Rodrigo Pacheco é eleito novo presidente do Senado

Rodrigo Pacheco (DEM) acaba de ser eleito presidente do Senado — e, portanto, também do Congresso Nacional. Ele derrotou Simone Tebet (MDB).

Três senadores não votaram: Jaques Wagner (PT) e Jarbas Vasconcelos (MDB) por questões médicas; e Chico Rodrigues (DEM), que está afastado desde que foi flagrado com dinheiro entre as nádegas.

Mais cedo, os senadores Jorge Kajuru (Cidadania), Major Olimpio (PSL) e Lasier Martins (Podemos) retiraram suas candidaturas para apoiar Tebet.

Em seu primeiro mandato, Pacheco, senador por Minas Gerais, sucederá seu correligionário Davi Alcolumbre, ficando no comando do Congresso pelos próximos dois anos. O senador do Amapá tinha o plano de tentar a reeleição, mas o STF, por 6 votos a 5, declarou, no fim do ano passado, a obviedade da inconstitucionalidade da recondução ao cargo na mesma legislatura.

Pacheco, então escolhido por Alcolumbre para sucedê-lo, recebeu a benção de Jair Bolsonaro e garantiu o apoio formal de 10 partidos: DEM, PSD, Pros, Republicanos, PSC, PT, PL, Progressistas, PDT e Rede.

Deixe uma resposta