BOMBA! Corregedoria Geral de Justiça abre sindicância para investigar farra de liminares em Caxias

juiz Sidarta Gautama, titular 1ª Vara da Comarca de Caxias

A Corregedoria Geral de Justiça do Maranhão determinou a abertura de sindicância para apurar a possível responsabilidade funcional do juiz Sidarta Gautama, titular 1ª Vara da Comarca de Caxias.

A imprensa estadual e os deputados Yglésio Moyses (PDT) e Cesar Pires(PV) denunciaram durante sessão da Assembleia Legislativa, sobre a concessão de medidas liminares em ações ordinárias e mandados de segurança ajuizadas na Comarca de Caxias desde o ano de 2016, beneficiando alunos de cursos de medicina de faculdades privadas e de universidades estrangeiras que alegam problemas de saúde para obterem transferência para o curso de Medicina da Universidade Estadual do Maranhão-UEM da cidade de Caxias.

Diante disso o Corregedor Geral de Justiça do Maranhão, Desembargador Marcelo Carvalho de Sousa resolveu instaurar sindicância para apuração das afirmações divulgadas pelos deputados Dr Yglésio e Cesar Pires sobre o possível cometimento, por parte de magistrados de primeiro grau, de irregularidades funcionais.

A portaria emitida pelo desembargador serviu como notificação ao Procurador-Geral de Justiça e ao Presidente do Tribunal de Justiça do Maranhão.