crime

Em Zé Doca Homem é preso acusado de estuprar uma menina de 11 anos

Edison Moreira da Silva, o “Três Oi” de 26 anos, foi preso nesta quarta-feira (08) em cumprimento a mandado de prisão expedido pela justiça de Zé Doca. Ele é suspeito de estupro de vulnerável contra uma menina de 11 anos.
O crime teria acontecido no dia 13 de julho deste ano na rua Pau D’arco, no bairro São Francisco, na cidade de Zé Doca. Durante a madrugada, “Três Oi” e outro suspeito entraram na residência da criança munidos de arma de fogo e praticaram o estupro. Após o crime, a dupla ainda roubou uma caixa de som, um botijão de gás e um aparelho celular.
Os objetos roubados foram recuperados na casa de uma mulher identificada como Irinelza Silva da Cruz, que foi autuada por receptação no dia 24 de agosto.

Notícia que bandidos teriam atacado e fuzilado quartel da PM de Zé Doca é Falsa!

Em conversa com o editor do Blog do Werbeth Saraiva alguns políciais de Zé Doca confirmaram que a notícia publicada em alguns sites que o quartel teria sido “fuzilado e atacado” é falsa.

“Alguns sites chegaram a divulgar a informação sabe se lá porque, os tiros foram para cima e não na direção do quartel, a agência bancaria sim foi alvejada com vários disparos, nossas equipes estão atrás e vamos capturar os indivíduos.” Disse um soldado ouvido por nossa redação .

40 mil apreendido com mendigo em São Luis,é depositado em conta da Justiça no Maranhão

Informações G1

Quarenta mil reais apreendidos pela polícia durante uma blitz estão agora depositados em uma conta da Justiça no Maranhão porque ninguém consegue comprovar a origem do dinheiro.
Jânio Lima de Macedo, de 55 anos, foi detido em uma operação de rotina da Polícia Militar por desacato a autoridade. Na delegacia, a Polícia Civil achou o dinheiro. 408 cédulas de R$ 100, cinco notas de R$ 50 e três cédulas de R$ 20 empacotados em uma mochila. Jânio Lima não conseguiu comprovar a origem do dinheiro e a polícia decidiu fazer a apreensão.
O delegado Walter Wanderley, que acompanha o caso, diz que Jânio pode comprovar que o dinheiro é dele desde que ele apresente um extrato bancário. “Ele pode provar na Justiça que realmente esse dinheiro é dele. Como? Ele apresenta o extrato. Porque ele não fez aqui e nem a família apresentou me apresentou qualquer prova, vestígio de que esse dinheiro legalmente pertence a ele”.
A Polícia Civil fez na quarta-feira (3) um depósito no valor de R$ 40 mil e 110 na conta do Tribunal de Justiça Maranhão. Até que alguém prove que é dono o dinheiro vai ficar apreendido na Justiça.
A polícia informou que um advogado foi à delegacia, em nome de seu Jânio Macedo, e tentou resgatar o dinheiro, mas como o advogado também não conseguiu comprovar a origem foi feito o depósito na conta da Justiça.

Polícia Civil fez na quarta-feira (3) um depósito no valor de R$ 40 mil e 110 na conta do Tribunal de Justiça Maranhão (Foto: Reprodução/TV Mirante)

  • Blogs

  • Links Últeis

  • Contato

  • Facebook

  • Twitter