Coroatá: Ministério Público abre inquérito para investigar distribuição de cestas básicas com produtos vencidos durante a pandemia

O Ministério Público do Maranhão, por meio da Promotoria de Justiça de Coroatá, resolveu abrir um inquérito civil para investigar uma denúncia de distribuição de cestas básicas com produtos vencidos.

De acordo com informações, o caso ocorreu ainda em 2020, primeiro ano da pandemia da covid-19 e último ano do primeiro mandato do prefeito Luís da Amovelar Filho (PT).

Entrega de cestas básicas em Coroatá

A informação coincide com duas licitações nº 7007/2020 e nº 4954/2020, ambas com dispensa de licitação, realizadas para destinar alimento para famílias carentes, tendo em vista a pandemia da covid-19. No total, as duas licitações somaram quase meio milhão, pagos à empresa F. D. ALENCAR FILHO-ME.

Segundo o MPMA, o prefeito do município e o secretário Daniel Sousa da Silva serão notificados para apresentar esclarecimentos e suas defesas em relação ao caso.

Deixe uma resposta