Câmara de São Luís contrata gráfica por mais de R$ 402 mil

Fachada da Câmara Municipal de São Luís. Foto: reprodução internet

A Câmara de São Luís presidida pelo vereador Osmar Filho (PDT), contratou a empresa SETE CORES INDUSTRIA E COMERCIO LTDA – EPP, por cifras milionárias.

A empresa de propriedade dos sócios Marcia Maria Falcão Moreira e Roberto Carlos Moreira, venceu o contrato  cujo objeto é a prestação de serviços gráficos para atender as necessidades da Câmara Municipal de São Luís.

A “sete cores” deve receber R$ 402.596,40 ( Quatrocentos e dois mil quinhentos e noventa e seis reais e quarenta centavos), a empresa que tem sede no bairro Jardim Eldorado em São Luís, deve prestar os serviços até 31/12/2019.

Veja;

 

Câmara de São Luís pretende gastar R$ 890 mil com serviços de buffet e eventos

Presidente da Câmara de São Luís, vereador Osmar Filho

A Câmara de vereadores de São Luís pretende gastar o montante de R$ 890.000,00 mil em buffet e organização de eventos. O contrato da compra foi divulgado no Diário Oficial do Maranhão.

Quem irá fornecer os serviços é a Ilha promoções e eventos eireli, de propriedade do empresário Jose Eduardo Barros, a empresa localizada no bairro turu, em São Luís deve prestar os serviços durante todo o ano de 2019.

O presidente da Câmara de São Luís é o vereador Osmar Filho, que pretende disputar a prefeitura do município nas eleições de 2020.

Veja o contrato;

Osmar Filho contrata construtora por mais de R$ 1,3 milhão

Vereador e presidente da Câmara, Osmar Filho

A Câmara Municipal de São Luís, presidida pelo vereador Osmar Filho, contratou por cifras exorbitantes a construtora Bara construções e perfurações LTDA.

A empresa de propriedade do empresário Carlos Henrique Belfort Fonseca, será responsável por realizar manutenções e instalações na Câmara de São Luís.

Pelos serviços, o empresário Carlos Henrique, deve embolsar exatos; 1.336.560,67 (Um milhão trezentos e trinta e seis mil quinhentos e sessenta reais e sessenta e sete centavos).

 Veja;

 

Osmar Filho contrata empresa de propaganda por R$ 4 milhões

Presidente da CMSL, Osmar Filho

A Câmara de vereadores de São Luís, contratou a empresa texto e arte propaganda LTDA, por valores exorbitantes.

De acordo com levantamento do blog junto a ferramentas de transparência do estado, o legislativo ludovicense pagará á empresa, no ano de 2019, exatos; quatro milhões de reais.

O objeto do aditivo é a prestação do serviço de comunicação em geral. Ainda de acordo com levantamento realizado pelo blog, o presidente Osmar Filho (PDT), já pagou a empresa no ano de 2019, R$ 492.254,48 (quatrocentos e noventa e dois mil duzentos e cinquenta quatro reais e quarenta e oito centavos).

A empresa tem sede no bairro quintas do calhau, em São Luís, e pertence aos empresários Luís Henrique Pinheiro e Jampíerre da silva santos.

Vale ressaltar, que os valores pagos á empresa sai direto dos impostos dos contribuintes, que precisam arcar com gastos milionários realizados por seus “representantes”.

Veja detalhes do empenho;

MP recomenda regularização do portal de transparência da Câmara de São Luís

Presidente da Câmara de São Luís, Osmar Filho

O Ministério Público do Maranhão, recomendou ao presidente da Câmara de São Luís, Osmar Filho, a total implementação, alimentação regular e gerenciamento do Portal de Transparência do legislativo municipal, adequando-o aos parâmetros legais.

O MP ressalta que a constituição estabelece na administração Pública, direta e indireta, de todos os Poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios devem obedecer aos princípios da legalidade, impessoalidade, moralidade, eficiência e publicidade.

A Lei de Responsabilidade Fiscal, estabeleceu deveres de transparência na gestão pública financeiro-orçamentária, determinando que fosse dada ampla divulgação,
inclusive em meios eletrônicos de acesso ao público, aos instrumentos de transparência da gestão fiscal (planos orçamentos e leis de diretrizes orçamentárias, prestações de contas e os respectivos pareceres prévios, relatórios resumidos da execução orçamentária e relatórios de gestão fiscal. A transparência será assegurada também mediante liberação ao pleno conhecimento e acompanhamento da sociedade, em tempo real, de informações pormenorizadas sobre a execução orçamentária e financeira, em meios eletrônicos de amplo acesso público.

Recomendação

Na Recomendação assinada pelo promotor Marco Aurélio Batista Barros,o Ministério Público recomenda ao Presidente do Legislativo Municipal que, no prazo de 40 (quarenta) dias úteis, tome as providências administrativas necessárias para a adequação do Portal de Transparência da Câmara Municipal de São Luís às especificações previstas na legislação em vigor.

O promotor ainda requer ao presidente Osmar Filho á publicação de informações atualizadas no Portal de Transparência da Câmara Municipal, informações quanto à natureza, previsão e arrecadação da receita, divulgar os avisos de licitação em local de fácil acesso no site, com antecedência mínima, possibilitar o acesso a informações concernentes a procedimentos licitatórios, disponibilizando, inclusive, a íntegra dos
respectivos editais, resultados e todos os contratos celebrados, permitir o acompanhamento da execução da despesa no momento de sua realização, com a disponibilização mínima dos dados referentes ao número do correspondente processo, ao bem fornecido ou serviço prestado, à pessoa física ou jurídica beneficiária do
pagamento e disponibilizar as folhas de pagamento dos servidores do ente de forma nominal e os dados remuneratórios individualizados.

O ilustríssimo senhor promotor de justiça, requer que no prazo de dez dias, o presidente Osmar Filho, encaminhe ao Ministério Público, cronograma de implantação de todas as alterações, visando ao total atendimento da Recomendação emitida.

Ficou esclarecido ao Presidente da Câmara Municipal de São Luís que a eventual inércia da Administração indicará conduta dolosa em não realizar ato vinculado, atentando contra os princípios da Administração Pública, a caracterizar, em tese, ato de improbidade administrativa.

LASCOU! Profissionais de imprensa da Câmara de São Luís estão há meses sem receber

Presidente, Osmar Filho

De acordo com informações veladas recebidas pelo núcleo de inteligência do site SJ noticias, o presidente da Câmara Municipal de São Luís Osmar Filho, está dando calote nos profissionais da imprensa que “cobrem” e divulgam os trabalhos do legislativo municipal.

Ainda de acordo com as denúncias de dezenas de comunicadores que divulgam os trabalhos do legislativo ludovicense, Osmar Filho, alega que ainda não foi concluído o processo licitatório para realizar o pagamento dos profissionais, de acordo com uma fonte bem posicionada do blog, não passa de balela. O processo já foi concluído e o que prova isso é a divulgação do programa publicitário da CMSL, em uma emissora que pertence ao grupo Sarney.

Osmar Filho, está se projetando para as eleições municipais da capital, mais sua atuação “apagada” na Câmara, e agora com essa fama de “velhaco” seu destino pode estar bem longe do executivo de São Luís e até mesmo do legislativo.

Projeto Cajari 2020

Enquanto os comunicadores do legislativo de São Luís estão há “pão e água,” a movimentação de uma pessoa bem próxima de Osmar Filho pela prefeitura de Cajari começou bem cedo. Dizem que por lá não está faltando nada para os apoiadores do projeto “Cajari 2020.” Falaremos mais sobre o “projeto” nos próximos dias.

 

Osmar filho emudece sobre “farra das aposentadorias” na Câmara de São Luís

Osmar Filho e Astro de Ogums

O presidente da Câmara de vereadores do município de São Luís, Osmar Filho, silenciou sobre o escândalo que foi a ilegalidade na aposentadoria do ex-presidente e atual vice-presidente da Câmara Municipal de São Luís, Astro de Ogum e das aposentadorias, do irmão, cunhada e esposa do vereador Chico Carvalho.

Entenda…

Ocorre que Ogum se auto-aposentou ano passado, no cargo de diretor da Câmara Municipal em pleno exercício do seu mandato de vereador e quando ainda era presidente do legislativo municipal. O ato é no mínimo imoral.

A população e o meio politico ludovicense ainda espera um posicionamento do atual presidente da casa, o jovem Osmar Filho, algo que até agora ainda não ocorreu. Osmar deveria ser o primeiro a se posicionar de forma contraria ao que fez seu “colega” e vice-presidente.

Chico Carvalho concede aposentadoria a Astro.

Sistema de votação da CMSL deve custar quase R$ 100 mil reais

Presidente da CMSL, Osmar Filho

O presidente da Câmara Municipal de São Luís contratou a empresa RIOLE ELETRÔNICA LTDA-EPP, para executar os serviços de sistema automatizado e microfones para plenário.

R$ 86.801,90 (Oitenta e seis mil oitocentos e um real e noventa centavos.) Esse é o valor do contrato assinado pelo chefe do legislativo municipal de São Luís e a empresa do estado do Paraná.

A RIOLE ELETRÔNICA LTDA-EPP pertence aos empresários Eloir Antônio Moro e Eliana Gaida Percegona.

O contrato firmado teve prazo final de execução de 15 dias.

Weverton Rocha confia em boa gestão de Osmar Filho à frente da Câmara

O senador eleito fez questão de prestigiar solenidade de posse de aliado partidário que terá como missão manter o tom conciliatório e progressivo do Parlamento Municipal.

O senador eleito Weverton Rocha (PDT) prestigiou, na manhã desta terça-feira (1º), no auditório da Federação das Indústrias do Maranhão (Fiema), em São Luís, a solenidade de posse da nova mesa diretora da Câmara Municipal, que durante o biênio 2019-2020, será comandada pelo vereador Osmar Filho (PDT).

“Osmar Filho é um jovem advogado, de um partido que pela primeira vez assume a presidência do Legislativo da capital maranhense e não tenho dúvida de que tem todos os requisitos para fazer uma grande gestão neste biênio” disse Weverton. Como presidente do PDT no estado, Weverton acrescentou que o partido o apoia, sobretudo, por acreditar no seu talento e potencial. “Ele já demonstrou sua liderança, ao ser eleito por unanimidade pelos seus pares”, destacou.

O mais jovem parlamentar a assumir o comando do Legislativo Municipal, Osmar Filho disse que uma das suas principais ações será promover um debate pleno e eficaz acerca das problemáticas da cidade e que, para isto, espera contar com a participação efetiva do cidadão. Parabenizando seu antecessor, Astro de Ogum, por sua gestão à frente do parlamento municipal, o novo presidente fez questão de lembrar da importância dos servidores na condução dos trabalhos. “Tenham certeza da valorização e respeito a todos vocês”, afirmou.

Além de Osmar, a nova composição da mesa diretora da Câmara Municipal de São Luís tem Astro de Ogum como 1º vice-presidente, Nato Júnior (2º vice-presidente); Josué Pinheiro (3º vice-presidente); Chico Carvalho (1º secretário); Francisco Chaguinhas (2º secretário); Beto Castro (3º secretário); Concita Pinto (4ª secretária) e Afonso Manoel (5º secretário). A cerimônia de posse reuniu autoridades e representantes dos mais variados segmentos da sociedade.

MPF recomenda exclusão dos nomes de pré-candidatos em divulgação de evento de Osmar Filho

O Ministério Público Federal no Maranhão (MPF/MA) propôs recomendação aos organizadores do evento Copa dos amigos, que será realizado no dia 22 de junho, para que retirem cartazes, placas, adesivos, bandeiras, banners, ou qualquer outro instrumento de divulgação do evento, inclusive na internet, que indiquem pré-candidatos como patrocinadores/apoiadores.

O vereador do município de São Luís, Osmar Filho, foi o responsável por divulgar o evento em seu perfil na rede social Facebook. No cartaz de divulgação constam como apoiadores políticos os deputados federais Pedro Fernandes e o deputado estadual Edivaldo Holanda, além de constar o nome do próprio vereador Osmar Filho como responsável pela realização do evento.

O evento envolverá significativa movimentação de recursos, de acordo com a divulgação. Foi anunciado o sorteio da quantia de R$ 1.000,00 a cada gol da seleção brasileira de futebol, a distribuição de brindes e a realização de atrações. O convite é aberto ao público.

A partir disso, o Ministério Público Eleitoral recomendou que, além de retirar qualquer publicação em relação ao evento que indiquem pré-candidatos como patrocinadores, os organizadores devem se abster de difundir mensagens, falas, pronunciamentos durante a realização do evento, que configure exaltação ou promoção dos pré-candidatos, mesmo que com o título de apoiadores ou patrocinadores.