Filho de deputado federal recebe salário de mais de R$ 17 mil no gabinete de Duarte Júnior na AL

Diego Eceiza Nunes

Diego Eceiza Nunes, filho do deputado Federal Zé Carlos (PT), foi nomeado como técnico parlamentar especial na Assembleia Legislativa do Maranhão.

Diego eceiza ocupa um cargo comissionado (de livre indicação) no gabinete do deputado estadual Duarte Júnior (PCdoB).

No cargo de técnico parlamentar, Diego, receberá salário de R$ 17.164,17 segundo a escala de vencimentos da Assembleia. Cada deputado tem direito a 19 assessores parlamentares. Duarte preencheu todo o quadro.

Ranking Aponta Rubens Jr e Júnior Marreca entre os piores parlamentares do Brasil

Levantamento exclusivo realizado pela ONG Ranking dos Políticos, que atua na fiscalização da gestão dos parlamentares brasileiros, aponta o candidato a reeleição Rubens Júnior e Júnior Marreca como os piores parlamentares do país.

O levantamento aponta ainda que os deputados federais e senadores do Maranhão faltaram 777 vezes nas sessões do Congresso entre 2015 e 2018. Do total de faltas, 204 delas não foram justificadas até o momento. O mais ausente foi o deputado federal Junior Marreca (PEN), que faltou 94 vezes das 395 sessões realizadas.

O Ranking dos Políticos também mostra que os congressistas maranhenses gastaram R$ 29.601.805,28 entre cotas e verbas indenizatórias até o presente momento do mandato. Somente com combustível e lubrificantes, os deputados e senadores do estado gastaram R$ 1.618.614,13. Ao todo, os parlamentares brasileiros nas duas casas gastaram cerca de R$ 60 milhões com esse tipo de despesa no período.

Os deputados Rubens Pereira Júnior (PCdoB), Zé Carlos (PT) e Junior Marreca (PEN) figuram nas piores colocações do ranking estadual e, consequentemente, nacional.

Sobre o Ranking dos Políticos:

Ranking dos Políticos atua na classificação e compliance do setor público por meio de ferramentas tecnológicas compiladas pelo Portal da Transparência e informações públicas de parlamentares brasileiros. Os critérios utilizados pelo Ranking são absolutamente técnicos, levando em conta fatores como assiduidade, gastos da cota parlamentar, processos judiciais e atuação legislativa. Todas as informações publicadas no Ranking são públicas, disponíveis nos sites oficiais do Senado e da Câmara dos Deputados e dos Tribunais de Justiça.