Vargem Grande: Carlinhos Barros faz licitação a toque de caixa no dia 31 de dezembro e restringe concorrência

Prefeito de Vargem Grande, Carlinhos Barros

Os órgãos de controle terão muito trabalho neste final de ano nas prefeituras do Maranhão. Tanto para quem vai passar a faixa de prefeito e quer raspar até o último centavo dos cofres públicos, como também os prefeitos que foram reeleitos. Um caso que chamou atenção foi na Prefeitura de Vargem Grande, comandada pelo prefeito Carlinhos Barros (PCdoB).

O gestor marcou duas licitações a ‘toque de caixa’ na véspera do ano novo, dia 31 de dezembro. Os processos administrativos das licitações de número Nº 0101.05230.2020 e Nº 0101.05231.2020 têm suspeitas de direcionamento licitatório.

É no mínimo curioso a data escolhida pelo gestor para licitar tais produtos. É uma clara tentativa de restringir a concorrência, na véspera do feriado internacional. O Ministério Público tem que ficar de olho e pedir, de imediato, o cancelamento das licitações para uma nova data, onde empresas sérias possam participar.

O primeiro é para contratação de empresa para fornecimento de medicamentos de farmácia básica, medicamentos Injetáveis, medicamentos psicotrópicos, medicamentos hospitalar, material odontológico (Consumo), material odontológico (Instrumental) e material laboratorial. O segundo é para fornecimento de materiais de expedientes em Geral em apoio às atividades das Secretarias do município.

Clique e veja os avisos.

O blog do Werberth Saraiva vai ficar de olho!

Vargem Grande na mira da Polícia Federal

Um suposto esquema de fraude nos dados do censo escolar no município de Vargem Grande deve implodir a gestão do prefeito Carlinhos Barros.

Assim como no município de Monção, que inclusive está sob investigação Federal, no município de Vargem Grande o Ministério da Educação está pagando até para morto estudar.

O caso já chegou ao conhecimento da Polícia Federal e os primeiros procedimentos da investigação devem ser realizados nos próximos meses. Aguardem!!!

VÍDEO: carro do PAC é flagrado trabalhando em posto de combustível do prefeito de Vargem Grande, no MA

Moradores do Povoado Macaúba denunciam que o prefeito Carlinhos Barros está utilizando um caminhão do Programa de Aceleração do Crescimento – PAC na obra da construção de um posto de combustível de sua propriedade.

O posto está sendo construído entre os municípios de Vargem Grande e Coroatá. A falta de coerção por parte dos órgãos responsáveis leva alguns gestores a acreditar que podem fazer o uso de equipamentos do município da forma que bem entender.

O gestor pode ser acionado por improbidade quando desvia a funcionalidade dos veículos da prefeitura para trabalharem em obra particular.

O MP precisa se posicionar.

ASSISTA;

Vargem Grande: Entre 2017 e 2018, filho de vereador aliado de Carlinhos Barros faturou mais de R$ 8,2 milhões em contratos no município

Prefeito Carlinhos Barros e seu amigo empresário

A relação entre a Primos Empreendimentos Ltda e a gestão do prefeito Carlinhos Barros não é de agora. O empresário Tiago Trinta e Trabulsi – que é filho do líder do governo na Câmara Municipal, o vereador Farid Trabulsi – faturou nos anos de 2017 e 2018 a cifra milionária de R$ 8.247.764,07.

São somente seis contratos com uma média de R$ 1.374.327,35 em cada contrato.  Foram três contratos com a Secretaria Municipal de Obras e Transporte de Vargem Grande, um contrato com o Fundo Municipal de Turismo de Vargem Grande, um contrato com Secretaria Municipal de Educação de Vargem Grande e um contrato com a Manutenção e Desenvolvimento do Ensino de Vargem Grande.

O blog do WS já havia revelado a tomada de preço que a empresa Primos Empreendimentos tinha ganhado somando quase R$ 40 milhões. Em qualquer lugar do mundo a relação política entre o prefeito e o líder do governo poderia ser o motivo da relação dos negócios entre a empresa e a prefeitura. Mas em Vargem Grande os aliados de Carlinhos Barros e do líder do governo juram que é só coincidência. Dá pra acreditar?

 

ESCÂNDALO! Filho de vereador aliado do prefeito é detentor de milhões em contrato na prefeitura de Vargem Grande

Em que lugar do Brasil a relação familiar entre um empresário e o líder do governo de uma prefeitura pode ser motivo para a empresa ganhar licitação em que só um contrato a soma das cifras chegam a quase R$ 40 milhões?

Em Vargem Grande (MA) essa relação suspeita tem acontecido nas barbas do Tribunal de Contas do Estado e do Ministério Público do Maranhão. O empresário Tiago Trinta e Trabulsi, sócio-administrador da Primos Empreendimentos e Engenharia LTDA, é nada menos que filho do vereador Farid Trabulsi, líder do prefeito de Vargem Grande, Carlinhos Barros, na Câmara Municipal.

No Diário Oficial do dia 19 de setembro de 2019 o processo administrativo 0101.04470.2019 classifica a empresa do filho do vereador Farid Trabulsi como vencedora do registro de preços para a pavimentação e manutenção em vias no Município de Vargem Grande. O valor total foi de R$ 39.337.769,83 (trinta e nove milhões, trezentos e trinta e sete mil e setecentos e sessenta e nove reais e oitenta e três centavos).

Nesta transação não tem como excluir o suspeito vínculo familiar existente entre o proprietário e o líder do governo é um indicativo que as licitações foram supostamente fraudadas havendo possíveis direcionamento, superfaturamento e demais irregularidades.

Esse não é o único contrato suspeito entre a empresa do filho de Farid Trabulsi e a prefeitura de Vargem Grande. Há outros indicativos de direcionamento e favorecimentos. Aos olhos nus é possível imaginar que ser líder do governo em Vargem Grande é bastante lucrativo.

Com a palavra os órgãos de controle….

Pesquisa aponta Carlinhos Barros com quase 60% de rejeição em Vargem Grande

Prefeito de Vargem Grande, Carlinhos Barros

Pesquisa realizada em Vargem Grande mostra que o atual gestor do município amarga quase 60% de rejeição.

Carlinhos Barros (PCdoB) é prefeito de Vargem Grande, em seu primeiro mandato, Carlinhos tratou de lotear a gestão com familiares e amigos a população é obrigada a conviver com um sistema imoral de nepotismo instalado na administração pública municipal.

Talvez pelas razoes elencadas o gestor é o mais rejeitado entre os possíveis pré-candidatos a prefeitura do município em 2020.

O blog do Werbeth Saraiva teve acesso a recente pesquisa realizada no município que constatou a rejeição do gestor e as pouquíssimas chances de reeleição. Breve divulgarei mais detalhes.

Prefeitura de Vargem Grande deve pagar mais de R$ 601 mil por construção de cerca

Prefeito de Vargem Grande, Carlinhos Barros

A prefeitura municipal de Vargem Grande administrada pelo prefeito Carlinhos Barros (PCdoB), fechou contrato milionário com a empresa “Servlimpa.”.

O objeto do contrato é a construção da cerca do campo de aviação do município. Pela execução dos serviços a empresa que pertence á Raimundo P santos, deve receber R$ 601.565,58 (seiscentos e um mil quinhentos e sessenta e cinco reais e cinquenta e oito centavos).

A empresa que tem sede no próprio município de Vargem Grande deve entregar os serviços no dia 31 de dezembro de 2019.

O contrato foi assinado no dia 01 de abril do corrente ano pelo proprietário da empresa e o secretário de obras e transportes do município José Sousa Barros Filho.

Veja o contrato;

Secretário de Educação de Presidente Vargas é alvo de processo administrativo por acúmulo ilegal de cargos

Secretário de Educação de Presidente Vargas, Hilton César Neves

O secretário de Educação do Município de Presidente Vargas, Hilton César Neves da Silva é alvo de um processo administrativo por acúmulo ilegal de cargos.

Segundo documento obtido com exclusividade pelo Blog,  o secretário Hilton César é auxiliar de serviços gerais no Estado do Maranhão possuindo a matrícula Nº 002664340 deste o ano de 1994, professor Nível I no município de Vargem Grande, e agora assumiu a secretaria municipal de Educação de Presidente Vargas  onde também exerce o cargo de professor desde 2005.

Vale ressaltar que tanto para auxiliar de serviços gerais como para secretário de Educação a carga horária semanal exigida é de 40 horas e para professor a carga horária é de 20 horas semanais, conforme determina relatório de vínculos de servidores disponíveis no Sistema de Acompanhamentos de Atos Pessoais do Tribunal de Contas do Estado(TCE-MA).

Desta forma, o Município de Vargem Grande, por meio da Secretaria Municipal de Administração, denunciou o servidor por meio da Portaria Nº 38, de 03 de junho de 2019 para que ele renuncie do cargo. Hilton César agora tem 10 dias para apresentar defesa.

Veja aqui o Diário Oficial do Município de Vargem Grande

Olha ai, MP. Portal de transparência da prefeitura de Vargem Grande “desaparece” após denúncias

O blog do Werbeth Saraiva denunciou contrato entre a prefeitura de Vargem Grande e a empresa M ATHAN & CIA LTDA ME. Reveja, Aqui. Após a denúncia o site do município estranhamente “desapareceu,”uma prova que o prefeito quer ocultar as informações que por lei precisam ser de conhecimento da população. O Ministério Público precisa se posicionar.

Mais…

O Blog vai fazer uma série de reportagens mostrando a ligação da empresa com um dos vereadores do município, é aguardar!

Carlinhos Barros contrata empresa de São Luís por R$ 1,6 milhão

A prefeitura de Vargem Grande administrada pelo prefeito Carlinhos Barros contratou a empresa M ATHAN & CIA LTDA ME para Conclusão da Construção da Praça da Juventude na Sede do Município de Vargem Grande.

O que mais impressiona no contrato é o valor exorbitante que custará a conclusão da praça, serão exatos; R$ 1.620.967,16 (um milhão seiscentos e vinte mil novecentos e sessenta e sete reais dezesseis centavos.)

O município de Vargem Grande administrado por Carlinhos Barros, vem sofrendo com o desgoverno que está sendo a gestão. São inúmeros os indícios de corrupção no governo de Barros inclusive suspeitas de processos licitatórios montados. Vale ressaltar que Vargem Grande terá um dos carnavais mais caros do Maranhão, já a saúde do município e a educação está na “UTI.” O Ministério Público tem acompanhado “calado”.

No caso da licitação acima citada a empresa M ATHAN & CIA LTDA  de propriedade dos sócios MICHAEL ATHAN e SILVANIA ROSA MENDONCA ATHAN, é uma espécie de faz tudo nas atividades descritas no contrato razão social, tem desde obras de urbanização até fabricação de artefatos de tapeçaria. É mais um caso para o MPF investigar.

Veja;