Os quatro maiores beneficiados com recursos do “fundão” eleitoral no Maranhão

Augusto Lobato, Honorato Fernandes, Chico Carvalho, Edilázio Jr e João Alberto

As eleições se aproximam e junto com ela a corrida eleitoral para o pleito de vereadores e prefeitos. Para custeá-las, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) já divulgou a divisão do Fundo Eleitoral, conhecido como “fundão”. Os R$ 2 bilhões totais foram divididos entre os 33 partidos registrados na Justiça Eleitoral e o Partido dos Trabalhadores (PT) é o partido que mais vai receber recursos para custear as campanhas, com R$ 200,9 milhões.

Já o Partido Social Liberal (PSL) receberá R$ 193,6 milhões, enquanto o Partido Social Democrático (PSD) receberá R$ 157,1 milhões, seguido do Movimento Democrático Brasileiro (MDB), que ganhará R$ 154,8 milhões e do Partido Progressista (PP), com R$ 140,2 milhões.

O Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) ocupa a sexta posição e poderá gastar com as campanhas R$ 126 milhões. Já o Partido Liberal (PL) terá R$ 123,2 milhões, enquanto o Democratas (DEM) receberá R$ 114,5 milhões. Já o Partido Socialista Brasileiro (PSB) e o Republicanos receberão, respectivamente, R$ 109,4 mi e R$ 104,4 milhões. Os demais partidos receberão cerca de R$ 1,2 milhão cada e o Partido Novo anunciou que vai abrir mão da fatia de R$ 36 milhões.

 Maranhão

Augusto Lobato do partido dos trabalhadores (PT) será o presidente de partido no Maranhão com mais recursos do “fundão” em caixa. Seguido pelo vereador do PSL Chico Carvalho e do deputado Edilázio Jr do PSD que é seguido pelo ex-senador da república e presidente do MDB no Maranhão João Alberto.

Todo o dinheiro será transferido para os diretórios nacionais assim que as siglas discriminarem os critérios de distribuição. Com a liberação do fundo, este blog chama atenção para o uso desses recursos, já que o desvio de recursos do fundo eleitoral é uma prática recorrente no Maranhão.

Em 2019, por exemplo, um levantamento realizado com base nas prestações de contas registradas nos tribunais regionais eleitorais, apontou que ao menos 51 candidatos a deputado federal e estadual podem ter servido na última eleição como laranjas para que partidos desviassem recursos do fundo eleitoral.

Em São José de Ribamar, na região metropolitana de São Luís, a candidata a deputada estadual Marisa Rosas, do PRB, mandou fazer 9 milhões de “santinhos”. De acordo com a prestação de contas à Justiça Eleitoral, ela gastou quase R$ 600 mil com campanha. Além dos milhões de “santinhos”, ela confirmou que mandou fazer 1,25 mil bottons. Marisa Rosas foi a segunda maior beneficiária de doações da Direção Nacional do Partido.

Marisa Rosas disse que confiou nos colegas de partido para contratar as três gráficas que receberam, só dela, R$ 540 mil. Ela disse que confiou na gráfica e no partido. A gráfica pertenceria a um filiado ao partido. Recebeu outros R$ 580 mil reais para confeccionar material de campanha para o deputado federal Cleber Verde, presidente do diretório estadual do PRB.

Considerando esse fato, assim como inúmeros outros casos de desvios dos recursos do fundão, chamamos atenção das autoridades e principalmente dos diretores dos partidos, que têm o dever de usar com responsabilidade os recursos públicos, investindo em informação para a população.

Ai é Loucura! Senador João Alberto e deputado João Marcelo se aliam em Carutapera com ex candidato a vereador que não votou nele mesmo, e com vice presidente de sindicato preso ano passado com carro roubado .

As últimas ações do deputado João Marcelo e de seu pai o carcará senador João Alberto tem deixado transparecer que as pesquisas em que Flávio Dino aparece liderando e ganhando no primeiro turno para o governo do estado, tem afetado diretamente o cérebro dos dois políticos, depois de a notícia que João Marcelo retirou uma emenda que iria servir para construção de uma praça de eventos no município de Carutapera, João Marcelo resolveu ir até o município tentar “limpar a barra” por lá , foi aí que novamente o parlamentar foi alvo de críticas, ele se juntou e recebeu apoio de um ex candidato a vereador que se quer tirou o próprio voto nas eleições de 2016 e ainda é considerado ficha suja pelo Tribunal de contas do Estado, por fazer da mesma forma que faz no sindicato na qual é presidente, não prestar contas. O presidente do sindicato dos professores local, e o vice presidente preso no ano passado por dirigir um carro roubado na grande São Luís, assumiu uma nota de culpa e foi liberado de pedrinhas onde ficou detido reveja AQUI, João Alberto parece que desaprendeu a fazer política, ou a política do “carcará” se tornou ultrapassada para os métodos já usados hoje, as ações adotadas por João Alberto não vem surgindo efeito, nas pesquisas feitas pelo estado, João Marcelo sempre aparece em último, os políticos de todo o estado já sabem como funciona com os caciques do PMDB, que se elegem, somem os três anos e no último ano “descem” em campo atrás de votos, é sempre assim….
Pelo visto João Marcelo deve ficar só sendo filho de um ex senador em 2019…..

VÍDEO! Flávio Dino e João Alberto “armam barraco do ano” durante solenidade de inauguração do trecho duplicado da BR 135.

A solenidade de inauguração do trecho duplicado da BR 135, na manhã desta quinta-feira (11), foi marcada por um tom político agressivo entre os membros do governo Flávio Dino e seus adversários. Tudo começou com Hildo Rocha (MDB), clamando por melhorias nas estradas estaduais e terminou com o senador João Alberto (MDN) chamando o governador de “mentiroso, vagabundo”.

Os adjetivos foram disparados logo após Flávio Dino ter dito: “rompemos aqui o ciclo da falta de estradas, da falta de políticas sociais, da falta de escolas”. Interrompido por João Alberto o governador respondeu em tom de deboche, “e rompemos também com a falta de educação”.

Tudo ocorreu na presença dos ministros Maurício Quintella (Transportes) e Moreira Franco (secretário da Presidência da República). O ministro Sarney Filho (Meio Ambiente) foi o responsável por acalmar João Alberto que estava inconformado com as declarações de Flávio Dino.

Diego Emir

MALDADE! Deputado Federal João Marcelo se alinha com a oposição de Carutapera e tira emenda que iria servir para construção de uma praça de eventos na cidade

A politicagem chegou ao extremo ponto de prejudicar toda uma população, e o pior partindo de um deputado federal, falo do deputado federal João Marcelo (PMDB) ele que nos últimos dias se alinhou politicamente com o candidato derrotado nas eleições de 2016 para a prefeitura de Carutapera “Cordeiro de deus”(PSDC)  e juntos tiraram uma emenda que iria servir para a construção de uma praça de eventos na sede do município, o valor da emenda seria de exatos 487.500,00 (quatrocentos e oitenta e sete mil e quinhentos reais) a atitude politiqueira e mesquinha de Joao Marcelo que é filho do senador João Alberto deve gerar revolta em todo município, principalmente na classe jovem que sem duvida seria a principal beneficiada com a implantação do recurso no municipio, o motivo no qual culminou a retaliação foi simplesmente politico, pelo fato de o candidato derrotado em Carutapera ainda não ter se conformado com o resultado das urnas, e estar disposto a fazer palanque em tudo.

” O triste é que o principal prejudicado não é a gestão, e sim as igrejas, os jovens, os centros culturais que iriam ter um espaço mais apropriado para realizar suas ações, a política falou mais alto.”