Mãe e tio de Alanna são ameaçados de linchamento no velório; cortejo segue

A mãe e o tio da Alanna Ludmila, 10 anos, que morreu por asfixia e foi abusada sexualmente foram ameaçados de linchamento durante o velório da criança na manhã deste sábado (4). A participação da mãe, JACIANE BORGES, foi descartada nas investigações policiais, confirmou o delegado Arthur Benazzi, da Delegacia de Homicídios. O cortejo levando o corpo da menina iniciou por volta das 9h20 da manhã, partindo da Unidade Integrada Marly Sarney, onde ela foi velada, e segue em cortejo para o Cemitério Jardim da Paz. O tio da criança, identificado como Zaqueu, foi quem entrou em contato com nossa equipe de reportagem relatanodo a situação.
A mãe de Alanna esteve prestes a desmaiar quando foi iniciado o cortejo, com os populares aplaudindo e clamando por justiça. Os ânimos se acalmaram quando o cortejo começou a se deslocar.
Até às 9h, só estava presente um delegado que estava tentando conter a população agitada. A mãe estava com medo de deixar a escola por conta do julgamento da população de que ela teria tido participação no crime.

Deixe uma resposta