Lobby da FAMEM com empresas investigadas pela PF vai além do que está sendo divulgado…

Prefeito Erlânio Xavier

O prefeito de Pinheiro, Luciano Genésio (PP), afirmou em vídeo divulgado nas redes sociais, que compra de testes para Covid-19 que foi alvo da Operação Estoque Zero deflagrada pela Polícia Federal, na manhã desta terça-feira (2), é oriunda de uma cotação realizada pela Famem (Federação dos Municípios do Estado do Maranhão) – entidade presidida pelo prefeito de Igarapé Grande, Erlânio Xavier (PDT), de quem Genésio é vice-presidente.

Lobby da FAMEM com empresas investigadas pela PF

O blog do Werbeth Saraiva descobriu que o envolvimento de Erlânio Xavier e de outros membros da entidade vai bem além do que está sendo revelado pela imprensa local…

Sócia de Weverton e Erlânio em rede de postos fiscalizou R$ 8,7 milhões de recursos federais em Igarapé Grande

Cyntia Vanessa aparece como sócia administradora da rede de postos comprados do agiota Pacovan

O prefeito de Igarapé Grande, Erlânio Xavier (PDT), mantém sua sócia, Cyntia Vanessa de Sousa Muniz, controlando e fiscalizando recursos da prefeitura que gerencia. A assessora contábil da prefeitura, Cyntia Muniz, também é sócia do senador Weverton Rocha (PDT). O trio controla uma rede de postos depois de fechar negócio com o empresário Josival Cavalcante da Silva, o agiota Pacovan, conforme noticiado com exclusividade pelo blog do Werberth Saraiva.

Em Igarapé Grande, além de atuar como assessora contábil, Cyntia Muniz foi nomeada por Erlânio para, entre outras coisas, fiscalizar os recursos da merenda escolar daquele município no período de 2018/2026. Ela representa o executivo no Conselho de Alimentação Escolar (CAE) e pelo crivo da sócia de Weverton e Erlânio já passaram R$ 8,7 milhões, de 2018 a novembro de 2020, só na rubrica de alimentação escolar.

Com o salário de pouco mais de R$ 2 mil na Prefeitura, Cyntia Muniz tornou-se mulher de confiança de Erlânio e Weverton, passando a cuidar e integrar os negócios particulares da cúpula do PDT do Maranhão.

O desafio da contadora Cyntia agora é duplo. Vigiar o dinheiro da prefeitura, a exemplo da merenda escolar, e fazer os postos que eram de Pacovan dar lucro de verdade. Como foi dito em matérias anteriores, Pacovan usou os postos para falsear lucros e lavar dinheiro.

Denúncia e condenação ao antigo dono dos postos

Segundo o Ministério Público, os grupos empresariais “Gasóleos Santa Teresinha” e “Comércio de Derivados de Petróleo Joyce”, registrou entre maio e dezembro de 2014, o faturamento de R$ 3.672.585,18 e R$ 19.880.208,00, demonstrando inconsistência entre o fluxo regular de valores da referida atividade comercial – venda de combustível e derivados, com distorções de valores transitados e registrados nas contas bancárias da empresa.

Em dezembro do ano passado, por decisão do juiz Ronaldo Maciel, da 1ª Vara Criminal de São Luís, de mais de 500 páginas, os envolvidos foram condenados em primeira instância, por crimes contra a ordem tributária, lavagem de dinheiro e formação de organização criminosa.

Postos de Pacovan, hoje de Weverton e Erlânio, foram usados para lavagem de dinheiro

Posto do Angelim

Dois postos de gasolina que pertencem ao senador Weverton Rocha (PDT) e o prefeito de Igarapé Grande e presidente da Famem, Erlânio Xavier (PDT) e de uma terceira pessoa, a contadora Cynthia Muniz, foram usados irregularmente pelos seus antigos donos, entre os quais, está o empresário Josival Cavalcante da Silva, o agiota Pacovan.

A “Operação Jenga” revelou que os postos “Petromais Comércio de Derivados de Petróleo Ltda – Joyce V”, localizado na Avenida Jerônimo de Albuquerque, no Angelim, em São Luís; e o “Gás Óleos Santa Terezinha Ltda – Joyce VI”, localizado na Avenida da Praia, Lote Recreio do Araçagy, em São José de Ribamar, foram utilizados em um esquema de lavagem de dinheiro que envolvia várias empresas ligadas a Pacovan. A Secretaria de Segurança Pública informou à época que a movimentação foi de mais de R$ 200 milhões.

Segundo o Ministério Público, os grupos empresariais “Gasóleos Santa Teresinha” e “Comércio de Derivados de Petróleo Joyce”, registrou entre maio e dezembro de 2014, o faturamento de R$ 3.672.585,18 e R$ 19.880.208,00, demonstrando inconsistência entre o fluxo regular de valores da referida atividade comercial – venda de combustível e derivados, com distorções de valores transitados e registrados nas contas bancárias da empresa.

Em dezembro do ano passado, por decisão do juiz Ronaldo Maciel, da 1ª Vara Criminal de São Luís, de mais de 500 páginas, os envolvidos foram condenados em primeira instância, por crimes contra a ordem tributária, lavagem de dinheiro e formação de organização criminosa.

Sem usar o CNPJ

Os postos de Weverton e Erlânio não aproveitaram o mesmo CNPJ de Pacovan, mas na prática são os mesmos. O “Petromais Comércio de Derivados de Petróleo Ltda – Joyce V”, localizado na Avenida Jerônimo de Albuquerque, no Angelim, em São Luís está constituído na Junta Comercial do Maranhão como “‘Petro São Francisco Combustíveis Ltda”.

Enquanto a empresa “Gás Óleos Santa Terezinha Ltda – Joyce VI”, localizado na Avenida da Praia, Lote Recreio do Araçagy, em São José de Ribamar, está sob registro de “Petro São José Ltda”.
Ambas empresas foram abertas no dia 5 de dezembro de 2019 com o capital social de R$ 150 mil cada.

Weverton e Erlânio Xavier compram postos de Pacovan alvos da Operação Jenga

Senador Weverton e Erlânio Xavier

Pelo menos dois Postos de Gasolina que pertenciam ao empresário Josival Cavalcante da Silva, o agiota Pacovan, pertencem agora aos políticos Weverton Rocha (PDT) e Erlânio Xavier (PDT), senador da República e presidente da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão, respectivamente.

Os postos comprados por Rocha e Xavier também estão em nome de uma terceira pessoa, Cyntia Vanessa de Sousa Muniz. Cyntia Muniz foi nomeada representante da prefeitura de Igarapé Grande (MA), comandada por Erlânio Xavier, no Conselho de Alimentação Escolar (CAE) no período 2018/2026. O Conselho, dentre outras coisas, é responsável por fiscalizar a aplicação dos recursos da merenda escolar.

A parceria de Weverton e Erlânio tem ido além da política e invadido o mundo dos negócios. A dupla que já se aventurou no setor da comunicação agora ‘investe’ no comércio de combustíveis. O ponto de partida escolhido pelo senador do PDT e pelo prefeito de Igarapé Grande foi justamente os negócios nebulosos do empresário Josival “Pacovan”, arrolado na justiça maranhense em vários processos.

Um deles, fruto da “Operação Jenga”, tem como alvo dois postos, recém adquiridos pelos pedetistas, quando estavam sob administração de Pacovan. Um no Araçagy, ao lado do Condomínio Costa Araçagy, e outro em uma das avenidas mais movimentadas de São Luís, na Avenida Jerônimo de Albuquerque, Angelim.

Posto do Araçagy

A Justiça do Maranhão condenou Pacovan e mais 21 réus denunciados pelo Ministério Público estadual por crimes contra a ordem tributária, lavagem de dinheiro e formação de organização criminosa, que seriam praticados por meios de postos de gasolina em São Luís e no interior do Estado, da rede “Nosso Posto”, dois postos da rede, citados acima, agora pertencem à cúpula do PDT do Maranhão.

Apesar de uma localização privilegiada e valorizada, o capital social da Petro São José Ltda e Petro São Francisco Combustíveis Ltda é de apenas R$ 150 mil cada. A ascensão ao mundo dos negócios de Erlânio Xavier e Weverton Rocha também salta aos olhos.

Posto do Angelim

Enquanto Erlânio é prefeito de uma cidade de um pouco mais de 11 mil habitantes e com vencimentos de R$ 11,9 mil, sem descontos. Já o senador Weverton Rocha, apesar de estar no topo da cadeia alimentar do funcionalismo público, tem o vencimento de R$ 33,7 mil e recebe mensalmente pouco mais de R$ 20 mil, já com os descontos devidos. A dúvida que fica é qual milagre financeiro foi feito para adquirir dois postos de uma só vez de um empresário [Pacovan] que é famoso por não perder um centavo em suas negociações.

O senador Weverton e o prefeito Erlânio foram procurados pelo blog e até o fechamento desta matéria não se pronunciaram.

Famem e Poder Judiciário vão promover regularização fundiária de municípios

O presidente da Famem, Erlanio Xavier, recebeu nesta terça-feira (11) na sede da entidade, no Calhau, em São Luís, o Corregedor Geral de Justiça, desembargador Marcelo Carvalho, para tratar sobre a regularização fundiária urbana e rural, compras governamentais e sistema de inspeção municipal.

Na ocasião, o corregedor e a juíza auxiliar Jaqueline Reis Caracas apresentou ao presidente da Famem o provimento que orientará a ação. “A regularização fundiária vai dar um outro entendimento, tanto no aspecto urbanístico quanto do aspecto da cidadania. Esse provimento tem grande abrangência e é de grande importância para o Poder Judiciário”,disse o corregedor geral de Justiça, desembargador Marcelo Carvalho.

No mês de julho, a Famem vai promover o seminário conhecendo o Sistema de Inspeção Municipal, em parceria com Confederação Nacional dos Municípios, Conab, Ministério Público do Estado do Maranhão, SEDES e órgãos vinculados ao sistema agrário do estado. No evento, o prefeito do estado de Mato Grosso do Sul vai apresentar o case de sucesso do Sim Consorciado.

“Este é um momento histórico. Estamos recebendo o desembargador Marcelo Carvalho que demonstra com este gesto o estreitamento das relações entre o Poder Judiciário e os municípios. A Famem estará sempre com as portas abertas para recebê-lo”,destacou Erlanio Xavier.

A reunião contou com a participação dos prefeitos de Satubinha, Igarapé do Meio, Santa Inês, Alto Alegre do Pindaré, Pio XII, Bela Vista, Pindaré Mirim, Gov. Eugênio Barros, Fernando Falcão, Governador Newton Bello, Santa Luzia do Tide, Bom Jardim e Tufilândia.

Blog Filipe Mota

Presidente da Famem confirmará apoio à PEC de unificação das eleições com prefeitos no maranhenses

Presidente da Famem, Erlânio Xavier.

O presidente da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão,Erlanio Xavier,vai participar do encontro com dirigentes de associações e federações municipalistas na próxima terça-feira (04),em Brasília,para ratificar o apoio à Proposta de Emenda Constitucional (PEC056 /2019) que unifica as eleições para todos os cargos em 2022. A PEC teve voto favorável do relator da proposta na Comissão de Constituição,Justiça e Cidadania da Câmara Federal, deputado Valtenir Pereira (MDB-MT).

A proposta é adiar a eleição de 2020,estendendo por mais dois anos os mandados dos atuais prefeitos e vereadores ,fazendo com que eleitores retornem às urnas só em 2022 para eleger presidente, senadores, deputados estaduais e federais,além dos cargos Executivos e Legislativos.

No entendimento do presidente da Famem,o argumento para a unificação é fundamentalmente econômico. ” Com a unificação,o país deixaria de realizar os pleitos de dois em dois anos,com custos milionários,contribuindo para agravar ainda mais a crise financeira enfrentada pelo pais”,ressalta Erlanio  Xavier.

FONTE:Blog do Alpanir

Erlânio Xavier mantém contrato de quase R$ 3 milhões com empresa acusada de furtar medicamentos

Erlãnio Xavier e Jadyel Silva Alencar

A empresa piauiense Dimensão Distribuidora, de propriedade de Jadyel Silva Alencar, está faturando uma fortuna no Maranhão.

No mês de janeiro, a Dimensão ganhou um contrato de 2.917.770,60 (DOIS MILHÕES
NOVECENTOS E DEZESSETE MIL SETECENTOS E SETENTA REAIS E SESSENTA CENTAVOS) que prevê a aquisição sob demanda de medicamentos e materiais laboratoriais  para atender o município de Igarapé Grande.

O município de Igarapé Grande, é administrado pelo prefeito e presidente da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (FAMEM) (PDT). Além disso, Igarapé Grande, possui pouco mais de 11 628 habitantes de acordo com dados do IBGE. É de causar estranheza o elevado valor contratual assinado pelo prefeito e a dimensão distribuidora.

O histórico da empresa contratada pelo prefeito Erlãnio, não é dos ,melhores. A empresa Dimensão Distribuidora de Medicamentos Eireli, que tem sede no Piauí e já se viu envolvida num escândalo de produtos roubados, virou alvo de investigação da Promotoria de Justiça da Comarca de Buriti, por supostos prejuízos aos cofres públicos do município.

Saiba mais;

Em análise preliminar, o MP de Contas verificou que os preços indicados na ata originária do pregão n.º 11/2017 estão em média 136% acima do valor de mercado (apurado a partir de pesquisas em no painel de preços do Ministério do Planejamento), havendo casos em que o valor dos itens chegou a superioridade numérica de quase 438%.

Além disso, verificou-se ainda que os preços indicados na ata originária do pregão n.º 12/2017 estão em média 241,25 % acima do valor de mercado (apurado a partir de pesquisas em no painel de preços do Ministério do Planejamento), havendo casos em que o valor dos itens chegou a superioridade numérica de quase 5.245,06%. Consta, ainda, na representação do MPC, elementos indicativos dando conta de prejuízo virtual ao erário da ordem de R$ 7.353.794,73.

 

Nova diretoria da FAMEM, realiza primeira reunião de “alinhamento” com servidores

Ontem (04) o presidente da FAMEM (Federação dos municípios do estado do Maranhão) Erlânio Xavier e os diretores financeiros Júnior Cascaria e André Dourado estiveram reunidos com todos os funcionários da casa. 

O objetivo da reunião foi para pautar o objetivos da nova gestão com os funcionários, a organização do calendário de compromissos também esteve em pauta. O objetivo da nova diretoria é trabalhar para dar toda assistência necessária aos municípios. Os prefeitos de Barão do Grajaú e Vargem Grande também estiveram na reunião.

 “É importante que os funcionários da casa estejam sincronizados com nosso compromisso que é servir e dar toda assistência aos nossos prefeitos.” Garantiu Erlânio.

O diretor financeiro Júnior cascaria explicou o momento que “vive” a federação, “ O momento agora é mostrar trabalho, para organizar e cumprir com os compromissos, estamos focados, a união e a confiança de nossos gestores aumenta nossa responsabilidade em fortalecer ainda mais os nossos municípios.” Encerrou, o prefeito Cascaria. 

Erlânio Xavier protocola chapa “Humberto Coutinho” para disputa da FAMEM

O prefeito de Igarapé Grande Erlânio Xavier esteve na manhã de hoje (23) na sede da FAMEM, Erlânio protocolou ao lado de prefeitos, a chapa 01 “ Humberto Coutinho,” na sala da comissão eleitoral da FAMEM.
Para Erlânio a chapa representa o fortalecimento do municipalismo.

“ Estamos aqui, nesse 23 de janeiro, acompanhado de muitos colegas prefeitos, registrando nossa chapa que vai disputar a eleição da FAMEM, a chapa Humberto Coutinho representa o fortalecimento do municipalismo, agradeço a presença e o apoio de todos os prefeitos e prefeitas, são 171 prefeitos que aderiram à este projeto e a nossa caminhada pelo municipalismo mais forte, obrigado a todos.” Encerrou Erlânio.

Sob influência de Marcelo Tavares, Plácido Holanda deve votar em Tema na eleição da FAMEM

Plácido Holanda, Cleomar Tema, assessores e Daniela Tema

Na região do alto turi Maranhense o prefeito de Santa Luzia do Paruá é o único que votará em Cleomar Tema para reeleição na FAMEM. 

Plácido é aliado de primeira hora do deputado eleito Marcelo Tavares, o pivô da disputa entre Erlânio e Tema, segundo apurado Tema já pensava em desistir de ser candidato à reeleição na FAMEM, porém Marcelo Tavares e o vice governador Carlos Brandão, convenceram o prefeito de Tuntum a pleitear novo mandato.