Material permanente vai custar mais de R$ 1 milhão em Bela Vista do Maranhão

Prefeito de Bela Vista, Orias Mendes

A prefeitura de Bela Vista do Maranhão contratou a empresa E. MARQUES PEREIRA por cifras exorbitantes.

O município de Bela Vista do Maranhão é administrado pelo prefeito Urias Mendes já afastado do cargo por cometer atos imorais a frente da gestão. De acordo com levantamento realizado pelo blog, Orias contratou a empresa situada no bairro cidade operaria em São Luís por : R$ 1.086.094,00 (um milhão, oitenta e seis mil, e noventa e quatro reais).

O objeto do contrato é aquisição de materiais permanentes para o município durante o ano de 2019. O contrato foi assinado pelo prefeito Orias e o representante da empresa Veiber Luiz Marques pereira.

A relação de Orias Mendes com a empresa E. MARQUES PEREIRA é bem antiga, não é de hoje que a empresa fatura contratos altíssimos e suspeitos em Bela Vista do Maranhão. O blog deve trazer mais detalhes nos próximos dias.

O Ministério Público e os demais órgãos fiscalizadores precisam estar atentos e investigar se não está tendo um descarado esquema de vendas de “notas frias” no município.

Velho conhecido do MPF…

Mendes foi denunciado pelo MPF por suspeita de desviar recursos públicos em benefício próprio mediante o direcionamento de licitação para a reforma de 16 escolas do Município com verbas repassadas pelo Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

Veja o contrato;

CHAMEM A POLÍCIA! Prefeito de Bela Vista vai gastar quase R$ 300 mil com recargas de tonners e manutenção de impressoras

Prefeito de Bela Vista, Orias Mendes

Em 2019 a prefeitura de Bela Vista vai gastar uma verdadeira fortuna com prestação de serviços de recarga de tonners e manutenção preventiva e corretiva de impressoras, com substituição e reparo de peças.

A empresa vencedora do certame milionário é a P.G.S. SILVA DA CRUZ (TECNOPRINT)  do município de Santa Inês e de propriedade de Pablo Giordanyo Sousa silva da cruz.

O contrato assinado pelo prefeito Orias de Oliveira Mendes e o empresário tem validade de um ano e vai custar aos cofres do município, exatos; R$ 269.567,20 (Duzentos sessenta e nove mil, quinhentos sessenta e seis reais e vinte centavos).

O Ministério Público e os demais órgãos fiscalizadores precisam estar atentos aos contratos firmados pela gestão de Bela Vista que são altíssimos e os indícios de fraudes, direcionamentos e demais crimes são enormes.

 

SUPERFATURAMENTO! Prefeito de Bela vista vai gastar R$ 2,6 milhões com materiais de consumo

A Prefeitura de Bela Vista vai gastar R$ 2.638.754,66 milhões com materiais consumo em 2019.

Segundo o extrato, duas empresas foram contratadas para realizar o fornecimento dos produtos, a Ferroplastima Ltda, localizada em São Luís, e a S.C.M. de Souza Comércio – Armazém Central, com sede em Santa Luzia.

Do montante milionário acima, a Ferroplastima, de propriedade de Lindava Neves Martins e Nely Neves Martins, vai faturar R$ 1.716.012,96 (um milhão, setecentos e dezesseis mil, doze reais e noventa e seis centavos).

O Armazém Central vai lucrar R$ 922.741,70(novecentos e vinte e dois mil, setecentos e quarenta e seis reais e setenta centavos).

A vigência contratual vai até 31 de dezembro de 2019.

O Ministério Público e o GAECO, precisam apurar denúncias de corrupção no município de Bela Vista.

Prefeito de Bela Vista MA, Orias Mendes vai torrar mais de 2,8 Milhões com material de consumo

No primeiro mês do ano a prefeitura de Bela Vista assinou dois contratos, no valor total de R$ 2.811.247,17 para a aquisição de material de consumo. A Comercial Ferroplastma LTDA-EPP levou R$ 1.574.821,17(um milhão, quinhentos e setenta e quatro mil, oitocentos e vinte e um
reais e dezessete centavos)

a W.W.E. dos Santos Amorim Comércio e Serviços-ME, faturou R$ 1.236.426,00 (um milhão,
duzentos e trinta e seis mil, quatrocentos e vinte e seis reais) O fornecimento vai até 31 de dezembro de 2018.

O prefeito de Bela Vista Orias de Oliveira Mendes já foi denunciado pelo MPF por Fraude em licitação reveja AQUI

MPF denuncia prefeito de Bela Vista por fraude em licitação

O Ministério Público Federal (MPF) na 1ª Região ofereceu denúncia contra o prefeito de Bela Vista do Maranhão (MA), Orias de Oliveira Mendes, por fraude em licitação e desvio de recursos públicos. Relatório de Fiscalização da Controladoria Geral da União (CGU) comprovou que houve pagamento indevido por serviços não executados.

Mendes é acusado de desviar recursos públicos em benefício próprio mediante o direcionamento de licitação para a reforma de 16 escolas do Município com verbas repassadas pelo Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

Em relação ao desvio de recursos públicos, foi verificado que a empresa recebeu pagamentos por serviços não executados. Em auditoria realizada em quatro das dezesseis escolas que deveriam ser beneficiadas com os serviços contratados, foi identificado pagamentos com verbas do Fundeb para serviços não realizados, pagos pela prefeitura à empresa que, posteriormente, repassou os valores para Mendes.

Mendes foi intimado a comparecer na sede da Polícia Federal, a fim de prestar esclarecimentos sobre os fatos denunciados, mas não compareceu e nem apresentou qualquer justificativa. O MPF pede a condenação do acusado por fraude no caráter competitivo do procedimento licitatório (Art. 90, da Lei 8.666/93), com pena de detenção que varia de seis meses a dois anos, e por crime de responsabilidade (Decreto-Lei 201/67), com pena de reclusão, de dois a doze anos. As penas podem ser aumentas caso seja configurado crime continuado.

Além disso, o MPF quer a decretação da perda de cargo e a inabilitação do denunciado, pelo prazo de cinco anos, para o exercício de cargo ou função pública, eletivo ou de nomeação, e o pagamento de R$ 27.963,27 a título de reparação do dano causado à União.

Assembleia – O deputado Sousa Neto (PROS) ocupou a Tribuna da Assembleia Legislativa, nesta terça-feira para cobrar providências do Poder Judiciário e do Ministério Público sobre as denúncias de abuso de poder político e econômico na gestão do prefeito Orias Mendes de Bela Vista do Maranhão.

“A Cidade de Bela Vista foi vítima do maior estelionato eleitoral já visto na sua história, com a reeleição do Senhor Orias, prefeito da cidade, do Partido Comunista (PCdoB), e que já ficou comprovado por meio das denúncias que o Ministério Público Federal (MPF) têm apresentado contra o gestor, referente a desvios nos recursos do FUNDEB, licitações suspeitas, fraudes nos contratos de reforma de escolas e da compra de merenda escolar. Como representante do Vale do Pindaré nesta Casa, não posso deixar de me manifestar. Bela Vista é um município de povo trabalhador, ordeiro e acolhedor, mas que está sofrendo nas mãos dessa administração desastrosa”, denunciou o parlamentar.

Sousa fez um apelo à Justiça e ao MPF que possam intervir em favor do município. “Esse prefeito comunista quer, de todas as formas, tirar o que foi gasto na campanha. A cidade de Bela Vista hoje está um caos total, principalmente na área da educação. As escolas praticamente estão sem aulas, não há merenda escolar e obras que não foram feitas, estão sendo cobradas. Quero aqui pedir providências para o Ministério Público Federal, Ministério Público Estadual, a esta Casa, para que possa haver uma intervenção naquele município”.

Vale lembrar que recentemente, o prefeito Orias de Oliveira Mendes, que é do partido do governador Flávio Dino, ou seja, do PCdoB, também foi cassado recentemente