OLHA AI, PROMOTOR ANDRÉ CHARLES! Prefeito Chico Velho pode ter pago R$ 110 mil por reforma que nunca existiu

Prefeito Francisco Gonçalves de Souza Lima o “Chico Velho

O município de Maracaçumé administrado pelo prefeito Francisco Gonçalves de Souza Lima o “Chico Velho,” contratou a empresa MARILOU CONSTRUCOES LTDA para realizar os serviços de reforma de 20 leitos do Hospital municipal.

O contrato foi assinado no dia  05/12/2018 e o valor recebido pela empresa que tem sede no município de Bom Jesus das Selvas, foi de exatos; R$ 110.218,60 (Cento e dez mil duzentos e dezoito reais e sessenta centavos.)

Segundo denuncias de um dos vereadores do município e da própria população a reforma que consta no portal de transparência, nunca se quer foi realizada pelo gestor, o que se for comprovado pode complicar e muito a situação do prefeito, o caso será levado ao conhecimento do Ministério Público.

De acordo com levantamento realizado pelo blog, a “reforma” de leitos de um Hospital que se quer funciona, não foi licitada, o que é ilegal, pois não existe qualquer decreto emergencial para que serviços fossem contratados sem licitação no município, ou seja não foi respeitado os princípios constitucionais da legalidade, isonomia, impessoalidade, moralidade e publicidade. O promotor André Charles Alcântara Martins deve se posicionar sobre o caso.

O vereador Pablo Mendes também repercutiu a possível imoralidade na justificativa dos gastos do recurso; acompanhe um trecho

No dia 05/12/2018 na gestão do Atual Prefeito CHICO VELHO, consta uma reforma no valor de R$110.218,60. reforma referente aos 20 leitos desse mesmo hospital. Aí eu pergunto a população alguém já fez uso desses 20 leitos ? Ou todos vocês quando precisaram de hospital foram encaminhando a cidade vizinha? Em conversa com o Vigia do hospital o mesmo também afirmou que nunca houve nenhuma reforma nos 20 leitos que o hospital possui. Então Sr. Prefeito CHICO VELHO eu como Vereador e representante do povo lhe pergunto onde foi parar esse dinheiro da reforma ?

 

MAIS…

Desde o ano de 2016 o Ministério Público do Maranhão tem em mãos um bojo de denúncias que está arrolado a gestão de Maracaçumé. Uma operação do GAECO em Maracaçumé nos próximos meses não é nem de longe considerada anormal para os ordenadores de despesas do município.

VEJA DADOS DO EMPENHO DA POSSÍVEL “REFORMA” DE LEITOS DO HOSPITAL E DA EMPRESA BENEFICIADA;

Justificativa da possível reforma,

Leitos do hospital do município

PGJ deve instaurar inquérito para apurar denúncia de funcionários fantasmas em Amapá do MA

A Procuradoria Geral de Justiça do Estado do Maranhão recebeu uma representação criminal contra a prefeita do município de Amapá do Maranhão. A denúncia se baseia em uma atividade “comum” praticada por políticos que de forma irresponsável nomeiam e empregam amigos e aderentes em órgãos públicos.

Denúncia

A representada prefeita de Amapá do Maranhão como tal responsável pela guarda dos interesses do município e pela correta aplicação dos recursos públicos. Todavia, o que tem se visto no município é o reiterado descumprimento dos princípios basilares do estado democrático de direito. Que ao se ter acesso às informações constantes dos extratos do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física Exercício de 2018, ano calendário 2017, foi possível constatar a existência de pessoas que estão recebendo sem trabalhar, o que comumente é chamado de “funcionário fantasma”, conforme a denúncia demonstrou e provou com nomes de inúmeras pessoas  que moram em outros estados inclusive e que chegaram a receber quase R$ 50 mil, sem ao menos morar na cidade. 

Pedidos

Em vista fatos narrados é possível imputar à Prefeita, e aos citados, as práticas dos crimes de organização criminosa (artigos 2°, caput, e § 4º, inciso II, da Lei n° 12.850/2013) e peculato (artigo 312 do Código Penal), sem prejuízo de outras imputações que se julguem presentes.

Mais…

De acordo com o que foi declarado, requer-se do ilustre Procurador Geral de Justiça, representante do Ministério Público Estadual que determine a instauração de inquérito para apurar a pratica de crime ou, se já considerar comprovado o delito denuncie a representada.

A “Máfia dos fantasmas” funcionava em um dos mais pobres e pequenos municípios do estado do Maranhão. O blog deve revelar na próxima reportagem a lista de todos os beneficiados no “esquema” que desviou uma vasta quantia de dinheiro público do município.

VEM BOMBA! Prefeita de município do Alto Turi é denunciada por esquema de funcionários fantasmas

A Procuradoria de Justiça do estado do Maranhão recebeu uma representação criminal contra uma prefeita de um dos municípios da região do Alto Turi. O caso está sob sigilo e por conta desta razão o blog ainda não estará revelando o nome da gestora. 

 Segundo a denúncia; que ao se ter acesso às informações constantes dos extratos do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física Exercício de 2018, ano calendário 2017, foi possível constatar a existência de pessoas que estão recebendo sem trabalhar, o que comumente é chamado de “funcionário fantasma”, conforme a denúncia demonstrou e provou com nomes de varias pessoas  que moram em outros estados inclusive e que chegaram a receber quase R$ 50 mil, sem ao menos morar na cidade. 

Segundo a denúncia formulada na Procuradoria de Justiça do Estado,  em vista fatos narrados é possível imputar à Prefeita, e aos citados, as práticas dos crimes de organização criminosa (artigos 2°, caput, e § 4º, inciso II, da Lei n° 12.850/2013) e peculato (artigo 312 do Código Penal), sem prejuízo de outras imputações que se julguem presentes.

A “Máfia dos fantasmas” funcionava em um dos mais pobres e pequenos municípios do estado do Maranhão. O blog deve revelar na próxima reportagem a lista de todos os beneficiados no “esquema” que desviou uma vasta quantia de dinheiro público do município.