IMORALIDADE! Edvan Brandão contrata posto de combustível por R$ 9 milhões

A gestão de Edvan Brandão (PSC) já iniciou 2019 celebrando contratos milionários em Bacabal.

No dia 16 de janeiro, a Prefeitura assinou 4 acordos contratuais com a empresa Primavera Derivados de Petróleo – Posto Primavera, dos sócios Luiz Ribeiro Neto e João Luiz Ribeiro Júnior, no valor total de R$ 9.008.950,00 milhões.

Localizado em Bacabal, o Posto fornecerá combustíveis e lubrificantes para as Secretarias de Administração, Educação, Saúde e Assistência Social durante 12 meses.

Por mês, a empresa irá faturar R$ 750 mil.

O valor alto da aquisição chama atenção, pois no mês de setembro de 2018, Edvan Brandão contratou o mesmo Posto pelo valor R$ 2.054.293,24 milhões.

O fornecimento de gasolina durou apenas três meses. Na época, o gestor comandava interinamente o Executivo de Bacabal.

Os recursos utilizados para fazer o pagamento da quantia milionária sairão principalmente dos cofres da Educação e Saúde.

Neto Ferreira

11 anos após prisão de ex governador do MA, empreiteira envolvida no escândalo ganha contrato milionário na prefeitura de Bacabal

Prefeito Edvan Brandão

A empresa de propriedade do empresario José Lauro de castro Moura  Enciza Engenharia Civil Ltda, localizada em São Luís, firmou um contrato milionário com a prefeitura de Bacabal comandada por Edvan Brandão (PSC.)

Segundo foi publicado no Diário Oficial, o acordo contratual prevê a execução de serviços de pavimentação asfáltica de ruas e avenidas da cidade.

A construtora vai faturar R$ 3.150.476,28 (Três milhões cento e cinquenta mil quatrocentos e setenta e seis reais e vinte e oito centavos) com a obra. Por mês, a Enciza vai lucrar R$ 787 mil.

O contrato foi assinado no dia 28 de setembro pelo secretário de Obras e Urbanismo, Carlos Jorge Santos Silva, e a vigência é de apenas 4 meses.

Enciza Engenharia Civil Ltda, tem um histórico bastante conhecido por ter sido envolvida no escândalo que botou o ex governador do Maranhão José Reinaldo Tavares na cadeia.

Contrato em Bacabal;

Entenda;

A prisão do ex-governador José Reinaldo Tavares pela Operação “Navalha” foi por conta das irregularidades na aplicação de recursos
públicos, caso que ficou conhecido no país inteiro como “Estradas Fantasmas”. Durante seu mandato, o governo José Reinaldo Tavares teria pagado
com recursos do Tesouro Estadual R$ 8,4 milhões em obras viárias contratadas, mas que não foram realizadas pelas empreiteiras. Somando a esse
valor os R$ 3,6 milhões desviados na suposta fraude das 19 estradas vicinais fantasmas, o montante de recursos desembolsados chega a R$ 12
milhões.

Na época o empreiteiro José Lauro de Castro Moura, proprietário da construtora Enciza Engenharia, responsável pela “recuperação” de 362 quilômetros da MA-006 entre a cidade de Fortaleza dos Nogueiras e o Entrocamento da BR-222, disse que “depois de dois invernos grandes e o tráfego intenso de caminhões pesados, as estradas não aguentam”

No caso de Bacabal o contrato é para execução de serviços de pavimentação asfáltica de ruas e avenidas da cidade.

O MP deve estar atento!

Bomba e Bomba! Edvan Brandão responde inquérito na justiça por corrupção ativa e passiva

Em Bacabal – MA, Edvan Brandão, que é ligado a conhecidos políticos do Estado do Maranhão, quais sejam: o Senador João Alberto e ao Grupo Sarney.

Com o fracasso nessas eleições de 2018, já visam se firmar em alguns municípios do estado para manter seus “tentáculos” na política estadual. 

E dessa forma, vislumbram o município de Babacal – MA, apoiando Edvan Brandão, que é tido como um homem religioso e pacato, mas não é bem assim, segundo apurado nas certidões criminais emitidas junto ao TSE, onde consta incidência penal nos arts. 317 e 333, do CP. Que são artigos que tipificam como crime a Corrupção Ativa e Passiva.

Corrupção ativa consiste no ato de oferecer, vantagem, qualquer tipo de benefício ou satisfação de vontade, que venha a afetar a moralidade da Administração Pública. Só se caracteriza quando a vantagem é oferecida ao funcionário público.

Corrupção passiva, no direito penal brasileiro, é um dos crimes praticados por funcionário público contra a administração em geral. 

A máscara de “bom moço” do candidato Edvan Brandão vai caindo a cada dia que passa, agora resta ele se explicar para população Bacabalense qual foi a malfeitoria que o levou a responder na justiça por corrupção ativa e passiva. 

ABSURDO! Em plena campanha eleitoral, prefeito de Bacabal, contrata posto de gasolina por mais de 2 milhões

De acordo com os extratos de contratos celebrados entre um posto de combustível local e as secretarias municipais de Administração, Educação, Saúde, Assistência Social e Obras e Urbanismo, a Prefeitura de Bacabal estima pagar mais de R$ 2.000.000,00 (dois milhões de reais) por fornecimento de combustíveis.

O negócio milionário entrou em vigência no dia 10 de setembro, pouco mais de um mês antes de uma carreata promovida pelo atual prefeito e candidato Edvan Brandão, o contrato deve se estender até 31 de dezembro de 2018.

O Posto Primavera (Primavera Derivados de Petróleo Ltda) fica situado na rodovia BR-316, Km 361, em frente ao Estádio Correão, onde por coincidência ou não veículos que participaram da carreata do candidato foram abastecidos. O Ministério Público precisa investigar esse verdadeiro “derramamento” de dinheiro público, e acabar com esse absurdo abuso de poder econômico que está ocorrendo em Bacabal.

veja

TCU faz auditoria na Prefeitura de Bacabal para apurar aplicação de verbas do Fundef

O Tribunal de Contas da União (TCU) que, em parceria com o Tribunal de Contas do Estado (TCE-MA) está realizando fiscalização sobre a correta aplicação dos recursos oriundos de precatórios do Fundef, está convocando os representantes dos municípios fiscalizados a entrarem em contato urgente com a Secretaria do TCU no Maranhão.

A fiscalização conjunta atende aos acórdãos 1824/2017, 1962/2017 e 1518/2018, todos com voto condutor e relatoria do ministro Walton Alencar Rodrigues e deliberação do Pleno do TCU.

A gestão de Edvan Brandão já passa pela primeira “peneira” antes das eleições suplementares no município. A situação do município na gestão Edvan é para lá de precária tendo em vista os inúmeros problemas estruturais do município que estão sendo esquecidos pela atual gestão.

Além de Bacabal  Anapurus, Apicum-Açu, Belágua, Bernardo do Mearim, Bom Lugar, Cachoeira Grande, Capinzal do Norte, Codó, Fortaleza dos Nogueiras, Gonçalves Dias, Guimarães, Lago do Junco, Lajeado Novo, Mirinzal, Nina Rodrigues, Olho D´Água das Cunhãs, Parnarama, Penalva, Pinheiro, Presidente Juscelino, Primeira Cruz, Santa Luzia, São Bernardo, São Francisco do Maranhão, Serrano do Maranhão, Tufilândia e Tutóia também serão fiscalizados.

Gestão de Edvan Brandão é caótica em Bacabal

Após assumir a Prefeitura de Bacabal interinamente, o vereador Edvan Brandão (PSC) jogou os índices de desenvolvimento da cidade lá para baixo.

Durante a breve gestão do parlamentar, a população viu o município regredir nos setores de educação, saúde e infraestrutura.

Nas ruas, não é raro ouvir reclamações dos moradores. Uma das principais é que a economia já está quase parando, o comércio local anda às moscas.

Os hospitais estão precários, bem como as escolas, que não oferecem uma merenda de qualidade para os alunos, falta higiene nos banheiros, há carteiras quebradas por todos os lados. Um abandono total.

A situação em Bacabal é lamentável!

Edvan Bradão assumiu a Prefeitura de Bacabal após o prefeito eleito José Vieira ser cassado pela Justiça. Ele está concorrendo ao cargo de prefeito nas eleições municipais suplementares de 2018, que ocorrerá em 28 de outubro.