Vereador que deveria estar preso faz tumulto e tenta assumir no “grito” presidência de Câmara no interior

O vereador do município de São João do Caru, Natanael Silva e Silva, acusado de afanar dinheiro público da Câmara de vereadores, por meio de transferência sem licitação para conta de uma empresa, resolveu “tomar” a presidência da Câmara na base da força. 

 Durante a sessão do legislativo, na manhã desta quinta (16) o vereador, cumprindo decisão do prefeito que se intitula “protegido” do judiciário, Xixico Vieira, resolveu ler um decreto onde pedia o afastamento do atual presidente da Câmara de São João do Caru, nesse intervalo, uma decisão proferida pelo juiz da comarca de Bom Jardim, impedia que o vereador levasse o afastamento do presidente á frente, Natanael, advertido por advogados e vereadores, que qualquer ato de desobediência diante da ordem judicial, seria crime e que o mesmo poderia ser preso em flagrante pelo crime de desobediência, não exitou e continuou lendo o que seria um decreto que afastava o presidente da casa, para não seguir adiante com a trama montado, foi preciso intervenção de terceiros. 

O vereador Natanael, deve ser investigado pelo Ministério Público, e responder pelo ato de improbidade administrativa, por fazer utilização de recursos públicos sem licitação. Pelo crime de desobediência o vereador deveria ser preso.

No mais, prevaleceu a decisão da justiça, tornando a tentativa de Natanael, em tomar o poder, sem validade.

Deixe uma resposta