Suspeito de ser mandante de chacina em Coelho Neto é apresentado em São Luís

Antônio Carlos Sobral da Rocha ‘ Didoca’. Foto:TV Mirante.

O suspeito de ser o mandante  do tiroteio que resultou em quatro mortes em Coelho Neto, foi transferido para São Luís nesta segunda-feira (17). Antônio Carlos Sobral da Rocha, o ‘Didoca’, foi preso enquanto tentava fugir do município de Vitória do Mearim para Imperatriz.

De acordo informações policiais, o suspeito foi localizado após a Polícia Civil receber uma informação de que ele estava fugindo para Imperatriz. Uma barreira policial foi montada entre os municípios de Vitória do Mearim e Santa Inês, e após algumas abordagens, ele foi reconhecido e em seguida, preso pela polícia.

Segundo  Armando Pacheco, superintendente da Polícia Civil do Interior(SPCI), o crime foi cometido por vingança e estaria sendo planejada há anos. As investigações apontam que membros da família rival e que foi vítima da chacina, teriam assassinado um membro da família de Antônio Carlos Sobral.

“Teria sido um suposto homicídio que a família rival, que foram as vítimas de Coelho Neto, teriam praticado contra a família dele. Por conta disso, ele vinha planejando há anos essa vingança, já tentou por duas vezes contra a vida desses familiares, até conseguir assassinar eles na cidade de Coelho Neto”, explicou.

Ainda segundo Armando Pacheco, o Antônio Sobral tem em sua ficha criminal  sete homicídios, tráfico de drogas e porte ilegal de arma. Há suspeita que  Antônio Carlos esteja envolvido em crimes que ainda não foram solucionados pela polícia.

Após  apresentação, Antônio Carlos Sobral  da Rocha  foi encaminhado ao Complexo Penitenciário de Pedrinhas onde permanece à disposição da Justiça. As investigações sobre o crime ainda estão em andamento, já que os suspeitos de terem disparado contra as vítimas ainda não foram presos.

Polícia investiga tiroteio que resultou em quatro mortes em Coelho Neto

Quatro homens morreram na manhã do último domingo(09), no município de Coelho Neto,no interior do Maranhão.

De acordo com informações repassadas pelo delegado Jair Paiva,os indivíduos chegaram a um mercado da cidade armados e começaram a atirar,quando um outro grupo,também armado, reagiu aos disparos.

Ainda de acordo com a polícia, a ação teria sido motivada por um dessentimento entre rivais.

No total,quatro pessoas morreram,sendo três da mesma família.No tiroteio,mais cinco pessoas foram feridas,entre eles uma criança.

Com informações: Imirante. com