Escândalo! Ex-companheiro de cela e laranja do agiota Pacovan fatura quase R$ 3 milhões em Miranda do Norte

Eduardo Belfor e Júnior Lourenço

No ano de 2019 a prefeitura de Miranda do Norte administrada pelo prefeito Eduardo Belfort (PSDB) resolveu investir pesado na compra de combustíveis e lubrificantes.

Eduardo Belfort contratou a empresa “Posto Joyce Iv Eireli” localizada em Miranda Do Norte, para fornecer os lubrificantes e combustíveis, apenas no ano de 2019 a empresa deve lucrar R$ 2.866,256 (Dois milhões oitocentos e sessenta e seis mil duzentos e cinquenta e seis reais) com o contrato.

No papel o posto de combustível pertence a Adriano Almeida Sotero mais apenas no papel, pois o posto pertence na verdade ao agiota Pacovan, que inclusive já foi companheiro de cela do laranja, ambos foram alvos de prisão após desdobramento da operação Jenga.

Tudo leva a crer que o contrato firmado entre o posto de combustível e a prefeitura de Miranda do Norte é apenas parcelas de pagamentos aos empréstimos feitos por Pacovan ao deputado Júnior Lourenço.

Miranda do Norte é um município maranhense controlado pelo deputado federal Junior Lourenço (PL) que foi prefeito do município por dois mandatos e conseguiu eleger seu sucessor Eduardo Belfort, que segue exatamente a cartilha de Lourenço, entre tantos escândalos que o mesmo carrega com sigo é investigado em esquema de agiotagem e conhecido no Maranhão e até em Brasilia como “rei das emendas”.

De acordo com denúncias Júnior Lourenço bancou boa parte da campanha de Eduardo Belfort, com dinheiro de agiotagem e agora eleito deputado federal também é enrolado com o esquema e figura como amigo do maior agiota do estado do Maranhão esse que é conhecido como Pacovan, preso diversas vezes por suspeita de agiotagem e lavagem de dinheiro. O futuro de Eduardo Belfort em Miranda do Norte deve não ser outro se não a cadeia, com várias investigações do Ministério Público Federal e de demais órgãos de controle em curso, “negão” pode parar atrás das grades.

Outro Lado

A respeito dos contratos firmados com o posto de combustível do “laranja” do agiota Pacovan o prefeito Eduardo Belfort não retornou o contato do blog até o momento.

Vem mais bomba ai, é só aguardar

Deputado Leonardo Sá mantém agenda com agiota Pacovan

Deputado Leonardo Sá e o agiota Pacovan

O pré-candidato a prefeitura de Pinheiro e atual deputado estadual Leonardo Sá (PL) manteve agenda com um dos maiores agiotas do nordeste brasileiro, o Pacovan.

O agiota Josival Cavalcanti, o Pacovan, começou com uma venda de banana na Ceasa; hoje, é um dos homens mais ricos do Maranhão.

Aprendeu a ganhar a vida emprestando dinheiro a juros – primeiro para os colegas feirantes; depois, para quem aceitasse se submeter aos juros escorchantes e ameaças várias.

Pacovan tem nas mãos políticos de todos o cacifes – dos mais altos aos mais baixos escalões eleitorais – e movimenta milhões e milhões de reais todos os anos.

Nos corredores da Assembleia Legislativa são comuns relatos de visitas dele e de outros “financiadores” a gabinetes estrelados.

A maioria paga o financiamento com dinheiro público, como ficou revelado nas primeiras investigações da agiotagem após a morte do jornalista Décio Sá – e que o governo Flávio Dino (PCdoB), estranhamente, decidiu manter nas gavetas.

O agora deputado estadual e pré-candidato a prefeito do maior município da baixada Leonardo Sá, mantém agenda com o agiota que de acordo com informações recebidas pelo blog, ajudou de certa forma a bancar a campanha do deputado, nos corredores da politica local é fácil se ouvir dizer que a prefeitura de Pinheiro pode ser mais uma das milhares que Pacovan detêm “parcerias.”