Máfia dos caixões pode botar mais uma prefeita do Maranhão na cadeia

Máfia dos caixões

O Ministério Público do Maranhão abriu um (PIC) procedimento investigatório criminal, para investigar aquisição de urnas funerárias por uma das prefeituras da mesorregião norte do Maranhão.

De acordo com levantamento realizado pelo blog, as fraudes nas compras de caixões foi detectada ainda no ano de 2017 pelo Ministério Público.

Vale ressaltar que na investigação também realizada pelo MP, denominada “máfia dos caixões” botou a ex-prefeita de Bom Jardim, Lidiane Leite, em uma das celas da Policia Federal. O assunto é parecido e deve tomar os mesmos rumos. Aguardem

A noticia completa, você acompanha nesta semana no blog.

“Máfia dos Caixões”: Prefeito de Humberto de Campos contrata funerária por mais de R$ 206 mil

Prefeito de Humberto de Campos, Jose Ribamar Reibeiro Fonseca

A prefeitura de Humberto de Campos administrada por José ribeiro Feitosa, já pode entrar na mira da PF, pela chamada investigação da “máfia dos caixões” que já inclusive levou a ex-prefeita Lidiane Leite de Bom Jardim (Prefeita ostentação) para cadeia.

O esquema é feito com recursos da assistência social. A prefeitura de Humberto de Campos, por exemplo; contratou a empresa J DE R S LISBOA por valores exorbitantes, para fornecer os serviços fúnebres ao município.

 De acordo com levantamento do blog o município de Humberto de Campos, possui pouco mais de 16 mil habitantes, ocorre que o contrato celebrado entre a prefeitura é de exatos; R$ 206.850,00 (duzentos e seis mil, oitocentos e cinquenta reais). É possível afirmar que a estimativa da gestão é que, “80% da população do município morra para justificar o contrato.” 

A funerária Humbertuense tem sede em São Luís, o contrato firmado entre José Ribamar Silva Lisboa e a prefeitura de Humberto de Campos deve ser mais um a entrar na “mira” da PF. É aguardar!

Veja o contrato;