Acusado de chefiar grupo de pistoleiros, coronel da PM é preso em Viana

O Tenente Coronel Antônio José Ferreira foi comandante do Destacamento de Viana até o ano de 2015.

Acusado de ser líder se um grupo de extermínio, o tenente-coronel da Polícia Militar, Antônio José Ferreira, conhecido como Coronel Ferreira, foi preso pela Polícia Civil em Viana. Durante a ação também foi detido o cabo da PM, Anderson Loureth em São Luís.

Segundo informações, a dupla é investigada por execuções e assaltos na região de Viana, Matjnha, Penalva e outras cidades.

O grupo que é integrado por militares e guarda municipais já vinha sendo investigado há dois anos e foi descoberto que os criminosos cometiam assassinatos, principalmente de guardas municipais, por queima de arquivo.

O Tenente Coronel Antônio José Ferreira foi comandante do Destacamento de Viana até o ano de 2015.

Policiais militares são presos por integrar grupo de pistoleiros em Aldeias Altas

Os policiais são apontados como como integrantes de grupos organizado que cometia homicídios e outros delitos penais na região de Caxias e Aldeias Altas.

Cinco policiais militares foram presos durante a Operação Balaiada, deflagrada pela Superintendência Estadual de Homicídios, Delegacias Regionais de Caxias e Timon, com apoio da Polícia Militar e Centro Tático Aéreo na manhã desta terça-feira (30).

Além dos PMs, dois homens também foram detidos.

A ação ocorreu em Caxias e Aldeias Altas, onde foram cumpridos mandados de prisão temporária e busca e apreensão expedidos pela Primeira Vara da Comarca de São Luís-MA.

Os policiais são apontados como como integrantes de grupos organizado que cometia homicídios e outros delitos penais na região de Caxias e Aldeias Altas.

As investigações seguem na Superintendência Estadual de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP).

Suposta prisão de pistoleiros que executaram vereador é fake news

de desta terça-feira (23), uma informação falsa começou a se espalhar por grupos de WhatsApp afirmando ser verídica a prisão dos pistoleiros que executaram o vereador Jango de Maranhãozinho.

contato direto e constante com forças policiais, nossa redação foi em busca da veracidade da informação e descobriu que a informação é falsa. A polícia ainda busca pistas do paradeiro da dupla responsável pela execução a queima-roupa do vereador, em uma estrada vicinal de Santa Luzia do Paruá.