Prefeita de Urbano Santos, Iracema Vale, contrata papelaria por mais de R$ 2 milhões

Prefeita de Urbano Santos, Iracema Vale

A prefeitura de Urbano Santos, comandada pela prefeita Iracema Vale, deve gastar uma verdadeira fortuna com aquisição de materiais didáticos, incluindo kits escolares.

De acordo com a publicação no diário oficial, Iracema Vale, contratou a empresa CENTER PAPELARIA & INFORMATICA por exatos; R$ 2.019.553,08 (Dois milhões e dezenove mil e quinhentos e cinquenta e três reais e oito centavos), A empresa tem sede em São Luís, no bairro Bequimão, e pertence ao empresário Pedro Claudino Ferreira.

O objeto do contrato é o descrito acima, material didático e kit escolar. O contrato foi assinado pela secretária de educação do município,Sra. Nilma da Silva Sodré e pelo proprietário da papelaria, Pedro Claudino Ferreira.

O contrato deve ser investigado pelo Ministério Público e demais órgãos de fiscalização, tendo em vista que alunos e professores reclamam da escassez de material didático no município.

Veja o contrato;

BOMBA! Auditoria do TCE aponta Desvio de Recursos do Fundeb em Urbano Santos

Prefeita de Urbano Santos, Iracema Vale

O Tribunal de Contas do Estado do Maranhão, através de analise na Prestação de Contas do exercício de 2013 do Município de Urbano Santos, constatou diversas irregularidades e indícios de favorecimento de empresas fantasmas na gestão da Prefeita Iracema Vale (PT).

Conforme relatório disponibilizado em primeira mão ao Blog do Werbeth Saraiva, o foco da Auditoria diz respeito a Reforma e Ampliação nas escolas municipais, resultante na contratação da Empresa ECC Construções Ltda, executando supostamente serviços no montante de R$ 743.794,46 (setecentos e quarenta e três mil, setecentos e noventa e quatro e quarenta e seis centavos).

O que chamou a atenção do TCE foi justamente a escolha da empresa indicada, uma vez que inexiste no processo licitatório sequer o Projeto Básico e Executivo (sendo completamente impossível a empresa sequer apresentar proposta de preço sem saber o que seria feito), Inexistência de documentação relativa a Qualificação Econômico-Financeira (Ausência do Balanço Patrimonial e das Demonstrações Contábeis do último exercício social, já exigíveis e apresentados na forma da lei, que comprovem a boa situação financeira da empresa ECC Construções Ltda) e Ausência de Anotação de Responsabilidade Técnica – ART, da empresa executora e do engenheiro responsável, pela elaboração do orçamento, dentre outras.

Quando da análise, verificou o TCE que Ausência da Publicação do aviso em Diário Oficial do respectivo ente federado, ou não existindo, em jornal de circulação local, e facultativamente por meios eletrônicos e conforme o vulto da licitação, em jornal de grande circulação, bem como a existência de pagamento por veículos não pertencentes a empresa vencedora, muito menos no certame licitatório.

Em tempo…

O blog ainda apurou que esses fatos já foram levados ao conhecimento do Ministério Público Estadual o que poderá motivar inclusive o afastamento da gestora de Urbano Santos.

VEJA, AQUI.