NEGOCIATA IMORAL! Filho de pecuarista acusado de trabalho escravo, pode virar secretário do trabalho no MA

Filho do Pecuarista José Wilson Macedo – conhecido como Dedé Macedo, o empresário e ex-prefeito de Dom Pedro, Hernando Macedo, pode virar secretário de Trabalho nos próximos dias.

O posto foi oferecido ao ex-prefeito após a família Macedo praticamente ter oficializado um rompimento com o Governador Flávio Dino (PCdoB).

Dedé foi um dos principais financiadores da campanha comunista em 2014, e vinha ameaçando romper alegando ‘falta de espaço’.

A poucos meses da eleição, Dino passou lotear vários cargos e secretarias de Governo na busca de apoio político e financeiro.

O anúncio da nomeação de Hernando para Secretaria de Estado do Trabalho e Economia Solidária (SETRES) deve ser oficializado pelo Governador ainda essa semana.

Seria Cômico se Não Fosse Trágico. Mas o pai do futuro secretário de Trabalho do Maranhão teve seu nome incluído, em 2017,  na “Lista de Transparência sobre Trabalho Escravo Contemporâneo”, a chamada “Lista Suja do Trabalho Escravo” (VEJA).

De acordo com dados da pesquisa, foram identificados vários indícios de trabalho escravo na Fazenda Santa Luz, localizada na Zona Rural de Peritoró – MA, de propriedade da família Macedo

Na época, Dedé ainda fazia parte do Partido Democrático Trabalhista (PDT).

AGIOTAGEM

Além de já ter ocupado a lista suja do trabalho escravo, o patriarca da família Macedo ainda tem em seu currículo empresarial a prática de agiotagem.

Dedé é figura carimbada no meio político Maranhense e Piauíense por emprestar altas quantias em dinheiro durante período eleitoral.

Além de ser apontado como principal financiador da campanha do Governador Flávio Dino em 2014, Dedé é suspeito de participar da sangria aos cofres público de pelo menos 40 prefeituras no Maranhão.

Maldine Vieira

 

Deixe uma resposta