PGJ abre investigação criminal contra Nilson do Cassó após denúncia do blog

Procedimento apura suspeita de esquema na contratação de empresa para fornecimento de refeições prontas

A PGJ (Procuradoria Geral de Justiça) do Maranhão abriu procedimento investigatório criminal, no âmbito da Assessoria Especial de Investigação, contra o prefeito Ronilson Araujo Silva, o Nilson do Cassó (DEM), para apurar a suspeita de esquema na contratação de uma empresa para o fornecimento de refeições prontas para a Prefeitura de Primeira Cruz.

A investigação foi instaurada na última segunda-feira 20, pela promotora Adélia Maria Souza Rodrigues Morais, a partir de conversão de uma notícia de fato iniciada em junho do ano passado, já com diversas diligências realizadas.

Além de Nilson do Cassó, também é alvo Josiel Sousa de Lima, que assina os contratos com a gestão municipal em nome da J Sousa de Lima, a Turismo e Serviços Cassó.

Ao todo, houve a assinatura de quatro contratos com empresa, ao custo de mais de R$ 600 mil.

Segundo levantamentos preliminares da PGJ, há indícios de fraude em licitação e crime de responsabilidade. O site Atual7 apurou a abertura do PIC.

O Procedimento investigatório foi aberto após denúncia do blog do Werbeth Saraiva. Reveja, AQUI.

Deixe uma resposta