Prefeitura de Viana não prestou diversas contas solicitadas pela CGU

O relatório feito pela Controladoria-Geral da União (CGU), durante análises coletadas entre os anos de 2014 e 2015, em Viana (MA), é esclarecedor. Além de comprovar o verdadeiro caos por qual passa a educação básica do município, com alunos chegando a ficar mais de 70 dias sem receber merenda escolar, ele mostra que a prefeitura, aparentemente, não está muito empenhada em solucionar essa situação.

De acordo com a CGU, a prefeitura de Viana não apresentou diversos documentos e informações que foram solicitados durante a fiscalização. Esse fato mostra o desrespeito da  gestão com a educação vianense. Constatada a situação caótica, o mínimo que deveria ser feito era a prestação completa de contas, apresentando as medidas a serem tomadas para a resolução dos problemas.

Entre as informações não apresentadas pela Prefeitura estão: a relação das pessoas que preparam a merenda escolar; os documentos/informações sobre o controle periódico de saúde dos profissionais que preparam a merenda escolar; controles de desinfestação dos locais de armazenamento dos alimentos; controles de desinfestação dos locais de armazenamento dos alimentos; Qual (is) o (s) meio (s) de transportes utilizados na distribuição dos alimentos: identificação do veículo, roteiros (contendo a informação sobre a distância percorrida), horários; responsável (is) pela entrega dos alimentos nas escolas.

Deixe uma resposta