Prefeito de Timon será investigado pelo MP por abandonar moradores

Em Timon os moradores do Conjunto João Emílio Falcão denunciaram ao Ministério Público o descaso total com o qual a prefeitura tem agido naquela área. Segundo eles, a região sofre com falta de pavimentação, iluminação pública, transporte público, creches e posto de saúde. Um conjunto de obras fundamental e de direito para a qualidade de vida de qualquer cidadão.

Para começar, uma das reclamações dos moradores é que a frota de ônibus que já é reduzida, também está sendo prejudicada por conta das condições intrafegáveis das vias. A situação ainda piora quando as escolas e postos de saúde das localidades próximas se recusam a atender os moradores do Conjunto João Emílio Falcão. Esquecendo que de acordo com a Constituição, a educação e saúde é direito de todos sem distinção. Sendo assim, a situação se encontra em desacordo com a lei.

O Ministério Público vai investigar o caso com prazo de 11 meses, com o objetivo de afastar os danos causados aos moradores do local.

Deixe uma resposta