Vídeo: porteiro é ameaçado e agredido por homem armado dentro de condomínio em São Luís

A Polícia Civil está investigando o crime de ameaça que teve como vítima um porteiro de um condomínio localizado no bairro Renascença, em São Luís.

O ato criminoso foi cometido por um homem, ainda não identificado, que portava uma arma de fogo, e ocorreu no local de trabalho da vítima nesta quarta-feira (22).

De acordo com a Polícia Civil, o caso foi registrado no 9º Distrito Policial, no bairro São Francisco. Os policiais realizaram diligência na cidade, mas não conseguiram localizar o agressor. No decorrer desta semana devem ser ouvidas testemunhas.

O ato criminoso foi filmado pelo sistema de segurança e exibido nas redes sociais. As imagens mostram claramente o suspeito, com uma arma de fogo em punho, invadindo a recepção do condomínio, local de trabalho da vítima.

Ele ainda chega a agredir fisicamente o porteiro utilizando a arma de fogo. Toda a agressão é presenciada por uma mulher.

De acordo com os funcionários do condomínio, a mulher havia ido ao local horas antes para pedir imagens de um suposto furto de aparelho eletrônico de dentro do carro dela, que estava estacionado na rua dias atrás. Como a mulher não conseguiu ver as gravações, o homem aproveitou o momento em que uma moradora saía pelo portão do prédio e invadiu a guarita.

O porteiro trabalhava no local há apenas quatro meses. Em nota enviada, a VSG Condomínios, administradora responsável pelo prédio, lamentou o ocorrido e afirmou ter adotado todas as medidas necessárias.

Códo: prefeito é investigado por irregularidades contrato de merenda escolar

Um contrato selado pelo prefeito de Codó, Zé Francisco, para aquisição de merenda escolar é investigado pelo Ministério Público Estadual.

Segundo informações, a investigação tem como objeto a apuração de supostas irregularidades no Pregão Presencial nº 04/2015, que trata da aquisição dos produtos alimentícios para merenda escolar. A apuração será realizada pela técnica ministerial Paula Brito Da Silva.

Delegado Regional de Zé Doca se “confunde” com datas e manda arquivar boletins de ocorrência

Há três meses teve início uma sucessão de fatos envolvendo dois servidores da Secretaria de Saúde de Boa Vista do Gurupi e um vereador da cidade, Seninha. Três boletins de ocorrência foram registrados. Dois por “preservação de direito” e um por ameaça e violação de domicílio. Por má interpretação da data de um dos fatos e outros motivos, o titular da Oitava Delegacia Regional de Zé Doca determinou o arquivamento de dois boletins.

Este site — que vem acompanhado atentamente o caso — obteve cópias dos boletins de ocorrência e o “despacho” do delegado Saulo Rezende através de um dos queixosos, o servidor Paulo Vitor Rodrigues. Também tivemos acesso à publicação em redes sociais do assessor jurídico do vereador, advogado Fabricio Castro, dando conta do caso.

O COMEÇO DE TUDO — O primeiro boletim foi registrado pela diretora do Hospital Lenilde de Oliveira, Maria Eliane Gomes Silva, e pelo auxiliar administrativo Paulo Vitor Lopes Rodrigues, responsável pela dispensação de medicamentos da Farmácia da referida casa de saúde. O B.O. relata uma visita de Seninha ao hospital, para “fiscalizar a farmácia”, ocasião em que o vereador teria se excedido em suas prerrogativas e causado tumulto. O fato, divulgado pelo vereador, se deu em 17 de março deste ano, e foi comunicado a Polícia no dia seguinte.

INSISTÊNCIA — Após uma semana, o edil voltaria ao hospital em companhia de um filho, para fazer fotos do Paulo Vitor em seu posto de trabalho. As imagens, além de ilustrar publicação de um blog local em nota que acusou o servidor de imperícia, foram divulgadas por Seninha em redes sociais.

O teor das publicações acusa gravemente não só o servidor, que é chamado de falso farmacêutico, mas imputa irresponsabilidade por parte da direção do hospital, que estaria mantendo um funcionário não habilitado para a função. O Ministério Público precisa investigar o caso.

O TEMPO NÃO PÁRA — Quase três meses depois destes acontecimentos, um novo episódio veio se acrescentar ao tumultuoso enredo. Na segunda-feira 6/6 a cidade viria a tomar conhecimento que Paulo Vitor teria sido ameaçado de morte. A ameaça, relatada em novo boletim de ocorrência, foi dirigida por um desconhecido, que, no dia anterior, “invadiu a casa pela porta da cozinha”, relatou o servidor.

O ENGANO — Ao analisar o despacho policial para satisfazer o pedido do advogado do vereador, ficou evidente que o delegado se enganou ao menos uma vez. Para determinar o arquivamento do boletim nº 77970/2022, a razão encontrada foi a anotação da ocorrência do fato em 25/03/2021 e, por ter passado mais de 06 meses, haveria a “decadência no direito (…) do ofendido”, isto é, a perda de prazo para reclamar as providências cabíveis.

Acontece que a data anotada no “relato da ocorrência” foi um erro de digitação. Mas, no alto do documento, logo abaixo do número da Ocorrência, data e hora do registro, está anotado assim: “Data/hora do Fato: 25/03/2022 às 15h00min”.

Para justificar o arquivamento do segundo boletim, de nº 140129/2022, a razão alegada foi não haver “elementos de informação mínimos que possam indicar autoria” da ameaça e por não haver “testemunhas nem suspeitos”.  Um advogado consultado pelo site opinou que a ausência de testemunha ou mesmo um suspeito, não descaracteriza o delito e cabe à polícia investigar. “Pois somente o resultado da investigação poderá indicar o suspeito ou a autoria dos delitos” opinou nossa fonte.

A diretora do Hospital Lenilde de Oliveira, Maria Eliane Gomes Silva, informou que a responsável pela farmácia é a farmacêutica Francisca dos Santos, registrada no Conselho Regional de Farmácia – CRF sob o nº 4983, e que o auxiliar administrativo Paulo Vitor Lopes Rodrigues é apenas o responsável por atender a entrega dos remédios receitados, não cabendo a ele prescrever medicamentos.

Codó: prefeito Zé Francisco e seu filho Pedro Neres são investigados

Um evento realizado pelo prefeito de Codó, Zé Francisco, e o seu filho, Pedro Neres, é investigado pelo Ministério Público sob acusação de utilização de recursos públicos para contratação de cantões e bandas com cachês extremamente caros em virtude da criação do bloco de carnaval “Camaleões”.

Segundo informações, os dois utilizaram recursos públicos para criação de bloco de carnaval que é presidido por Pedro Neres, filho do prefeito municipal de Codó. Eles irão responder por improbidade administrativa.

Loucura: veículo derruba muro e dois homens ficam feridos em São Luís

Dois homens ainda não identificados ficaram feridos após o veículo em que estavam, colidir contra um muro no bairro Cohatrac IV em São Luís. O acidente aconteceu na noite dessa terça-feira (21).

Segundo as primeiras informações de testemunhas, o veículo estava em alta velocidade. O SAMU foi acionado e prestou socorro às vítimas que tiveram fraturas.

Ainda não há mais informações sobre o estado de saúde dos dois homens e o que teria provocado de fato o acidente.

Carolina: compra de passagens áreas nacionais e internacionais pela IMPRESEC é investigado

O Instituto Municipal de Previdência Social dos Servidores de Carolina (IMPRESEC) é alvo de uma investigação do Ministério Público por supostas irregularidades no contrato nº004/2022 que tem como objeto a compra de passagens aéreas, reservas de hotéis e traslado em âmbito nacional e internacional.

Segundo informações, o instituto assinou o referido contrato no valor de R$55.759,00 (cinquenta e cinco mil setecentos e cinquenta e nove reais) para compras de passagens aéreas, reservas de hotéis e traslado em âmbito nacional e internacional.

O MP investiga a legalidade do contrato e considerou a necessidade de diligências complementares, para angariar elementos concretos e atuais que permitam de modo legal e razoável a oferta de outras providências.

 

 

 

Bacabal: Após fraude em votação, presidente do Conselho Municipal de Saúde é investigada

A presidente do Conselho Municipal de Saúde de Bacabal, Kleidylan Bezerra Viana, está sendo investigada após coordenar uma votação irregular na instituição.

Segundo informação, na sessão do Conselho Municipal de Saúde realizada em 27 de janeiro de 2022, foram contrariadas regras do regimento interno.

Na reunião, a conselheira titular Maria da Conceição dos Santos estava presente e não participou da votação, assim como que, no seu lugar, votou o suplente Antônio Francisco de Oliveira Reis.

Uma outra irregularidade diz respeito a Antônio Lindomar Leles que participou da votação, mas não havia sido empossado como conselheiro.

O MP pediu anulação da votação sob pena de adoção das medidas judiciais cabíveis a fim de assegurar a sua implementação.

Empresário é encontrado morto com as mãos amarradas

O corpo de um homem foi encontrado com as mãos amarradas, em estado de decomposição, nesta segunda-feira (20), na cidade de Mata Roma.
O corpo é do empresário Franklin Luz de Oliveira, de 33 anos. Ele residia em Chapadinha, a 34 km de Mata Roma, e estava desaparecido desde o último dia 10.
Familiares estiveram no local e disseram que a vestimenta do corpo é semelhante com a roupa que o empresário estava usando no dia em que desapareceu.
O corpo foi encontrado por populares em uma área de matagal. Em um dos bolsos da calça, foi encontrada a quantia de R$ 7 mil em espécie.
O veículo do empresário foi encontrado totalmente carbonizado, no dia 11 deste mês, no município de Anapurus. O corpo foi removido para o Instituto Médico Legal (IML) de Timon para necropsia e identificação.
O crime tem características de acerto de contas, por vingança, ou pistolagem.

Buritirana: MP investiga condições das escolas municipais

Em Buritirana, o prefeito Tonny Brandão (PDT) não tem se comprometido em dar uma estrutura adequada à comunidade escolar do município.

Alunos e professores encontram dificuldades diárias no ambiente escolar, e essa insatisfação se tornou motivo de uma investigação do Ministério Público Estadual.

O MP instaurou um procedimento administrativo com o intuito de apurar as condições das escolas municipais de Buritirana e dos serviços de educação prestados pela prefeitura.

O MP realizará uma vistoria na rede de ensino municipal com a finalidade de identificar as condições físicas e estruturais da escola, o número de professores e alunos, a existência de sala multisseriada (em caso afirmativo, apontar quantas, regularização da merenda escolar e se ela está em conformidade com o cardápio).

Prefeito Luciano Genésio acompanha obras de construção de estradas vicinais no povoado Vitória dos Bragas


Em Pinheiro, as máquinas intensificaram o serviço de construção das estradas vicinais através do programa pró-vicinais. Na tarde desta quinta-feira, 16, o Prefeito Luciano Genésio vistoriou as obras das estradas que dão acesso ao povoado Vitória dos Bragas, o gestor estava acompanhado dos vereadores Edinildo, Fernando Caminhão, Paulinho Enfermeiro e da secretária de Cultura Alexsandra Koqueiro.

“É como eu tenho dito, o trabalho que temos realizado desde o início do nosso primeiro mandato, foi acompanhado de perto por todos, tenho certeza que o povo da zona rural sentiu a diferença. Reconstruímos mais de 800 km de estradas vicinais ao longo desses 6 anos de mandato. O trabalho continua e daqui de Vitória dos Bragas as máquinas seguirão em frente cumprindo o cronograma da Secretaria de Infraestrutura”, afirmou Luciano Genésio.

O objetivo do trabalho é melhorar a trafegabilidade de veículos e pedestres que precisam usar as estradas diariamente. Esse é só o começo da reconstrução das estradas do polo de Pacas, nesse polo estão previstos mais de 100 km de benefícios. Após finalizar os serviços no polo de Pacas as máquinas seguirão para outras regiões da zona rural de Pinheiro, já está no cronograma o polo da Chapada começando por Ponta de Santana.