Polícia Civil prende cinco durante operação contra tráfico de drogas no Maranhão

A  Superintendência de Investigações Criminais (Seic) realizou nesta quinta-feira (15), cumprimento a dez mandados de busca e apreensão que resultou na prisão de quatro pessoas na capital e  uma no interior do Maranhão com envolvimento com tráfico de drogas.

Foram presos Clean Lago Abreu, de 49 anos, Edenilze da Silva, de 27 e Laélia Talita, de 19 anos e uma outra pessoa que ainda não teve a identidade revelada.  Pedrina Pereira dos Santos Muniz  foi  no município de Santo Antônio dos Lopes. Na  ação policial foram apreendidos, celulares, cadernos de anotações, documentos; além de drogas.

Segundo informações, o grupo participava de uma facção criminosa que atua no tráfico de drogas na região e era chefiado por quatro detentos que estão cumprindo pena no Complexo Penitenciário de Pedrinhas.

Polícia Civil cumpre mandado de prisão contra suspeito de explodir agência bancária no MA

 Valdenir Coelho Granja Foto: Polícia Civil

 O Departamento de Combate ao Roubo a Instituições Financeiras (DCRIF), da Superintendência de Investigações Criminais(SEIC), deu cumprimento na quarta-feira (10), em São Luís, a um mandado de prisão preventiva, expedido pela comarca de Aparecida de Goiânia(GO),em desfavor de Valdenir Coelho Granja, também conhecido como “TG”. Ele é suspeito de ser um dos integrantes da associação criminosa responsável por explosões em agências bancárias e terminais de autoatendimento nos estados do Goiás, Pará e Maranhão.

Segundo  informações policiais , Valdenir Coelho foi preso em um condomínio, situado no bairro Forquilha, onde ele estava residindo há alguns meses. Na ocasião, ele também foi preso em flagrante pela posse de uma pistola calibre 380, com numeração suprimida e além do uso de documentos falsos.

Pistola 380 encontrada em poder de Valdenir Foto: Polícia Civil

Na ação criminosa ocorrida em Penalva, os criminosos destruíram a referida agência utilizando-se de artefatos explosivos. As investigações continuam com o intuito de identificar, localizar e prender os demais integrantes da associação criminosa.