Distância entre Carlos Lula e Pedrinhas fica cada vez menor

Secretário de Saúde do Maranhão é alvo de inquérito da Polícia Federal por suposta fraude em licitação. Investigação tem relação com o IDAC, alvo das operações Rêmora e Pegadores

Atual 7

Ao analisar o pedido de habeas corpus formulado pelos advogados do secretário estadual de Saúde, Carlos Eduardo Lula, o desembargador federal Néviton Guedes, que remeteu o caso ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), não se limitou a recusar a petição por falta de competência para julgar o caso, mas também encurtou dramaticamente a distância que separa o ainda auxiliar do Palácio dos Leões e a famosa farda laranja destinada aos hóspedes do Complexo Penitenciário de Pedrinhas.

Na decisão urgente, Guedes, que é o Tribunal Regional Federal da 1ª Região, revelou que — diferente do que se pensava — Lula já é alvo de um inquérito policial federal exclusivo, por suposta fraude no processo licitatório que consagrou a famigerada Organização Social Instituto do Desenvolvimento e Apoio à Cidadania (IDAC), alvo das operações Rêmora e Pegadores, para administrar a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Chapadinha, desde junho do ano passado.

Ainda na decisão, o desembargador ressaltou que a defesa de Carlos Lula utilizou uma informação que não condiz com a verdade no pedido de HC, e esclareceu que esse inquérito instaurado pela PF contra o titular da Secretaria de Estado da Saúde (SES) não foi arquivado; e que não há ilegalidade nas investigações que vêm sendo feitas pelo Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União (CGU), inclusive com depoimentos de peças-chave da Sermão aos Peixes.

Ou seja: como não houve a análise do mérito, Lula permanece alvo de investigação no inquérito que apura fraude no processo licitatório vencido pelo IDAC, não conseguido evitar também o compartilhamento de indícios de crime descobertos pela força-tarefa federal num outro inquérito, também relacionado ao IDAC e a UPA de Chapadinha.

A sensação que permeava figurões do Palácio dos Leões desde o início da atual gestão, de que poderiam delinquir impunemente, começa a ser vencida, e a iminência do cumprimento de um pedido de prisão contra Carlos Lula está cada vez mais próxima, podendo já acontecer, inclusive, quando ele prestar depoimento aos policiais federais.

Prefeitura de Nova Olinda lança o Cartão do servidor

A Prefeitura de Nova Olinda do Maranhão realizou na tarde desta terça-feira(17), o evento de lançamento do Cartão do Servidor Público Municipal.

O encontro aconteceu no auditório da Prefeitura Municipal e contou com a participação da Prefeita do Município, Iracy Weba(PV), do Deputado Estadual Hemetério Weba(PP), vereadores, comerciantes e secretários municipais.

Para o empresário Rhuan Oliveira, o programa vem fomentar a economia local e garantir a estabilidade do comércio de Nova Olinda do Maranhão.
O Deputado Estadual Hemetério Weba(PP) ainda ressaltou;
“Todos nós sabemos da dificuldade que os servidores do nosso município tem para fazerem os saques de seus salários, pois no município de Nova Olinda do Maranhão falta uma agência do Banco do Brasil, já entramos com vários pedidos para que seja instalado uma agência mas, ainda não fomos atendidos. Pensando na comodidade dos funcionários, a prefeita Iracy Weba está fazendo a implantação desse programa que os servidores poderão ter seus salários antecipados em até 50% através do cartão e poderão fazer suas compras no comércio local”
Completou o parlamentar.

Agindo politicamente líderes do sindicato de professores de Carutapera “tramam” para tentar desgastar a gestão…

Em pleno ano leitoral e tendo os principais opositores da gestão em Carutapera fracassados, o sindicato de professores comandado por políticos, o ex candidato a vereador Enoque Farias ele que tirou ZERO votos de acordo com a justiça eleitoral quando foi candidato, ou seja foi candidato de fachada apenas para não trabalhar e passar o período da campanha recebendo os proventos, Enoque se quer votou nele mesmo, o que reforça a ideia de crime de estelionato contra a administração pública , já o vice presidente do sindicato Mauricio Queiroz é um velho conhecido da policia do Maranhão pois o mesmo foi preso em meados do ano passado dirigindo um carro roubado, além de ser encontrado com documentos do veiculo falsos, o mesmo foi levado para o presidio de segurança máxima do Maranhão, Pedrinhas,e liberado após assinar um termo de culpa,Enoque ainda responde na justiça por não ter prestado contas de campanha, a mesma que obteve zero votos, em uma condenação o sindicalista foi considerado pela justiça, ficha suja, não podendo se candidatar a cargo publico.

Enoque sonha em ser prefeito do município de Carutapera mesmo tendo apoiado o candidato derrotado nas eleições passada o mesmo que está “arrolado” até o pescoço na policia federal por suspeitas de participar de um esquema de desvio de dinheiro da saúde do maranhão REVEJA AQUI, agora o sindicato que sempre agiu de forma politica ,tenta a todo custo desgastar a administração com a deflagração de uma greve que é apoiada por menos de 30% dos professores do município, e repudiada por toda a população, pois os mesmo já sabem que o sindicato sempre se aproveitou de movimentos como esses para lucrar politicamente e financeiramente. Tendo inclusive membros, citados em dossiê da polícia federal por intercepção telefônica com investigado nos desvios da saúde, mais isso é assunto para a próxima matéria…

STJ concede habeas corpus ao empresário Lúcio André acusado de espancar a ex mulher.

O ministro Felix Fischer, do Superior Tribunal de Justiça (SJT), concedeu habeas corpus em favor do empresário Lúcio André Genésio. A sentença do ministro ratifica entendimento da 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Maranhão que, no início deste mês, revogou a prisão preventiva decretada contra o empresário.

O despacho de Fischer também torna sem efeito qualquer decisão que, porventura, venha a ser tomada durante a sessão do Pleno do TJMA nesta quarta-feira (18).

Em pleno ano eleitoral, ex prefeita de Santa Luzia do Paruá torrou quase R$ 1 milhão com material gráfico

Em ano de eleição tudo pode, inclusive fazer contratos escandalosos e cheios de suspeitas.

Foi o caso do município de Santa Luzia do Paruá, comandado pela prefeita Eunice Bouéres Damasceno em 2016

A prefeitura fez um contrato exorbitante no valor de R$ 959.129,00 para serviços com material gráfico.

A empresa que fechou a contratação foi A. Alcântara Silva – ME que, de acordo com o Diário Oficial, “prestou” o serviço de “confecção de material gráfico de interesse das secretarias municipais”.

O curioso, a então prefeita  gastar quase R$ 1 milhão dos cofres públicos, em pleno ano eleitoral.

ALÔ, Ministério Público!

Quase 1 ano fora da Gestão o  Ministério Público se quer se pronunciou sobre esses e outros abusos cometidos no período da gestão Eunice.

 

Prefeitura de Centro Novo emite nota de esclarecimento, e parte para “cima” do Blog…

Em uma nota de esclarecimento a prefeitura de Centro Novo atacou a liberdade de expressão, e vários veículos de comunicação, acompanhe:

PREFEITURA ESCLARECE A atual Gestão de Centro Novo do Maranhão, vem trabalhando incansavelmente para realizar todos os atos públicos com transparência, usando de forma correta os recursos públicos, tudo dentro da legalidade, defendendo o bem público e atuando com respeito ao tempo e prazos dos trâmites legais. Prova disso é que a Prefeitura Municipal, pela primeira vez em sua história, entregou com antecedência a Prestação de Contas referente ao exercício de 2017 no Tribunal de Contas do Maranhão (TCE-MA), e ainda segue as exigências legais quanto ao Portal da Transparência, o que mostra a responsabilidade e o compromisso com a população. É importante esclarecer que a publicação divulgada por um blogueiro da Região, é uma informação totalmente equivocada, sendo que o contrato firmado com a empresa G.BARBOSA E CIA LTDA – ME, foi exclusivo para o fornecimento de material de construção, para atender às necessidades do município, e não de obras como mencionado na postagem. É importante também esclarecer, que o valor firmado no contrato, trata-se de uma previsão de gastos para todo o ano de 2017, inclusive não foi utilizado nem 500 mil reais, ficando saldo para o ano de 2018. O valor gasto foi muito bem aplicado, em reparos necessários e emergênciais, principalmente nos prédios públicos, que no início da Gestão estavam deteriorados, sucateados, sem nenhum tipo de manutenção. Por outro lado é imprescindível levar em consideração que muitos Blogueiros nessa Região são pagos para tumultuar e prejudicar a administração e não para passarem informações verídicas. ASCOM – Prefeitura Municipal de Centro Novo do Maranhão.

A prefeitura de Centro Novo faltou com respeito aos profissionais da comunicação que não diferente dos demais destilam a bandalheira que é sua gestão, são inúmeras, pois é  notório a bagunça administrativa que esta acometido o município de Centro Novo que inclusive pode ser alvo de uma auditoria do Tribunal de Contas e CGU que deve investigar detalhe por detalhe de licitações, além de  saber como está sendo usado recursos federais como Assistência social  e educação, quando a prefeitura cita que “muitos Blogueiros nessa Região são pagos para tumultuar e prejudicar a administração e não para passarem informações verídicas.” A prefeitura de Centro Novo precisa se preocupar em administrar para o povo e cumprir o papel com excelência não em se “blindar,” atacando a imprensa e ferindo os paramentos da liberdade de expressão, tentando passar o vitimismo a população, e atacando quem voluntariamente representa anseios da comunidade, só mostra o despreparo e a falta de coerência da gestão.

Cabe aos Blogs que são os maiores veículos de comunicação do estado e do mundo, denunciar possíveis descasos,as autoridades competentes cabe, investigar e apurar os fatos, a prefeita precisar “atacar” o MP e demais órgãos,não os blogs…

Nova Olinda do MA: Secretaria de assistência social realiza reunião técnica da campanha “Faça Bonito.”

A Prefeitura de Nova Olinda do Maranhão, através da Secretaria Municipal de Assistência Social, realizou na tarde desta segunda-feira(15) a primeira reunião técnica para planejamento das atividades da campanha Faça Bonito, que será realizada dia 18 de maio.

O encontro aconteceu no Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) e contou com a participação do secretário municipal de Assistência Social, Marlon Cutrim,da coordenadora da proteção básica Rejane dos Santos, equipes do CRAS e do Serviço de Convivência e da Secretaria Municipal de Educação.

Na oportunidade foram definidas as diretrizes do evento que acontece dia 18 de maio. Segundo a coordenadora técnica, Rejane dos Santos,novas reuniões serão realizadas com a participação de outras entidades.

Assecom Janiel Kempers

A imagem pode conter: 9 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas sentadas e área interna1

A imagem pode conter: 8 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas sentadas e área interna

 

A mídia alinhada ao Palácio dos Leões tem “conspirado” diariamente contra a Policia Federal

Um esquema de propinagem e roubo de dinheiro público da saúde do maranhão descoberto pela Policia Federal no governo Flávio Dino deixou a instituição vulnerável a constantes ataques, tanto por parte do próprio governador, que hora ou outra, deixa a entender em suas redes sociais que toda operação é orquestrada por José  Sarney seu mais maquiavélico adversário, o governador fala como se Sarney, tivesse plenos poderes sobre a instituição federal, o que acaba manchando de certa forma a imagem da policia federal no Maranhão, ao ver o comandante disparar diariamente inúmeras criticas as operações do órgão aqui no estado, os comandados se vestem de “poder” e exalam conspiração contra a policia federal, não é  difícil abrir um blog ou jornal alinhado ao palácio dos leões e ver as criticas descabidas, e a tentativa de botar o povo contra a PF, o  conchavo não se estende apenas a policia Federal,um blogueiro também tem sido vitima do conventrículo criado por “ratos” palacianos, é  preciso que a Policia Federal tome providências e não deixe que continue esse arranjo imoral, que tem como prioridade descredibilizar uma operação séria que beneficiará  o maranhão, acabando com toda sorte de maracutaia e punindo com cadeia quem ousar roubar dinheiro da saúde do Maranhão.

A conspiração existe!

URGENTE! Polícia Militar aborta tentativa de assalto à agência bancária de Cândido Mendes e três assaltantes acabaram presos

Três bandidos se preparavam para assaltar a agência do banco do Bradesco em Cândido Mendes quando foram surpreendidos pela polícia militar que conseguiu  evitar o roubo e aprendeu os três meliantes.

MPE requer que outdoor de Maura Jorge e Jair Bolsonaro seja imediatamente retirado

O Ministério Público Eleitoral no Maranhão encaminhou ao Tribunal Regional Eleitoral no Estado (TRE-MA) representação contra Maura Jorge de Alves Ribeiro, pré-candidata à eleição para o Governo do Maranhão, em 2018. Ela é acusada de  realizar propaganda eleitoral antes do prazo, violando o artigo 2º da Resolução TSE nº 23.551/2017, que diz que “a propaganda eleitoral só é permitida após o dia 16 de agosto do ano da eleição”.

Para o Ministério Público Eleitoral, Maura Jorge fez propaganda eleitoral antecipada por meio de outdoorlocalizado em São Luís (MA), na Avenida dos Holandeses, local de grande circulação na cidade, o que é vedado pela legislação eleitoral. Foi constatado, desde 9 de abril de 2018, que o outdoor apresenta a imagem da pré-candidata ao governo do estado ao lado do pré-candidato à presidência da República Jair Bolsonaro, com os seguintes dizeres “Unidos somos mais fortes”.

Segundo o procurador regional eleitoral substituto Juraci Guimarães Júnior,  “é importante contextualizar essa propaganda eleitoral antecipada por meio de outdoor no conjunto de outras ações, como vídeos veiculados na internet, que demonstram a intenção de Maura Jorge de Alves Ribeiro de levar ao conhecimento geral sua candidatura e o apoio do pré-candidato à presidência, Jair Bolsonaro”, disse.

O Ministério Público Eleitoral requer que o outdoor seja imediatamente retirado, bem como qualquer outro presente no estado do Maranhão, e o pagamento de multa prevista no artigo 4º da Resolução TSE nº 23.551/2017, entre R$ 5.000,00 e R$ 20.000,00.