Falta de liderança e de articulação expõem governo Dino na Alema

A falta de liderança e de articulação do governo de Flávio Dino (PCdoB) na Assembleia Legislativa do Maranhão têm exposto a ineficiência da gestão comunista em diversos setores da administração pública, principalmente nos da saúde, infraestrutura, segurança e educação.

Nos quase três meses de trabalho na Casa, deputados da base aliada ao Palácio dos Leões têm jogado fortemente contra Dino, em cobranças por ações e melhorias do governo em áreas em que atuam e municípios onde possuem base eleitoral.

O empoderamento vem sendo exercido, em sua maioria, pelos deputados novatos Daniella Tema (DEM), Dr. Leonardo Sá (PR), Dr. Thaíza Hortegal (PP), Fernando Pessoa (SD), Rildo Amaral (SD) e Detinha (PR).

Esta última, por exemplo, na semana passada, exigiu da tribuna e diretamente ao secretário estadual da Educação, Felipe Camarão, que correu para a Alema para audiência com a deputada a fim de evitar maiores desgastes, melhorias para escolas do Alto Turi, região que abrange 17 municípios. Em discurso, ela fez um relato sobre a situação das escolas da regional de Zé Doca, que passam, principalmente, por dificuldades relativas à falta de infraestrutura e de professores.

Um petardo no Escola Digna, principal programa de Flávio Dino.

Apesar de afiançado pelo governador para ouvir os pleitos e negociar com os parlamentares, o líder do governo na Alema, deputado Rafael Leitoa (PDT), tem se demonstrado inábil e falhado na tarefa. Também o novo responsável pelos Assuntos Políticos no governo estadual, Rodrigo Lago, e o secretário-chefe da Casa Civil, Marcelo Tavares.

Se o empoderamento dos novatos for levado adiante, para não continuar a ser exposto negativamente pela base aliada na Assembleia Legislativa, e para evitar eventuais derrotas até então inéditas em votações importantes, Dino terá de redesenhar sua liderança e articulação política, tanto no Palácio Manuel Beckman quanto na estrutura das pastas do governo que têm deixado de cumprir com suas funções.

Suposta prisão de pistoleiros que executaram vereador é fake news

de desta terça-feira (23), uma informação falsa começou a se espalhar por grupos de WhatsApp afirmando ser verídica a prisão dos pistoleiros que executaram o vereador Jango de Maranhãozinho.

contato direto e constante com forças policiais, nossa redação foi em busca da veracidade da informação e descobriu que a informação é falsa. A polícia ainda busca pistas do paradeiro da dupla responsável pela execução a queima-roupa do vereador, em uma estrada vicinal de Santa Luzia do Paruá.

Caminhoneiros pagam até R$ 200 para passar em trecho da BR-316

As péssimas condições da BR-316, no Alto Turi, interior do Maranhão, seguem aumentando os prejuízos de quem precisa passar pelo local.

Com um atoleiro formado próximo a Nova Olinda, nem grandes caminhões estão conseguindo passar.

Para ajudar os caminhoneiros a seguir viagem, donos de trator chegam a cobrar R$ 200.

“Pra passar lá no local do atoleiro, nós tivemos que pagar 100 reais pra um trator puxar meu carro. Os caminhoneiros estão tendo de pagar 150 a 200 reais pra serem puxados pelo trator pra conseguirem passar”, informou mais cedo um leitor do Blog.

Na semana passada, na mesma rodovia, uma mulher em trabalho de parto precisou ser carregada por dois homens, porque o carro em que eles estava não conseguia passar do atoleiro

Prefeito de Mata Roma é preso na cidade de Caxias

O prefeito de Mata Roma, Ivaldo do Nascimento Silva, está sendo autuado em flagrante nesse exato momento em Caxias por porte ilegal de armas. A informação foi divulgada com exclusividade pelo site O informante.

O prefeito foi preso em uma barreira da polícia militar do estado, na localidade descanso, na saída de Caxias, o gestor  recebeu ordem de prisão e foi encaminhado para a delegacia.

Dutra é denunciado por firmar contratos irregulares na saúde de Paço do Lumiar

O prefeito de Paço do Lumiar, Domingos Dutra, foi denunciado pelo Ministério Público por firmar dois contratos irregulares para fornecimento de alimentação enteral e respectivo material. Além de Dutra, foram denunciados mais 12 pessoas.

Os dois contratos foram assinados em 2017 pela Secretaria de Saúde de Paço do Lumiar (Semus) com as empresas M.A. Silva Equipamentos Hospitalares e a Med Surgery Hospitalar. Os acordos causaram prejuízos de R$ 1.410.400,00 ao erário. Ambos tinham vigência até 31 de dezembro de 2017.

Na manifestação, além do prefeito e das duas empresas, também constam como requeridos a ex-secretária municipal de Administração e Finanças, Neusilene Núbia Feitosa Dutra (mais conhecida como Núbia Dutra), e o titular da pasta de Saúde de Paço do Lumiar, Raimundo Nonato Cutrim.

A lista inclui, ainda, a ex-presidente da Comissão Permanente de Licitação (CPL) do município, Anna Karina Gomes, e o ex-pregoeiro de Paço do Lumiar, Márcio Gheysan Souza.

Entre os acionados também figura a ex-servidora do departamento de pessoal da Semus Ana Cláudia Belfort, que exerceu a função de coordenadora substituta do setor, sem portaria que a nomeasse para o cargo. Em depoimento ao MPMA, ela afirmou que não tinha conhecimento da licitação, mas sua assinatura consta em diversos processos licitatórios da secretaria. Também relatou que não sabia quem era responsável pelos termos de referência ou cotações de preços, referentes ao pregão.

São alvos da ACP, ainda, os empresários Joaquim Abrantes dos Reis Junior (Med Surgery Hospitalar), Alexsandre Magno Lima, Marcos Antonio Silva e Antonio Saraiva da Silva Sobrinho (M.A. Silva Equipamentos Hospitalares).

Outro requerido na ação é Marcus Vinícius Bastos, que assinou documentos no lugar de uma servidora, sem que detivesse competência para tal.

PEDIDOS

Os pedidos do MPMA quanto ao prefeito Domingos Dutra são a perda da função pública, suspensão dos direitos políticos por três a cinco anos e o pagamento de multa civil de até 100 vezes o valor da remuneração recebida.

O Ministério Público também solicita a condenação de todos os acionados a ressarcir os cofres públicos, com os devidos juros e também a pagar todas as custas e despesas processuais.

No caso dos ex-secretários, ex-servidores, empresas e empresários, as penalidades solicitadas são a proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, mesmo que por meio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário, pelo prazo de três anos.

31 pessoas são encontradas em situação análoga à escravidão em Balsas

Operação coordenada por auditores-fiscais do Trabalho, integrantes do Grupo Especial de Fiscalização Móvel (GEFM) do Ministério da Economia, resgatou um grupo de 31 trabalhadores rurais na última quarta-feira (17) em uma fazenda no município de Balsas, no sul do Maranhão. Eles atuavam em uma fazenda de cultivo de soja, construindo cercas, limpando e preparando o solo para o plantio.

Todos os 31 trabalhadores foram resgatados por estarem submetidos a condições degradantes de vida e de trabalho, uma das modalidades de trabalho análogo ao de escravo previsto na legislação. Um deles era um jovem menor de 18 anos.

Os trabalhadores laboravam sem registro, alojados em sete barracos de lona e palha, erguidos com estacas de madeira, com cobertura de lona plástica e palha no piso de chão batido e sem proteção lateral. No meio da vegetação, eles tomavam banho e satisfaziam as necessidades fisiológicas, e a água que usavam para higiene e consumo era extraída de um rio próximo, sem tratamento e armazenada em galões impróprios.

Deputada Detinha cobra do governo seletivo para contratação de professores

Deputada Detinha

Usando a tribuna na Assembleia Legislativa e cobrando com veemência por parte do governo do estado solução para a falta de professores no Maranhão, em especial na região do Alto Turí, a deputada estadual Detinha (PR), já pode comemorar parte das suas reivindicações. O governador Flávio Dino autorizou a Seduc (Secretaria de Educação do Governo do Estado do Maranhão), o lançamento ainda essa semana de novo seletivo para a contratação imediata de mais de 2.500 professores para todo o estado, para suprir carências de forma emergencial nas escolas nas escolas da rede estadual.

Entenda o caso

No dia 15 de março a parlamentar esteve reunida com o Chefe da Casa Civil Marcelo Tavares e com o Secretário de Estado da Educação Felipe Camarão, na ocasião Detinha cobrou mais professores para os municípios e saiu em defesa dos alunos que protestaram em várias partes do estado.

Empresário acumula R$ 1,7 milhão em contratos na prefeitura de Guimarães

Empresário Paulo Henrique e prefeito de Guimarães, Osvaldo Gomes

O município de Guimarães, administrado pelo prefeito Osvaldo Gomes, virou uma verdadeira mina de dinheiro para o empresário Paulo Henrique Ferreira Costa, proprietário da empresa “MP empreendimentos” empresa detentora de contratos em varias prefeituras administradas por “amigos” de Paulo.

De acordo com levantamento realizado pelo blog do Werbeth Saraiva no portal do TCE-MA, a empresa de Paulo Henrique, já faturou de 2018 até os dias atuais, mais de R$ 1,7 milhões apenas do município de Guimarães, e na maior parte dos contratos o recurso é federal oriundo do FUNDEB.

MP EMPREENDIMENTOS LTDA, tem sede em São Luís, e tem como sócios Ladyane Tavares da silva e Paulo Henrique Ferreira costa.

O blog vai mostrar nos próximos dias os resultados das “obras” vencidas pela “MP empreendimentos”, além de detalhar que o empresário é campeão de contratos em prefeituras de “amigos.”

É interessante que o Ministério Público investigue todos os contratos do município de Guimarães, além do andamento de obras vencidas por empresas que vivem no sub mundo das sublocações.

Roberto Costa tem 70% da prefeitura de Bacabal, diz deputado

É inegável a “relação” do prefeito Edvan e do deputado Roberto Costa

O deputado Carlinhos Florêncio foi enfático ao dizer que o deputado Roberto Costa, conseguiu aparelhar a maquina administrativa de Bacabal a sua pessoa.

Florêncio, afirmou que 70% da prefeitura de Bacabal é comandada por Roberto Costa, entre os departamentos comandados por Costa, os mais importantes estão o SAE, secretaria de educação e a secretaria de finanças.

 ” V. Ex.ª tem 70% da Prefeitura do seu grupo político, 70%. Aí eu cito a Secretaria de Saúde, cito o SAAE, cito também a Secretaria de Educação. Eu cito a Finanças. Eu também cito o Secretário de Administração, que é extremamente ligado à sua pessoa. E olhe o que ele tem feito em Bacabal. Então, meus amigos, Senhor Presidente, que bom que o Deputado Roberto assumiu o compromisso realmente de defender Bacabal, que bom. Porque aí ele vai confrontar a voz dele com a população, o que a população anda dizendo da atual gestão de Bacabal. A grande maioria das estradas vicinais do nosso município está arrasada. E todas as obras paliativas que tiveram lá, na minha opinião, foram um desperdício de verba pública, porque todas elas foram mal feitas e mal executadas. Rechaçou, Florêncio.

O discurso do deputado é grave e merece apuração dos órgãos fiscalizadores, pois é corriqueiro em Bacabal que os empresários que fornecem e executam serviços no município são próximos de Roberto Costa, além das obras e serviços que segundo a população é em grande maioria de péssima qualidade, os indícios de superfaturamento em licitações e demais fraudes são enormes em Bacabal. É evidente a necessidade de uma investigação do Ministério Público para saber qual a verdadeira ligação de Roberto Costa e a prefeitura de Bacabal.

Veja o vídeo; 

Sissi Viana contrata papelaria de São Luís por R$ 1,8 milhão

Prefeito Sissi Viana

Localizada em São Luís, a Papelaria Triplo T ganhou um contrato milionário na Prefeitura de Godofredo Viana.

Segundo informações, o acordo visa o fornecimento de material gráfico para o Executivo e para as Secretarias de Saúde e Saneamento, Assistência Social, Educação e Planejamento, Administração, Finanças e Gestão Tributária.

A papelaria, que tem como sócios Maria Guiomar Pereira e Thiago Pereira Rodrigues, vai faturar R$ 1.818.283,66 milhão com a compra dos materiais.

O contrato tem validade de 12 meses.