Colégio Dom Bosco é acusado de negar matrícula para criança autista

O Colégio Dom Bosco, uma das escolas mais tradicionais de São Luís com mais de 60 anos de história, está sendo acusado de negar matrícula a uma criança autista. A denúncia foi feita pelo blogueiro Yuri Almeida através das suas redes sociais.

“No Dom Bosco, em São Luís, aguardando equipe do @ProconMaranhao . Estão procrastinando matrícula de meu filho, autista, menor. Sequer estão nos recebendo. É crime, repugnante e desumano. Também vou levar o caso à Polícia e Ministério Público”, denunciou Yuri Almeida.

De acordo com o blogueiro há duas semanas ele recebem informações do Colégio Dom Bosco que será dado um retorno no dia seguinte, mas nunca ligam. “E eu ligo, e dizem que está dependendo de resposta de alguma pessoa da coordenação. Por último, ontem, disseram para vir hoje aqui, que seríamos recebidos pela direção, uma pessoa de nome Igor, mas ele sequer nos recebeu. Também outra pessoa dizer pra gente voltar pra casa que depois eles ligam. Ou seja, estão nos enrolando. Não podem fazer isso. Ele sequer precisa de aprovação em exame para ser matriculado. É lei”, afirmou.

De acordo com Yuri, o PROCON foi acionado, mas ainda assim ele levará o caso a Polícia Militar e ao Ministério Público do Estado.

Fonte: Blog do Diego Emir

Funcionário da Equatorial morre eletrocutado

Um acidente de trabalho na BR – 135, próximo ao cemitério de São Domingos do Maranhão, resultou na morte de um funcionário da empresa Equatorial, identificado como Paulo Henrique, nesta segunda-feira (13).

A tragédia aconteceu enquanto uma equipe da empresa realizava uma manutenção da rede elétrica.

O Samu foi acionado, mas a vítima foi encontrada já sem vida. Paulo era casado, morava em Presidente Dutra e deixa um filho.

 

 

 

 

 

 

Prefeito de Porto Rico é denunciado por nepotismo

Uma investigação apura um possível caso de nepotismo cometido pelo prefeito de Porto Rico, Aldo Brown, na contratação da sua sobrinha Camila Pereira dos Reis, para exercer o cargo de nutricionista na Prefeitura do Municipal.

De acordo com informações, a investigação também vai apurar o possível recebimento de salários, sem a prestação de serviços por Nicolly Macário da Conceição, configurando caso de funcionário fantasma e ato de improbidade administrativa.

Aldo Brown vai responder por prática de nepotismo, nomeações de servidores sem qualificação exigida para o desempenho de cargo e que não exercem os serviços pelos quais são remunerados.

O gestor tem o prazo de 10 dias para exonerar Camila Pereira dos Reis, caso, de fato, a mesma possua parentesco com ele. No caso de Nicolly, deverá ser informado ao Ministério Público Estadual, se realmente existe vínculo com a Prefeitura, apresentando o cargo, lotação, carga horária e remuneração.

A nomeação de parentes para o exercício de cargos públicos em comissão ou de confiança ou, ainda, de função gratificada, constitui prática nociva à Administração Pública, denominada nepotismo.

Ex-jornalista de Flávio Dino revela o plano do PCdoB para tirar Josimar Maranhãozinho da disputa em 2022

De aliado indispensável para a vitória do Governador Flávio Dino em 2018, o deputado federal Josimar de Maranhãozinho, líder do PL, Avante e Patriotas no Maranhão, tornou-se uma espécie de bode expiatório nas mãos do PCdoB, partido comandado pelo jornalista Márcio Jerry Saraiva Barroso.

Se antes, Josimar se gabava de receber “cinco ligações do governador por dia”, hoje ele é alvejado por todos os lados pela máquina político-midiática operada de dentro do Palácio dos Leões.

Nas últimas semanas, o nome do ex-prefeito de Maranhãozinho voltou a ocupar o noticiário político brasileiro, principalmente por causa da filiação do presidente Jair Bolsonaro ao Partido Liberal. Desde então, a artilharia midiática controlada por Flávio Dino fez dele uma espécie de bode expiatório.

A aliança entre Josimar e Flávio Dino começou em 2017, quando o então deputado estadual do Partido da República arrastou todo o seu grupo político para o palanque comunista. Após reeleger-se contra Roseana Sarney, em 2018, Dino abriu os cofres do governo, entregando cargos, secretarias e tudo que o poder oferece ao novo aliado.

Em 2020, PL, Patriotas e Avante abraçaram o projeto dinista em São Luís. Nesse período, com a concordância integral do governador comuno-socialista, Josimar financiou, em primeiro e segundo turno, a candidatura de Duarte Júnior a prefeito. Logo após a derrota para Eduardo Braide (Podemos), a fatura foi cobrada, e o governador apareceu por diversas vezes, em reuniões com Maranhãozinho, fazendo o famoso gesto que é marca registrada de seu grupo político.

Na disputa pelo comando da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (Famem), no início deste ano, Josimar também se posicionou ao lado de Flávio Dino, embarcando na candidatura do prefeito de Caxias, Fábio Gentil, em acordo com os interesses do Palácio dos Leões. Com a vitória do pedetista Erlânio Xavier, de Igarapé Grande, a relação começou a desandar, com prefeitos aliados de Maranhãozinho acusando Dino e Brandão de não cumprirem os acordos firmados para eleição da Famem.

Com as investigações contra Josimar avançando em nível federal, Flávio Dino apressou-se em se afastar do aliado. As postulações majoritárias do esposo da deputada estadual Detinha serviram como estopim para o rompimento definitivo. Nas últimas semanas, porém, a artilharia dinista perdeu o pudor, apontando todas as armas na direção do “Moral da BR”.

No último final de semana, reportagem da Revista Crusoé, assinada por um primo do secretário de Comunicação do Maranhão, Ricardo Cappelli, publicou detalhes de uma investigação contra Josimar de Maranhãozinho, sem poupar nem mesmo o deputado federal Duarte Júnior.

Desde então, veículos de imprensa alimentados pelo governo estadual no Maranhão e fora do estado dedicam-se à cobertura das denúncias, com vídeos, fotos e notícias sobre uma possível cassação do parlamentar. Como se isso não fosse suficiente, portais institucionais do PCdoB partiram para o ataque. Até as redes do partido no Maranhão foram acionadas, deixando claro que a intenção é tirar Maranhãozinho de qualquer jeito disputa eleitoral do ano que vem.

Prefeito de Afonso Cunha vai gastar quase R$ 1 milhão em manutenção de ar-condicionado

O polêmico prefeito de Afonso Cunha, Arquimedes, pretende selar um contrato milionário com uma empresa especializada no ramo de manutenção de ar-condicionado. De acordo com o apurado, o gestor pretende gastar quase R$ 1 milhão.

No edital publicado no SACOP-MA, o valor exato que Arquimedes pretende estourar é de R$ 963.930,000000 e o objeto está especificado como: “Contratação de empresa especializada em instalação e manutenção preventiva e corretiva em sistemas de ar-condicionado através do sistema de registro de preço.”

Ao que parece, Arquimedes perdeu a noção de valores e não tem se importado em escancarar supostos contratos superfaturados. O Ministério Público Estadual e a Polícia Federal precisam investigar o caso.

Vídeo: Aluno do IFMA do Monte Castelo é ameaçado e chamado de vagabundo por professor

Um aluno do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão relatou que na terça-feira (30) foi agredido verbalmente, chamado de vagabundo e ameaçado de sofrer violência física por um professor da instituição.

De acordo com o aluno, o caso aconteceu enquanto ele fazia uma atividade física e fazia o uso de uma máscara facial pra se proteger da contaminação da Covid-19. O aluno se sentiu cansado e subiu na arquibancada para descansar, o professor começou a chamá-lo para retornar à atividade e o aluno teria se recusado a voltar.

“Logo quando eu me sentei ele começou a gritar dizendo que era pra eu ir embora e eu fui afirmando que estava cansado e ia voltar. Depois eu voltei para quadra e o professor começou a gritar mandando eu ir embora e ficou me ameaçando, dizendo que ia chamar a segurança e que eu ia levar falta. Tudo isso porque ele já estava estressado com outro caso de uma turma anterior à minha e descontou em mim”, relatou o aluno.

O aluno ainda relatou que, após se estabelecer fisicamente, voltou para a quadra. O professor se descontrolou e o aluno voltou novamente para a arquibancada. O professor teria ido até o aluno para xingá-lo e ameaçá-lo de violência física.

“Naquele momento eu ainda não estava assimilando o que tinha acontecido e fiquei rindo de nervoso por estar desconfortável. Depois que eu desci da arquibancada, ele avançou em mim e pareceu mesmo que ele ia me bater, ele disse algo similar a ‘só não te bato porque’ alguma coisa que eu não consegui ouvir. Quando saí do ginásio, eu comecei a ficar com as mãos tremendo e o coração batendo descompassado, fiquei com a cara vermelha e até com o olho inchado”, contou o estudante.

 

Cidadania abandona Weverton e decide apoiar Brandão para o governo do MA

Como antecipou o ATUAL7, a cúpula do Cidadania maranhense bateu o martelo e decidiu abandonar o senador Weverton Rocha (PDT) na disputa pelo Palácio dos Leões em 2022.

Em publicação no Twitter, nesta quarta-feira (1º), a sigla anunciou que vai seguir a decisão do governador Flávio Dino (PSB) e também apoiar o vice-governador Carlos Brandão (PSDB).

“Em uma decisão colegiada, o partido Cidadania no Maranhão decidiu acompanhar a opção do governador Flávio Dino de apoio a pré-candidatura ao governo do estado do vice-governador Carlos Brandão para as eleições de 2022, anunciada na última segunda-feira (29)”, publicou.

Com a decisão do partido, Brandão reafirma possuir maior potencial eleitoral e capacidade de aglutinação de forças partidárias para a sucessão estadual, critérios estabelecidos entre Dino e aliados para que seja lançado apenas um candidato ao governo do Maranhão pelo grupo dinista na eleição de ano que vem.

Mesmo sem o apoio do chefe do Executivo e esvaziado, Weverton tem indicado que pretende trair o acordo e o líder do próprio grupo e seguir na disputa.

O Cidadania no Maranhão é comandado pelo pastor Eliel Gama. Ele é irmão da senadora Eliziane Gama, que ainda segue anilhada a Weverton Rocha em troca da garantia de eleição de seu esposo, o empresário Inácio Melo, para a Assembleia Legislativa.

Fonte: ATUAL7

Chapadinha: Inquérito vai apurar abandono e precariedade de escola municipal

Por meio de fotos e vídeos, o Ministério Público Estadual tomou conhecimento da total situação de abandono e precariedade das instalações físicas e estruturais da Escola Municipal Raimundo Rodrigues dos Santos, no povoado Riacho Fundo, na cidade de Chapadinha.

A instituição instaurou um Inquérito Civil Público para apurar a situação estrutural e falta de condições físicas adequadas na escola e identificar as responsabilidades e omissões dos responsáveis.

A grave situação evidencia a falta de investimento e planejamento para manutenção de ambiente íntegro, salubre e adequado para garantir condições mínimas de trabalho e para o ensino escolar por parte da prefeitura. O prefeito e o Secretário de Educação serão informados sobre o inquérito.

Veja: Secretaria de Educação de Zé Doca anuncia melhorias para professores municipais

Na noite de ontem (18), os professores zedoquenses tiveram boas novas comunicadas pela prefeitura por meio da secretaria de educação. O ponto alto do evento foi o anuncio da redução de carga horária para 40 professores, que foi uma surpresa apresentada no momento do evento, a medida dá seguimento ao programa de valorização e compromisso com os professores municipais.

Em sua fala a prefeita Josinha agradeceu e parabenizou os professores pelo trabalho prestado na educação do nosso município. “Fizemos questão de manter esse noticia em segredo, para ser anunciada somente no encontro, a emoção de vocês também é nossa, aqui agradeço a contribuição desses profissionais para com a educação do município.”

Outras medidas

A SEMED anunciou ainda gratificações para professores graduados, pós-graduados e da educação infantil. Também foi apresentado um plano de ação voltado para a qualidade de vida dos professores por meio de uma equipe multidisciplinar com psicólogos, professores de educação física e zumba, nutricionista entre outras medidas para garantir a saúde mental e física dos docentes.

“Estamos muito satisfeitos com essas novas medidas, a educação em Zé Doca tem a marca da valorização, do respeito as pessoas, parabéns a todos pelo empenho e pelas conquistas.” Comentou a secretaria da pasta Sônia Maria.

Prefeito de Codó é investigado por pagamento de honorários advocatícios com recursos do FUNDEF

O Ministério Público estabeleceu o prazo de 10 dias para que o Prefeito de Codó, Zé Francisco, se manifeste a respeito de um possível pagamento de honorários advocatícios, em nome da Prefeitura, com recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (FUNDEF) e do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (FUNDEB).

O MP decidiu pela abertura de um Inquérito Civil após um ofício encaminhado pela Procuradoria Geral de Justiça, com base no Acórdão nº 2904/2020 – TCU – Plenário, indicar a necessidade de diligência junto ao município de Codó, entre outros no Maranhão.

Caso o gestor se negue a responder, receberá uma advertência de responsabilidade podendo responder por ato de improbidade administrativa.