coercitiva e repressiva

Toque de recolher e lei seca são algumas medidas de isolamento social mais rígidas adotadas no município de Miranda do Norte.

A ação se dá por conta do aumento do número de casos confirmados de contaminação pela Covid-19.

De acordo com o Secretário Municipal de Meio Ambiente, Pedro Carvalho, infelizmente as medidas são amargas, mas precisam ser cumpridas. A força tarefa que conta com a Polícia Civil e Militar, agentes de Vigilância Sanitária, Vigilância Endemiológica, está preparada e respaldada legalmente para agir de forma coercitiva e repressiva caso seja necessário.