Magrado Barros planeja gastar quase um milhão com correção de iluminação pública em Viana

Prefeito de Viana, Magrado Barros

O município de Viana administrado pelo prefeito Magrado Barros (PSDB) vai gastar uma verdadeira fortuna com os serviços de correção da iluminação pública municipal.

Magrado fechou contrato com a empresa R. V. N. SERVIÇOS E COMERCIO LTDA de propriedade do empresário Tayllon Augusto Neves Costa, a empresa que tem sede no município de Paço do Lumiar deve lucrar R$ 886.833,60 (Oitocentos e oitenta e seis mil oitocentos e trinta e três reais e sessenta centavos).

 Magrado Barros na mira das autoridades

Alvo de inúmeras denúncias de corrupção o prefeito de Viana, Magrado Barros pode ser surpreendido a qualquer momento por uma operação dos órgãos corregedores. VEM BOMBA AI.

 

Prefeitura de Viana já gastou R$ 6,3 milhões em locação de máquinas pesadas

Prefeito de Viana, Magrado Barros

R$ 6.345.457,09 milhões. Este é o valor que a Prefeitura de Viana disponibilizou para as despesas  com a locação de veículos automotores  e máquinas pesadas, com motorista e operador.

Os contratos foram celebrados com as empresas Agnus Construções e Serviços LTDA-ME e L A Meireles Gomes Empreendimentos e Construções.

Para a empresa Agnus Construções , que fica localizada no município de Cachoeira Grande, o Executivo  de Viana já repassou R$ 2.177.664,00 milhões ( dois milhões, cento e setenta e sete mil, seiscentos e sessenta  e quatro reais). A empresa é administrada  pelos sócios Francisco de Assis Guedes Correia e Natália Ferreira Guedes.

Já a empresa L A Meireles Gomes, que localizada em Viana, recebeu R$ 4.167.793,09 milhões.

 

Prefeitura de Viana firma contratos de R$ de 3,3 milhões com produtoras de eventos

Prefeito de Viana, Magrado Barros

A Prefeitura de Viana destinou uma fatia generosa do orçamento do Executivo para empresas de eventos que serão responsáveis  na realização de festas conforme o calendário do município.

De acordo informação divulgada pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE), mostra que os contratos foram firmados com as empresas Leomar da Silva Pereira LTDA e Morais Comércio  e Serviços LTDA.

O valor que será pago às produtoras de eventos, gira em torno de R$ 3.337.733,50 milhões.

A detentora da maior fatia dos contratos ficou por conta   da empresa  Morais Comércio e Serviços, que tem como proprietário Silvio Henrique de Moraes Mendonça,  receberá R$ 2.020.783,50 milhões. A empresa que fica localizada em Barreirinhas , renovou dois contratos com o Município de Viana em junho deste ano.

 

 

ÉGUAS! Magrado Barros contrata empresas de locação de veículos por quase R$ 4 milhões

Prefeito de Viana, Magrado Barros

A Prefeitura de Viana administrada por Magrado Barros (PSDB), vem gastando uma verdadeira fortuna com locação de veículos e máquinas pesadas.

De acordo com levantamento realizado pelo blog do Werbeth Saraiva no portal do Tribunal de Contas do Estado (TCE),  a empresa  coordenada pelos sócios Francisco de Assis Guedes Correia e Natália Ferreira Guedes venceu o processo licitatório que tinha como objeto a locação de veículos automotores e máquinas pesadas destinadas a diversas Secretarias do Município.

A empresa Agnus Serviços deve ter lucro de um milhão, oitocentos e oitenta e oito mil reais.

Outra empresa que vem faturando e muito na gestão de Magrado é a L. A. EMPREENDIMENTOS E CONSTRUÇÕES. A firma é situada em Viana, na praça da matriz no centro da cidade, é administrada pelo empresário Luís Antônio Meireles Gomes, os contratos firmados entre a empresa que pertence ao aliado politico do prefeito Magrado deve gerar lucro de dois milhões doze mil oitocentos e sessenta reais.

As duas empresas devem escoar três milhões novecentos mil oitocentos e sessenta reais dos cofres públicos de Viana.

Fica o alerta ao Ministério Público!

Moradores denunciam caos em Viana

Caos. Essa é a palavra que define a situação na qual vive os moradores da cidade Viana.

O município está completamente abandonado. Conforme mostram as imagens abaixo, não há o mínimo de condições higiênicas nos hospitais e escolas. A ambulância de Viana está caindo aos pedaços. Um absurdo!

Segundo informações, também não há iluminação pública. Para não andarem pelas ruas escuras, os moradores compraram as lâmpadas pra colocar nos postes.

A infraestrutura da cidade não existe. Não é raro ver lama e buracos nas vias, impedindo assim a passagem de pedestres e o tráfego de carros.

O Ministério Público deverá atuar em Viana, para que a situação melhore.

 

Prefeitura de Viana não prestou diversas contas solicitadas pela CGU

O relatório feito pela Controladoria-Geral da União (CGU), durante análises coletadas entre os anos de 2014 e 2015, em Viana (MA), é esclarecedor. Além de comprovar o verdadeiro caos por qual passa a educação básica do município, com alunos chegando a ficar mais de 70 dias sem receber merenda escolar, ele mostra que a prefeitura, aparentemente, não está muito empenhada em solucionar essa situação.

De acordo com a CGU, a prefeitura de Viana não apresentou diversos documentos e informações que foram solicitados durante a fiscalização. Esse fato mostra o desrespeito da  gestão com a educação vianense. Constatada a situação caótica, o mínimo que deveria ser feito era a prestação completa de contas, apresentando as medidas a serem tomadas para a resolução dos problemas.

Entre as informações não apresentadas pela Prefeitura estão: a relação das pessoas que preparam a merenda escolar; os documentos/informações sobre o controle periódico de saúde dos profissionais que preparam a merenda escolar; controles de desinfestação dos locais de armazenamento dos alimentos; controles de desinfestação dos locais de armazenamento dos alimentos; Qual (is) o (s) meio (s) de transportes utilizados na distribuição dos alimentos: identificação do veículo, roteiros (contendo a informação sobre a distância percorrida), horários; responsável (is) pela entrega dos alimentos nas escolas.

Falta de merenda em escolas de Viana, bota o MP na cola do prefeito Magrado Barros

Com base em uma série de vistorias que vêm sendo realizadas desde abril, a 2ª Promotoria de Justiça de Viana encaminhou, na última terça-feira, 22, um ofício ao secretário Municipal de Educação, Raimundo Benedito Oliveira Junior, no qual cobra informações sobre a ausência de merenda escolar em diversas escolas da rede municipal de ensino.

No último dia 22, foram visitadas as escolas municipais Nossa Senhora da Conceição, no povoado Bezerras, e Santa Bárbara, no povoado de mesmo nome.

Na primeira escola visitada, a situação era de calamidade. Não foi encontrado nenhum gênero alimentício para a merenda escolar, estando armários e freezers completamente vazios. De acordo com funcionários, os alimentos haviam terminado dois dias antes, informação que não foi confirmada por pais de alunos ouvidos. Segundo eles, a Escola Municipal Nossa Senhora da Conceição está sem merenda escolar há cerca de duas semanas.

Já na escola Santa Bárbara, havia alimentos no estoque, mas em quantidade insuficiente para suprir as necessidades dos 189 alunos matriculados. Foram encontradas 10 unidades de leite em pó, um fardo de arroz, quatro pacotes de feijão, sete de macarrão e quatro de biscoito água e sal. Nenhum alimento de origem animal foi encontrado, o que impossibilita a combinação de alimentos para uma refeição completa.

Apesar da falta de diversos alimentos, a diretora da escola, Rosiane Ferreira Barros, ainda não havia comunicado a situação à Superintendência de Merenda Escolar do Município.

Em 18 de abril, já haviam sido inspecionadas as escolas municipais Faraildes Campelo e Casa Linda. Nas duas, foram encontrados alimentos em quantidades insuficientes às necessidades. Na Escola Municipal Faraildes Campelo, por exemplo, o promotor de justiça Gustavo de Oliveira Bueno foi informado que os 415 alunos matriculados estão sendo dispensados mais cedo por falta de merenda escolar.

Na Escola Municipal Casa Linda, a equipe do Ministério Público foi recebida pela superintendente de Merenda Escolar, Marly Mendonça Moraes, que afirmou que o Município está enfrentando problemas com a compra de alimentos perecíveis por meio de chamada pública. Ainda conforme a superintendente, a merenda é distribuída a todas as escolas e a má gestão levaria ao esgotamento antecipado dos mantimentos.

O promotor Gustavo Bueno afirmou que todas as escolas da rede municipal de ensino de Viana serão vistoriadas pelo Ministério Público e que buscará a responsabilização dos gestores pela falta de merenda escolar para os estudantes do município.

O prefeito de Viana Magrado Barros também deve ser questionado, sobre o que ta fazendo com o dinheiro FUNDEB.

Viana Inspeção Escola 3

Viana Inspeção Escola 5

Viana Inspeção Escola 7