Dona de clínica de estética vacina no “Grupo de Ricos” da Prefeitura de São Luís

A empresária e médica Marina Reis Ribeiro pode ter furado a fila de prioridade para a vacinação contra a covid-19. Em publicação nas suas redes sociais, a empresária do ramo de estética comemora a vacinação e conta que nos últimos meses tem cumprido rigorosamente o isolamento social por conta do nascimento de sua filha, ou seja, está fora da linha de frente do combate ao novo coronavírus.

“Fiz ( e ainda faço) o isolamento social ao ‘pé da letra’! Foram meses sem sair de casa. Ainda não tive covid! Há 10 meses não vejo meus amigos e alguns familiares”, testemunha Marina Reis Ribeiro, que é proprietária da Clínica Hosana Reis. A médica, inscrita no CRM 1099, não consta como servidora pública da Prefeitura de São Luís, até a presente data e segundo os próprios dados de transparência da Prefeitura.

O blog do Werberth Saraiva adiantou que os médicos, que estão ou não na linha de frente na pandemia, iriam receber o imunizante do vírus. Nesta sexta-feira, 22, seriam os médicos com mais de 60 anos, enquanto na próxima sexta-feira (29) todos os demais médicos. A Prefeitura de São Luís espera a formalização de uma denúncia para apurar as supostas irregularidades, o que aponta que não há, neste momento, uma auditoria para apurar fraudes na fila.

A Prefeitura de São Luís poderia, em respeito à probidade e transparência pública, divulgar nomes, ou mesmo, o universo (percentagem) de vacinados nesta primeira etapa. E dividir por funções: porteiros, zeladores, maqueiros, técnicos de enfermagem, dentistas, médicos e administrativos das unidades de saúde. Até o fim desta quinta-feira (21), cerca de 2,5 mil pessoas haviam sido vacinadas. É preciso destrinchar os grupos e apurar se existe, como tem constatado o blog do Werberth Saraiva, o ‘Grupo de Ricos’.