PF está mais próxima de pegar Cláudia Silva e Maria Célia, em Monção

Prefeita Cláudia Silva e secretária Maria Célia

O Ministério Público Federal encaminhou documento ao delegado da Polícia Federal no Maranhão, solicitando a conclusão do inquérito que apura suposta fraude nos dados do censo escolar de monção em um prazo de 90 dias. O Procurador da República indicou a necessidade de oitiva da secretária de educação do município, Maria Célia Costa Barros dos Santos, que será ouvida por delegados da polícia Federal em até 90 dias.

O MPF trabalha em conjunto para desarticular uma quadrilha responsável por uma das maiores fraudes em dados escolares no Brasil. A revelação foi feita por professores do município e exibida por este blog, posteriormente virou matéria nacional ao ser exibida no programa ‘fantástico’ da rede globo de televisão.

De acordo com a reportagem, a Prefeitura de Monção recebeu do governo federal, em 2018, R$ 40,6 milhões para investir na educação municipal.

Contudo, como aponta a investigação, boa parte desse dinheiro pode ter sido desviado por meio de ‘alunos fantasmas’ de creches inexistentes e do programa EJA (Educação para Jovens e Adultos).

Segundo os investigadores, o golpe nos cofres públicos é aplicado tanto por meio de dados de pessoas reais, usados clandestinamente, quanto de pessoas já mortas.

É, a PF está mais perto de pegar Cláudia e a secretária de educação municipal.

Deixe uma resposta