Toca serra quer que PF e MPF investiguem gestão de Antônio Borges, em Pedro do Rosário

Em discurso realizado nesta quarta-feira (05), na Assembleia Legislativa do Maranhão, o deputado estadual Toca Serra solicitou à Polícia Federal e ao MPF que investiguem uma série de irregularidades relacionadas com a prefeitura da cidade de Pedro do Rosário.

De acordo com o parlamentar, com a proximidade das eleições, o prefeito Raimundo Antônio estaria usando a máquina pública de forma ilegal, para se promover. “Promover de que forma, deputado Toca Serra? Comprando as pessoas, empregando, pegando o cartão das pessoas batendo foto e dizendo que vai colocar dinheiro nas contas”, denunciou.

No seu discurso, o deputado fez um apelo para que o gestor cuidasse melhor da população durante a pandemia do coronavírus.

“Eu quero fazer um pedido ao prefeito do município de Pedro do Rosário, para que ele cuide das vidas que estão ali se perdendo, das pessoas que estão infectadas pela pandemia. Se não me falhe a memória, são mais de 4 milhões que já vieram para Pedro do Rosário, mas nada foi investido diante da pandemia para poder salvar a vida das pessoas”, afirmou o deputado Toca Serra.

Por fim, o deputado destacou que a cidade está abandonada e que o prefeito está preocupado somente com as eleições municipais.

“Chamo a atenção do Ministério Público para que venha investigar e também faço um pedido especial à instituição da Polícia Federal para que venha investigar Pedro do Rosário e veja onde está sendo investido tanto recurso que já foi depositado nos cofres públicos daquela cidade. Então, eu peço mais uma vez que o Ministério Público e a Polícia Federal investiguem para ver onde está sendo investido tanto recurso que já veio para o nosso município”, concluiu.

Obras eleitoreiras: prefeito de São Luís Gonzaga, Dr. Junior, sela contrato de quase R$ 1 milhão e meio

Em São Luís Gonzaga do Maranhão, o prefeito Dr. Junior contratou a JRL serviços por valores que se aproximam de R$ 1 milhão e meio. De acordo com informações obtidas no Diário Oficial, a empresa foi contratada para prestar os serviços de recuperação de estradas vicinais.

O contrato acontece no momento em que o gestor tenta desesperadamente realizar obras que deveriam ter sido realizadas no início da sua gestão, mas que simplesmente foram retardadas.

Agora com a proximidade das eleições municipais, Dr. Junior corre contra o tempo para tentar ludibriar mais uma vez a população com obras eleitoreiras.

A empresa JRL serviços que é de propriedade do Sr. Jaires Lima da Silva, está locada no município de Pindaré Mirim e foi contratada por exatos R$ 1.405.999,49, o contrato foi assinado entre as partes no dia 28 de abril de 2020 desse ano.

Prefeita de Santo Amaro, Luziane Lisboa, e o deputado federal Aluísio Mendes descumpre decreto municipal

Em Santo Amaro, a prefeita Luziane Lisboa em companhia do deputado federal Aluísio Mendes quebraram todos os protocolos dos órgãos sanitários de saúde para realizarem no povoado Cocal um evento para a pré-candidatura a prefeito do seu vice, Zé Hernani.

Sem máscaras, aglomerados e mantendo contato direto com a população, a comitiva cumprimentou os moderadores do povoado onde foi registrado um dos maiores números de casos de infecção pelo novo coronavírus.

De acordo com imagens que foram publicadas pelo próprio grupo político, ficou bastante evidente que todos estavam sem máscaras. Em Santo Amaro, a própria prefeita baixou um decreto em que obriga a população a fazer o uso de máscaras em lugares públicos, mas ela mesmo descumpriu.

 

Secretário de Administração de Santa Rita está foragido da polícia

Um mandado de prisão temporária foi emitido contra o secretário municipal de Administração e Finanças de Santa Rita, Amaury Silva Santos Araújo, que se encontra foragido. O pedido de prisão preventiva deve-se à operação Falsa Esperança, deflagrada pela Polícia Federal, que investiga indícios de superfaturamento de equipamentos de proteção individuais (EPI’s) e de simulação na compra de respiradores pulmonares que nunca foram entregues apesar do pagamento.

Em breve, novas informações no blog.

Condutores de veículos se organizam para manifestação contra as péssimas condições da MA-206

Revoltados com as péssimas condições da MA-206 que liga o município de Codó à Coroatá, os moradores da região estão decididos em realizar uma manifestação e obstruir a via para chamar atenção do governador Flávio Dino e de políticos locais que se calam diante da situação.

A manifestação está sendo programada para essa semana, sendo organizada por condutores de veículos (principalmente os que trabalham com lotação). O dia exato ainda não foi divulgado pela organização do manifesto.

De acordo com os manifestantes, eles alegam que todos os dias, estão enfrentando dificuldades para trafegar em meio à buraqueira horrível que se alastra por toda a MA-026, causando muitos prejuízos aos veículos.

PF diz que prefeituras de Hilton Gonçalo e esposa usaram recurso da saúde para compra de equipamentos que nunca foram entregues

As prefeituras de Santa Rita e Bacabeira, comandadas respectivamente por Hilton Gonçalo e sua esposa, Fernanda Gonçalo, estão sendo investigadas em operação da Polícia Federal. Chamada de Falsa Esperança, a operação foi deflagrada com a finalidade de desarticular associação criminosa voltada a fraude em licitações e desvio de recursos públicos federais, que seriam usados no enfrentamento do novo coronavírus (COVID-19).

Segundo a PF, estão sendo verificados nas prefeituras indícios de superfaturamento de equipamentos de proteção individuais (EPI’s) e de simulação na compra de respiradores pulmonares, que apesar do pagamento antecipado pelas gestões de ambos os municípios nunca foram efetivamente entregues.

Segundo a PF, todas as aquisições foram realizadas com uma única empresa, sediada na cidade de Paço do Lumiar/MA, que nunca havia atuado no ramo médico hospitalar. A investigação revelou que a empresa não tinha nenhum empregado e atuava com a comercialização de acessórios para instalação de aparelhos de ar-condicionado e de energia solar. A empresa tinha um total de 69 atividades secundárias, que variavam desde a confecção de vestuário, segurança privada e até produção musical.

Policia Federal desarticula associação criminosa voltada a fraude em licitações e desvio de recursos públicos

A Polícia Federal, por meio da Delegacia de Repressão a Corrupção e Crimes Financeiros – DELECOR/MA, com o apoio da Controladoria Geral da União – CGU, deflagrou na manhã desta quarta-feira, dia 05 de agosto de 2020, a Operação “FALSA ESPERANÇA”, com a finalidade de desarticular associação criminosa voltada a fraude em licitações e desvio de recursos públicos federais, que seriam usados no enfrentamento do novo coronavírus (COVID-19), nos municípios de Bacabeira/MA, Santa Rita/MA e Miranda do Norte/MA.

Durante a investigação, foram verificados indícios de superfaturamento de equipamentos de proteção individuais (EPI’s) e de simulação na compra de respiradores pulmonares, que apesar do pagamento antecipado pelas prefeituras de Bacabeira/MA, Santa Rita/MA e Miranda do Norte/MA, nunca foram efetivamente entregues.

Todas as aquisições foram realizadas com uma única empresa, sediada na cidade de Paço do Lumiar/MA, que nunca havia atuado no ramo médico hospitalar. A investigação revelou que a empresa não tinha nenhum empregado e atuava com a comercialização de acessórios para instalação de aparelhos de ar-condicionado e de energia solar. A empresa tinha um total de 69 atividades secundárias, que variavam desde a confecção de vestuário, segurança privada e até produção musical.

Cerca de 50 (cinquenta) policiais federais cumprem 04 (quatro) Mandados de Prisão Temporária, e 13 (treze) Mandados de Busca e Apreensão, além do sequestro de bens e bloqueio de contas dos investigados, tendo as ordens judiciais sido determinadas pela 1ª Vara Federal de São Luís/MA.

Se confirmadas as suspeitas, os investigados responderão pelos crimes de peculato (Art. 312, caput, do CPB), falsidade ideológica (Art. 299, do CPB), fraude em processo licitatório (Art. 90 da Lei nº 8.666/93), superfaturamento na venda de bens (Art. 96, I da Lei nº 8.666/93) e associação criminosa (Art. 288 do CPB).

As ordens judiciais foram cumpridas em 06 cidades do Maranhão (São Luís, São José do Ribamar, Paço do Lumiar, Bacabeira, Santa Rita e Miranda do Norte). A Operação foi denominada “FALSA ESPERANÇA” em referência a expectativa criada na população dos municípios de Bacabeira/MA, Santa Rita/MA e Miranda do Norte/MA de que as gestões municipais teriam adquirido de forma lícita equipamentos contra a COVID-19, e que, ao fim, nunca chegaram a ser efetivamente entregues.

Prefeito de Paulo Ramos, Deusimar Serra, se irrita com família de professora que se nega a votar nele

Próximo das eleições municipais de 2020, o desesperado prefeito do município de Paulo Ramos, Deusimar Serra, foi cobrar apoio político no Povoado Cassiano de Freitas a uma professora que ele havia promovido recentemente. O fato é que a família da educadora declarou que não vai apoiar o mandatário. Ele se revoltou com a negação e gerou um incidente que só não evoluiu para coisa pior, porque o esposo da senhora resolveu acalmar os ânimos.

De acordo com informações, o prefeito protestou com ódio diante da negação do pedido de voto, como se fosse uma obrigação da família apoiá-lo diante do “favor” oferecido a professora. O clima ficou ainda mais tenso quando o prefeito resolveu atacar verbalmente “um advogado”, o prefeito de Timon, Luciano Leitoa, e o deputado estadual, Rafael Leitoa, por estarem apoiando um empresário que é pré-candidato à prefeitura do município.

Diante do episódio, pode se entender que agora Deusimar Serra vai iniciar as cobranças aos servidores promovidos na gestão durante o ano de 2019, o que é proibido por lei. O mandatário deixou a casa da professora afirmando que iria voltar ao local. Tudo indica que será para novas investidas.

Perto de completar aniversário, buraco da Capela de São Pedro ganha uma Cruz de presente

Moradores da Rua São Pantalão, na Madre de Deus, já haviam denunciado ao nosso blog o total descaso da Prefeitura Municipal de São Luís com as crateras na ladeira ao lado da Capela de São Pedro.

Os buracos no meio da rua, além de grandes e fundos, dificultam a passagem de veículos na área. Na época da nossa primeira reportagem, os motoristas que insistiam em descer ou subir a ladeira, quase sempre saiam com seus carros quebrados.

Hoje nem mais com insistência é possível, pois os próprios moradores resolveram o problema e bloquearam a rua, fincando uma cruz no buraco indicando que é impossível a passagem pelo local.

Outros problemas relatados pelos moradores são os das calçadas em volta da capela de São Pedro, em que a maioria estão quebradas e ocas por dentro, levando riscos a quem precisa passar no local.

Ainda de acordo com os moradores, além de idosos, é comum pacientes do hospital do câncer e seus acompanhantes passarem por ali. Geralmente encontram bastante dificuldades para conseguirem atravessar pelo local, e quase sempre precisam de ajuda para tentar subir ou descer a ladeira.

No momento da nossa reportagem foi possível observar que uma equipe da prefeitura realizava uma obra de calcamento ao lado da Capela de São Pedro, que parece estar invisível para a gestão de Edivaldo Holanda Jr.

Prefeito de Dom Pedro, Alexandre Costa, abandona obra de quase meio milhão, disponibilizado pelo Governo Federal

O descaso e a falta de compromisso com o patrimônio e dinheiro público, levaram os moradores do município de Dom Pedro a denunciarem o prefeito Alexandre Costa, após o gestor abandonar a obra de uma quadra poliesportiva.

A obra que seria realizada no Povoado Centro dos Primos e que deveria ser entregue no mês de março de 2020, foi orçada em quase meio milhão de reais, mas, por meio de fotografias que foram enviadas para nossa produção, podemos observar somente escombros onde deveria ser construída a quadra.

 

De acordo com a placa que ainda está no local, a obra era uma parceria entre a prefeitura e o governo federal, que disponibilizou R$ 450.290,09 (quatrocentos e cinquenta mil, duzentos e noventa reais e nove centavos) para construir e entregar a quadra poliesportiva pronta até o início de março deste ano.

Agora, basta o Ministério Público investigar o porquê da paralisação da obra e para onde foram os recursos, além de investigar a fundo o prefeito Alexandre Costa e suas intenções.