Famem e Poder Judiciário vão promover regularização fundiária de municípios

O presidente da Famem, Erlanio Xavier, recebeu nesta terça-feira (11) na sede da entidade, no Calhau, em São Luís, o Corregedor Geral de Justiça, desembargador Marcelo Carvalho, para tratar sobre a regularização fundiária urbana e rural, compras governamentais e sistema de inspeção municipal.

Na ocasião, o corregedor e a juíza auxiliar Jaqueline Reis Caracas apresentou ao presidente da Famem o provimento que orientará a ação. “A regularização fundiária vai dar um outro entendimento, tanto no aspecto urbanístico quanto do aspecto da cidadania. Esse provimento tem grande abrangência e é de grande importância para o Poder Judiciário”,disse o corregedor geral de Justiça, desembargador Marcelo Carvalho.

No mês de julho, a Famem vai promover o seminário conhecendo o Sistema de Inspeção Municipal, em parceria com Confederação Nacional dos Municípios, Conab, Ministério Público do Estado do Maranhão, SEDES e órgãos vinculados ao sistema agrário do estado. No evento, o prefeito do estado de Mato Grosso do Sul vai apresentar o case de sucesso do Sim Consorciado.

“Este é um momento histórico. Estamos recebendo o desembargador Marcelo Carvalho que demonstra com este gesto o estreitamento das relações entre o Poder Judiciário e os municípios. A Famem estará sempre com as portas abertas para recebê-lo”,destacou Erlanio Xavier.

A reunião contou com a participação dos prefeitos de Satubinha, Igarapé do Meio, Santa Inês, Alto Alegre do Pindaré, Pio XII, Bela Vista, Pindaré Mirim, Gov. Eugênio Barros, Fernando Falcão, Governador Newton Bello, Santa Luzia do Tide, Bom Jardim e Tufilândia.

Blog Filipe Mota

MP investiga prefeita de Monção por irregularidades na compra de caixões

Prefeita Municipal de Monção,Claúdia Silva

O Ministério Público do Maranhão (MPMA) solicitou abertura de investigação para apurar irregularidades na atual gestão da prefeita Cláudia Silva.

Segundo o Ministério Público,  a licitação divulgada pela Secretaria de Assistência Social, visava a contratação de uma empresa para a prestação de serviços especializados para fornecimento de urnas funerárias.

Diante dos fatos,o documento ajuizado pela promotora Adélia Maria Souza Rodrigues Morais,determina abertura de procedimento investigatório  do processo  de número 17/2017/CCL, realizado pela Prefeitura de Monção. O Ministério Público solicita ainda, que o caso seja apurado em 90 dias.

A nossa redação procurou a prefeita  do Município de Monção,Cláudia Silva,mas a gestora não quis se manifestar sobre o caso.

Deputado Federal Aluísio Mendes faz graves acusações a justiça da comarca Zé Doca durante discurso

Aluísio e Juizá Leoneide, juíza titular da Comarca úje Zé Doca/MA

Aluísio e Juizá Leoneide, titular da Comarca úje Zé Doca/MA

Alguém precisar explicar para o deputado federal Aluísio Mendes que ele não é mais secretario de segurança do estado e não trabalha mais na Policia Federal , todo Maranhão já testemunhou os discursos de Aluísio politizando as instituições e tocando “terror” em adversários,tentando usar a Influência que o mesmo alega que tem na Policia Federal para desestruturar desafetos.

No Alto Turi por exemplo uma ”briga” entre Aluísio e Josimar de Maranhãozinho nada mais é do que  estratégia do ex secretario para atrair para seu projeto de reeleição em 2018 os hoje desafetos de Maranhãozinho na região, em especial no município de Zé Doca cidade administrada pela irmã de Josimar, eleita também por pura consequência do trabalho desenvolvido por ele.

Aluísio critica justiça de Zé Doca

Em um evento para lá de politico o deputado Aluísio não economizou criticas ao judiciário de Zé Doca,em varias falas o deputado dispara que a justiça não tem sido imparcial que teve que recorrer por varias vezes a outras instancias pois a justiça da comarca estaria com “olhos vendados” Aluísio deixou bem claro o descontentamento com a justiça local  e chega a dizer que vai denunciar em Brasília a juíza , Aluísio foi mais enfático quando alfinetou a Juíza Leoneide Delfina Barros Amorim Titular da 2a Vara, em um momento do discurso o deputado falou em um retardamento de posse de alguns vereadores pois dela seria a competência de empossar os legisladores.

Veja o vídeo abaixo:

Aluísio fez acusações serias quando diz que a justica não esta sendo imparcial e que estaria de olhos vendados, o ex secretário de segurança pública do Maranhão colocou em cheque a reputação de toda uma comarca que se quer se pronunciou sobre as falácias e acusações do parlamentar.

Vai ficar por isso mesmo…

A comarca de Zé Doca precisa se pronunciar sobre as graves acusações feitas pelo parlamentar e mostrar ao mesmo que justiça é feita para ser respeitada,e não  é tentando colocar a população contra o judiciário que conseguirá votos.

Esse assunto ainda vai dá muito “pano para manga.”