Prefeita Valmira Miranda contrata construtora por quase R$ 3 milhões

 

Prefeita de Colinas, Valmira Miranda (PDT).

O município de Colinas administrado pela prefeita Valmira Miranda (PDT), vai gastar cifras exorbitantes com a contratação de uma construtora do município de São Felix das Balsas.

EEMA – EMPREENDIMENTOS DE ENGENHARIA DO MARANHÃO, é a grande vencedora do certame que tem como objeto execução de serviços de
engenharia de Recuperação de Estradas Vicinais, conforme Projeto Básico,
Planilha de Serviços/Orçamentária e condições do CONVÊNIO N° 874447/2018 –
MINISTÉRIO DA INTEGRAÇÃO NACIONAL, que ligam as seguintes localidades:
Trecho n” 1 – Recuperação de Estradas Vicinais, que ligam as localidades: Trecho 01
Sede da Cidade ao Povoado Laranjal – 18,79 km, Trecho 02 Povoado Laranjal ao
Povoado Assentamento do Pavio – 25,40 km. Trecho 03 Povoado São Joaquim a
Jenipapeiro – 25,40 km.

Pelos serviços a empresa dos sócios Raimundo Sergio Sousa Dutra, Norma Rodrigues Machado e Erik Goibeira Feques, deve receber R$: 2.926.298,65 (dois milhões
novecentos e vinte e seis mil duzentos e noventa e oito reais e sessenta e cinco centavos).

O prazo para execução dos serviços é de 360 (trezentos e sessenta) dias.

As estradas vicinais do município de Colinas, estão sendo recuperadas pelas própria prefeitura. O Ministério Público precisa investigar se não estar ocorrendo o serviço de venda de notas “frias” no município.

Deputado Leonardo Sá mantém agenda com agiota Pacovan

Deputado Leonardo Sá e o agiota Pacovan

O pré-candidato a prefeitura de Pinheiro e atual deputado estadual Leonardo Sá (PL) manteve agenda com um dos maiores agiotas do nordeste brasileiro, o Pacovan.

O agiota Josival Cavalcanti, o Pacovan, começou com uma venda de banana na Ceasa; hoje, é um dos homens mais ricos do Maranhão.

Aprendeu a ganhar a vida emprestando dinheiro a juros – primeiro para os colegas feirantes; depois, para quem aceitasse se submeter aos juros escorchantes e ameaças várias.

Pacovan tem nas mãos políticos de todos o cacifes – dos mais altos aos mais baixos escalões eleitorais – e movimenta milhões e milhões de reais todos os anos.

Nos corredores da Assembleia Legislativa são comuns relatos de visitas dele e de outros “financiadores” a gabinetes estrelados.

A maioria paga o financiamento com dinheiro público, como ficou revelado nas primeiras investigações da agiotagem após a morte do jornalista Décio Sá – e que o governo Flávio Dino (PCdoB), estranhamente, decidiu manter nas gavetas.

O agora deputado estadual e pré-candidato a prefeito do maior município da baixada Leonardo Sá, mantém agenda com o agiota que de acordo com informações recebidas pelo blog, ajudou de certa forma a bancar a campanha do deputado, nos corredores da politica local é fácil se ouvir dizer que a prefeitura de Pinheiro pode ser mais uma das milhares que Pacovan detêm “parcerias.”

Daniella Tema deve entrar na disputa pela prefeitura de Presidente Dutra

Deputada Daniella Tema

Deputada de primeiro mandato, Daniella Tema (DEM), parece não ter “enchido” os olhos com a vaga no legislativo Maranhense e deve entrar na disputa logo em 2020, pela prefeitura de Presidente Dutra administrada pelo prefeito Juran Carvalho (PP), ele é pai do deputado Ciro Neto (PP), velho conhecido de Daniella, e atual colega de parlamento.

Daniela tem diversos fatores desfavoráveis e que pode servir de palanque para o grupo de Ciro Neto, entre eles a péssima gestão do marido em Tuntum. Por outro lado a gestão de Juran em Presidente Dutra não é lá das melhores.

 

Famem apoiará capacitação sobre transporte escolar oferecida pelo FNDE em Bacabal

Com apoio da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão, Famem, o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação, autarquia responsável pelas políticas do Ministério da Educação, promove nos dias 19 e 20 de agosto na cidade de Bacabal capacitação técnica do Programa Dinheiro Direto na Escola, PDDE, e das Políticas de Transporte Escolar.

O curso promovido pelo FNDE tem como objetivo orientar, atualizar e esclarecer dúvidas de dirigentes e técnicos das prefeituras e secretarias municipais de educação acerca da efetivação de processos de execução, correção de falhas e prevenção de irregularidades. A capacitação técnica tem como alvo os 43 municípios que integram o pólo Bacabal. A Famem está mobilizando os dirigentes de educação dos municípios relacionados pela FNDE a fim de indicarem os representantes para participação na capacitação.

Estão sendo oferecidas cem vagas aos interessados. O evento é aberto à participação de outros municípios e será desenvolvido em dois momentos. No primeiro dia haverá abordagem conceitual sobre o PDDE, enquanto que no segundo dia será enfocada a prestação de contas do PNATE e Caminho da Escola.

Mais informações clique aqui!

Nas ‘barbas’ do MP, Osmar Filho paga quase R$ 2 milhões a agência de publicidade em apenas 4 meses

Vereador Osmar Filho (PDT).

A Câmara de São Luís, comandada pelo pedetista Osmar Filho, vem pagando uma verdadeira fortuna para uma agência de comunicação da Capital.

A Texto e Arte propaganda é uma espécie de “papa tudo” em prefeituras e secretárias que atuam sobre o comando do Partido Democrático Trabalhista o PDT, Balsas, Timon e outros municípios estão entre as maiores fontes de renda da agência.

Já na Câmara de São Luís, Osmar Filho vem gastando e muito com a mesma empresa, de acordo com informações publicas no portal eletrônico da casa, apenas em quatro meses a agência dos empresários Luís Henrique Pinheiro e Jampierre Da Silva Santos, recebeu pagamentos na ordem de 1.739.055,14 (Um milhão setecentos e trinta e nove mil reais e quatorze centavos), Um verdadeiro derramamento de dinheiro público e o pior bem nas “barbas” do Ministério Público, que acompanha todos os gastos da casa legislativa e nada faz.

O descaso do Governo do Maranhão com a saúde pública de Carutapera

A saúde pública no Maranhão tem se revelado um verdadeiro martírio para sua gente. Insuficiência de profissionais, infraestrutura precária e superlotação são algumas das mazelas de um sistema fragilizado  e pelo descaso de seus governantes.

Com o município de Carutapera a situação não é muito diferente. O Governo do Maranhão vem se mostrando desrespeitoso e inexistente para população de Carutapera.

O Blog recebeu varias fotos que comprovam as péssimas condições da única  ambulância  que era utilizada para o transporte de pacientes do município. Enquanto o Hospital Regional já recebeu R$ 1,7 milhão em recursos, o Município de Carutapera está tendo gastos com a remoção de pacientes de emergência para São Luís.

Há seis anos, a Unidade de Saúde  passa por reforma que nunca foi concluída pelo estado, afetando atendimento não só de Carutapera, mas também das cidades  vizinhas como Godofredo Viana,  Cândido Mendes, Amapá do Maranhão e Luís Domingues.

Fantasma de gabinete do deputado Leonardo Sá ostenta na Europa

O deputado estadual e pré-candidato à prefeitura de Pinheiro, Leonardo Sá (PL), usa parte da sua verba da Assembleia, para pagar uma servidora, que na realidade nunca frequentou a Assembleia Legislativa do Maranhão, a fashionista  também é estudante de nutrição.

Jordaniele Cardoso de Lemos, figura desde o inicio do ano como uma das 19 servidoras do gabinete parlamentar do deputado Leonardo Sá. O salário bruto da servidora é de R$ 17.164,17, ocupando o cargo de técnica parlamentar especial.

A “secretária” do deputado Leonardo, passeia com frequência por cidades como Paris, Barcelona e outras do continente Europeu, inclusive em dias e horários que deveria estar em serviço na Assembleia Legislativa do Maranhão.

Agiotagem…

De acordo com denúncias recebidas pelo blog e que serão reveladas nos próximos dias, deputados estariam pagando dívida de campanha com agiotas e oferecendo os cargos de salários altos em seus gabinetes a fim de quitar dividias de campanhas com agiotas. O Ministério Público deve investigar.

 

Justiça cassa mandato do prefeito de Buriticupu por improbidade

A Justiça cassou o mandato do prefeito de Buriticupu, José Gomes Rodrigues, por improbidade administrativa. A decisão foi tomada pelo juiz Titular da Comarca de Buriticupu, Raphael Leite Guedes.

A cassação partiu de uma denúncia do Ministério Público em Ação Civil Pública  de que o prefeito teria feito assinatura de inúmeros termos de doação de terrenos pertencentes ao município sem os requisitos previstos na Lei de licitações e contratos.

A decisão foi publicada na última quinta-feira(15) e determina, além de suspensão   dos direitos políticos pelo período de  oito anos; multa civil no valor correspondente a cem vezes o valor da remuneração recebida enquanto prefeito; proibição de contratar com o poder público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios direta ou indiretamente, ainda que seja por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário pelo período de cinco anos; ressarcimento integral do dano ao erário público no valor a ser apurado no momento da liquidação da sentença e perda da função pública de Chefe do Poder Executivo Municipal de Buriticupu.

Agora cabe ao presidente da Câmara de Vereadores de Buriticupu, Aristedes Pereira da Silva; dar cumprimento à sentença condenatória transitada em julgado  devendo promover uma sessão solene extraordinária de posse do vice-prefeito Ivanildo Santos dos Santos no prazo de 48 horas.

Polícia Civil prende cinco durante operação contra tráfico de drogas no Maranhão

A  Superintendência de Investigações Criminais (Seic) realizou nesta quinta-feira (15), cumprimento a dez mandados de busca e apreensão que resultou na prisão de quatro pessoas na capital e  uma no interior do Maranhão com envolvimento com tráfico de drogas.

Foram presos Clean Lago Abreu, de 49 anos, Edenilze da Silva, de 27 e Laélia Talita, de 19 anos e uma outra pessoa que ainda não teve a identidade revelada.  Pedrina Pereira dos Santos Muniz  foi  no município de Santo Antônio dos Lopes. Na  ação policial foram apreendidos, celulares, cadernos de anotações, documentos; além de drogas.

Segundo informações, o grupo participava de uma facção criminosa que atua no tráfico de drogas na região e era chefiado por quatro detentos que estão cumprindo pena no Complexo Penitenciário de Pedrinhas.

Ministério Público aciona prefeito de Carolina por prática de nepotismo

 O Ministério Público do Maranhão ajuizou, em 6 de agosto, uma Ação Civil Pública por ato de improbidade administrativa contra o prefeito de Carolina, Erivelton Teixeira Neves, devido nepotismo na nomeação de secretários municipais. O promotor de justiça Marco Túlio Rodrigues Lopes assinou a ACP.

Segundo a Promotoria de Justiça de Carolina, o secretário de Governo e cunhado do prefeito, Walber Rocha, e a secretária municipal de Desenvolvimento Social e prima da primeira-dama, Luciane Martins, ocupam cargos na gestão do município mesmo sem qualquer justificativa de natureza profissional, curricular, acadêmica, de experiência ou técnica para a nomeação.

“Tudo indica que a nomeação de ambos ocorreu exclusivamente por causa da relação de parentesco. Isso porque, não fossem parentes, jamais estariam ocupando os cargos em questão”, afirma o promotor Marco Túlio.

O MPMA requer à Justiça concessão de liminar determinando o imediato afastamento (ou ordem de exoneração) de Walber Rocha e Luciane Martins dos cargos de secretários municipais.

Todos os servidores, funcionários ou empregados ocupantes de cargos em comissão, que não se submeteram a concurso público e possuam vínculo de parentesco, até o terceiro grau, com gestores e diretores de empresas públicas vinculadas ao Município de Carolina, diante de suspeita de nepotismo para indicação ao cargo, também devem ser afastadas até o fim do processo ou eventual exoneração, sob pena de multa diária.

A condenação por ato de improbidade administrativa pode resultar na perda da função pública, ressarcimento integral do dano, se houver, suspensão dos direitos políticos de três a cinco anos, pagamento de multa civil de até cem vezes o valor da remuneração recebida pelo agente e proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário, pelo prazo de três anos.